Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1794
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAfonso, Mariangela da Rosapt_BR
dc.contributor.authorNascimento, Diego Ebling dopt_BR
dc.date.accessioned2014-08-20T13:49:10Z-
dc.date.available2013-10-15pt_BR
dc.date.available2014-08-20T13:49:10Z-
dc.date.issued2013-02-07pt_BR
dc.identifier.citationNASCIMENTO, Diego Ebling do. Male dancer and gay: A look at the life trajectories of teachers dancing. 2013. 150 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.por
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/123456789/1794-
dc.description.abstractThe present research aims to analyze, from narratives, professional dancers‟ life trajectory, who currently understand them as homosexuals, are under-graduated in Physical Education, and work with dancing. It was analyzed the impact and consequences of homosexuality on these professional teachers‟ career, besides describing their family relationship, their primary academic qualification, and their labor market. The sample was comprised of five professional dancers/teachers. The methodological reference being used was qualitative wise. As the purpose of the research is not limited to a single case, but to a pre-selected group of professional dancers/teachers, the adopted procedure for data collection was a multiple-case study. It was chosen, therefore, a life trajectory‟s study case. The research was made by means of a thematic semi-structured interview. An intentional sample was chosen, as the selected sample is formed by individuals who work with dancing, are openly homosexuals, and whose academic career was in Physical Education field. In order to process the data, the content analysis technique was used. The results show that mothers are present as the major family reference and demonstrated, likewise fathers, their concerns relating to teachers‟ low pay. Today all families accept homosexuality. The Catholic religion, however, sprang the feeling of inferiority in two interviewees. All the interviewees found through body practices a greater acceptability from workmates and friends. Concerning labor market, it was identified a preference for working in non-formal environments, the existence of few public policies for dancing in Rio Grande do Sul, that prejudice is still present in both formal and non-formal workplaces, and that there is a concern relating to who is integrated in the labor market, since many dancing classes tutors do not have the necessary formation, according to the interviewees. It is believed that the present research contributes scientifically for gender and sexuality studies. However, many studies related to this theme can still be put into practice.eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2014-08-20T13:49:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Diego Ebling do Nascimento.pdf: 1315154 bytes, checksum: 87d969d98aa00ec5ca92a69304da29c9 (MD5) Previous issue date: 2013-02-07en
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Pelotaspor
dc.rightsOpenAccesspor
dc.subjectDançapor
dc.subjectHomossexualidadepor
dc.subjectCorpopor
dc.subjectEducação físicapor
dc.subjectEstudos de gêneropor
dc.subjectTrajetória de vidapor
dc.subjectDancingeng
dc.subjectHomosexualityeng
dc.subjectBodyeng
dc.subjectPhysical educationeng
dc.subjectGender studieseng
dc.subjectLife trajectoryeng
dc.titleMacho, bailarino e homossexual: um olhar sobre as trajetórias de vida de professores dançantespor
dc.title.alternativeMale dancer and gay: a look at the life trajectories of teachers dancingeng
dc.typemasterThesispor
dc.contributor.authorIDCPF:02237694010por
dc.contributor.authorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4487811D8por
dc.contributor.advisorIDCPF:40702642053por
dc.contributor.advisorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/busca.dopor
dc.contributor.advisor-co1Rigo, Luiz Carlospt_BR
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4763044Y8por
dc.description.resumoA presente pesquisa teve como objetivo analisar as trajetórias de vida, a partir das narrativas dos profissionais da dança que atualmente se reconhecem homossexuais, são formados em educação física e trabalham com a dança. Verificarmos o impacto e as consequências da homossexualidade na trajetória profissional destes professores, além de descrever a relação familiar, a formação inicial e o mercado de trabalho de cada um dos profissionais. Os sujeitos foram compostos por cinco professores/bailarinos. A referência metodológica foi pautada na perspectiva qualitativa. Como a proposta da pesquisa não se limita a um único caso, mas a um conjunto de professores de dança/bailarinos pré-selecionados, o procedimento adotado para coleta de dados foi o estudo de casos múltiplos. Optamos, então, pelo estudo de casos de trajetórias de vida. A pesquisa foi realizada através de uma entrevista temática semiestruturada. Escolhemos realizar uma amostra intencional, tendo em vista que os sujeitos que atendem ao perfil desejado pelo pesquisador foram os indivíduos que fizeram sua trajetória acadêmica na área da educação física, trabalham com a dança e se assumem homossexuais. Para tratar os dados, utilizamos a técnica de análise de conteúdo. Os resultados revelaram que as mães apareceram como maior referência familiar e demonstravam, como os pais, inquietações motivadas pela baixa remuneração dos professores. Atualmente, todas as famílias aceitam a homossexualidade. A religião católica despertou em dois entrevistados o sentimento de inferioridade. Todos os entrevistados encontraram nas práticas corporais um meio de maior aceitação de colegas e amigos. Quanto ao mercado de trabalho identificamos que há maior preferência por trabalhar em espaços não formais, que são poucas as políticas públicas para a dança no Rio Grande do Sul, que o preconceito ainda está presente tanto no espaço formal quanto não formal e que foi demonstrada preocupação com quem está no mercado de trabalho, pois os entrevistados consideram que muitos ministrantes de aulas de dança não tem a formação necessária para estarem atuando. Acreditamos que a presente pesquisa trouxe contribuições científicas para o âmbito dos estudos de gênero e sexualidade. No entanto, muitos estudos relacionados a esta temática ainda podem ser realizados. Palavras-chave:por
dc.publisher.departmentEscola Superior de Educação Físicapor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação Físicapor
dc.publisher.initialsUFPelpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApor
dc.publisher.countryBRpor
Appears in Collections:PPGEF: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Diego Ebling do Nascimento.pdf1,28 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.