Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1815
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Qualidade de vida no trabalho dos professores de Educação Física da Rede Municipal de Ensino de Pelotas
Other Titles: Quality of work life of teachers of Physical Education of the Municipal Schools
metadata.dc.creator: Veiga, Rosane Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor1: Afonso, Mariangela da Rosa
metadata.dc.description.resumo: O objetivo desta pesquisa foi analisar a percepção dos docentes quanto a sua qualidade de vida no trabalho, bem como verificar a satisfação desses profissionais no que diz respeito ao contexto de atuação dos professores de Educação Física da Rede Municipal de Ensino da cidade de Pelotas. A investigação caracterizou-se como uma pesquisa descritiva com uma abordagem quantitativa. A população foi composta por 118 professores de Educação Física, pertencentes às 40 escolas da zona urbana. Os instrumentos de coleta de dados foram questionários para investigar o perfil sociodemográfico e a Escala de Avaliação da Qualidade de Vida no Trabalho percebida por professores de Educação Física do Ensino Fundamental e Médio (QVT-PEF). Para análise dos dados, categorizou-se as respostas emitidas pelos professores no que se refere ao QVT-PEF e utilizou-se as equações de ponderação de Lemos (2007), sendo as respostas agregadas em três categorias, quais sejam: insatisfeitos, indecisos e satisfeitos. Os testes do Qui-quadrado e o Exato de Fisher foram aplicados para verificar a existência de diferenças nas variáveis categóricas, a partir do programa estatístico STATA, versão 12.0, cujo nível de significância adotado foi p<0,05, enquanto os demais dados foram analisados considerando a estatística descritiva, com valores de frequência e percentual. A amostra constituiu-se pelos questionários que retornaram, sendo que, dos 118 questionários, o percentual de retorno foi de 79,7%. Participaram do estudo 94 professores, 36,2% do sexo masculino e 63,8% do sexo feminino. Quanto à idade, 46,8% têm até 39 anos, e 53,2%, 40 anos ou mais. Quanto ao estado civil, 54,3% são casados, e 45,7 são caracterizados em outros estados civis. Quanto à renda familiar, 64,9% recebem até cinco salários-mínimos, enquanto 35,1% recebem seis salários-mínimos ou mais. Constatou-se que 69,1% desses docentes trabalham somente na rede municipal, enquanto que 76,7% atuam somente em sala de aula, 70,2% têm carga horária de 40 horas ou mais e convém ressaltar que 77,7 % dos professores participantes do estudo não desejam mudar de profissão, enquanto apenas 22,3% demonstraram desejo de mudança. Os resultados evidenciaram percentuais acentuados de indecisão, mas com um contingente de satisfação nas dimensões oportunidade imediata para o uso e desenvolvimento das capacidades humanas (73,4%); constitucionalismo na organização do trabalho (68,1%) e relevância social da vida no trabalho (59,6%). Torna-se evidente a insatisfação relacionada às dimensões remuneração salarial (69,1%) e às condições de trabalho (35,1%), seguido do mesmo índice de indecisão. Necessita-se de políticas e ações mais contundentes relacionadas à educação, de modo a orientar e desenvolver competências e atitudes mais eficientes em todos os níveis, ou seja, através de planos de carreira justos e adequados, salários dignos e melhores condições de trabalho
Abstract: The purpose of this study was to analyze the perceptions of teachers regarding their quality of life at work and verify the satisfaction of these professionals regarding the context of the actuation of the physical education teachers on the Municipal Schools. The study is characterized as a descriptive research with a quantitative approach. The instruments of data collection were a survey to investigate the sociodemographic profile and "Rating Scale of Quality of Life at Work perceived by Physical Education teachers of elementary and high school" (QVT-PEF) (Both et al., 2006). On the data analysis the answers given by teachers in relation to QVT-PEF was used weighting equations of Lemos (2007), where the responses were grouped into three categories, namely: dissatisfied, satisfied and undecided. The tests of chi-square and Fisher's Exact were used to check for differences in categorical variables, from the STATA statistical software, version 12.0, the level of significance was p <0.05. Meanwhile the other data were analyzed for descriptive statistics, with values of frequency and percentage. The sample was composed by surveys that returned, 118 surveys were distributed, whose percentage of return was 79.66%, a rate that, second (Both et al, 2008), can be considered as satisfactory for this kind of study. Of the 94 teachers surveyed 36.2% are male and 63.8% are female. Regarding age 46.8% of them are until 39 years old and 53.2% are 40 years old or more. Regarding marital status 54.3% are married and 45.7% are single, divorced or widowers. And about family income, 64.9% receive up to five minimum wages while 35.1% receive six times the minimum wage or more. As regards the networks 69.1% only work in the municipal school network and 30.8% of them work in municipal and others schools. Is important emphasize that the vast majority of teachers, 76.7% works only in the classroom, while just 23.3% of them work in the classroom and other administrative positions, and just 29.8% of these teachers have a workload of up to 39 hours, while 70.2% of them have a workload of 40 hours or more. As for the desire to professional change 77.7% of the teachers do not want to change jobs while 22.3% demonstrated desire for change. The results showed a high percentage of indecision, but with a contingent of satisfaction to dimensions as immediate opportunity for the use and development of human capacities; Constitutionalism in the work organization and social relevance of work life. It becomes evident dissatisfaction related to the dimensions of pay, working conditions and work and full space of life. The job and salary plans must address the qualification, as well as ensuring better remuneration by career advancement.
Keywords: Docentes
Qualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida
Teacher
Quality of work life
Quality of life
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Escola Superior de Educação Física
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citation: VEIGA, Rosane Ferreira. Quality of work life of teachers of Physical Education of the Municipal Schools. 2013. 120 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1815
Issue Date: 1-Feb-2013
Appears in Collections:Pós-Graduação em Educação física: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rosane Ferreira Veiga.pdf1,44 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.