Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1871
metadata.dc.type: masterThesis
Title: A produção de subjetividade no modo de atenção psicossocial
Other Titles: The production of subjectivity in the Mode of psycho-social care
metadata.dc.creator: Argiles, Carmen Terezinha Leal
metadata.dc.description.resumo: A reforma psiquiátrica brasileira propõe mudanças paradigmáticas significativas no seu modo de relacionar-se com a loucura e operacionalizar o trabalho nos Centros de Atenção Psicossocial. O modo de atenção psicossocial envolve mudanças de concepção sobre o cuidado, com o foco na pessoa que sofre e sua subjetividade. Os serviços constituem-se em espaços de cuidado, resgate e reinserção das pessoas em seu mundo relacional e social. Neste contexto, o presente estudo procura analisar a potencialidade de produção de subjetividade, na dinâmica de trabalho no Centro de Atenção Psicossocial da cidade de Alegrete-RS. Caracteriza-se como um estudo de caso, com abordagem de pesquisa qualitativa, que utiliza como referencial teórico o paradigma do modo psicossocial, as concepções de subjetividade de Deleuze e Guattari, e os conceitos de Foucault sobre as relações de poder e a micropolítica da dinâmica de trabalho. Os dados utilizados fazem parte de um recorte da pesquisa intitulada Avaliação dos Centros de Atenção psicossocial da região sul do Brasil II, o qual se constitui de um estudo quantitativo e qualitativo de avaliação de serviços. Esta dissertação de mestrado é um estudo qualitativo a partir dos dados do campo de Alegrete Rio Grande do Sul. Como instrumentos de coleta de dados utilizou-se a entrevista semiestruturada realizada com 11 usuários e 21 trabalhadores, a observação de campo, com um roteiro pré-definido e registro em diário de campo num total de 253 horas. Os dados foram coletados em julho e agosto de 2011, em um serviço de Centro de Atenção Psicossocial do município de Alegrete. Utilizou-se a análise temática, para a leitura dos dados. Observou-se movimentos importantes de construção de práticas e dinâmicas de trabalho na perspectiva do paradigma psicossocial, bem como aspectos micropolíticos que possibilitam processos de implicação subjetiva para usuários e trabalhadores partindo da dinâmica estabelecida na operacionalização do trabalho. Estas relações apresentam ainda aspectos limitadores para o protagonismo, autonomia e independização, com a manutenção de procedimentos rígidos, hierarquizados e tutelares. A presença de especialismos e do saber-poder, colocam-se de forma a interromper os processos de horizontalização das relações no contexto do serviço. As resistências produzidas pelos diversos movimentos criados para o enfrentamento do preconceito em relação à loucura, na criação de outras possibilidades existenciais, de forma a promover um reposicionamento subjetivo para todos os atores envolvidos, usuários e trabalhadores, indicam processos de produção de subjetividade singularizada. Espera-se com este estudo contribuir para o desenvolvimento de processos de mobilização, inovação e diferenças no modo psicossocial de cuidar, estimulando a diversidade, multiplicidade e heterogeneidade nos coletivos implicados neste campo.
Abstract: Significant paradigmatic changes have been proposed to reform psychiatric methods for relating with mental illness and conducting the work of Psycho-Social Care Centers in Brazil. The form of psycho-social care involves changes in the concept of care, with a focus on the person who suffers and his or her subjectivity. Services are spaces where care is provided and for the restoration of people and their reinsertion in their relational and social world. In this context, this study seeks to analyze the potential for production of subjectivity in the dynamic of work at the Psycho-social Care Center in the municipality of Alegrete-RS. This is a case study, with a qualitative research approach. As theoretical references, it uses concepts from Guattari and those from Foucault concerning power relations and the micropolitics of the dynamic of work. The data used come from the study entitled Evaluation of Psycho-Social Care Centers in Southern Brazil II, which is a quantitative and qualitative study for the evaluation of services. This masters dissertation is a qualitative study based on field data from Alegrete, Rio Grande do Sul State. Data collection tools included semi-structured interviews with a pre-defined questionnaire conducted with 11 users and 21 workers and records in field diaries from 253 hours of field observations. The data were collected in July and August 2011, at a service of the Psycho-social care center of Alegrete. A thematic analysis was used for reading the data. Important movements were observed in the construction of practices and the working dynamics in the perspective of the psycho-social paradigm, as well as micropolitical factors that allow processes of subjective implication for users and workers based on the dynamic established in the operationalization of the work. These relations also present factors that restrict protagonism, autonomy and independence because of rigid, hierarchized and protective procedures. The presence of specialties and of power/knowledge prevent the establishment of horizontal relations in the context of service. The resistance produced by movements taken to confront prejudice toward mental illness and to create other options to promote a subjective repositioning for all the actors both users and workers - involved, indicates processes of production of singularized subjectivity. It is hoped that this study contributes to the development of processes of mobilization, innovation and differences in the psycho-social form of care, stimulating diversity, multiplicity and heterogeneity among the collective involved in this field.
Keywords: Saúde mental
Serviços de saúde mental
Subjetividade
Atenção psicossocial
Mental health
Mental health services
Subjectivity
Psycho-social care
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: ARGILES, Carmen Terezinha Leal. The Production of subjectivity in the Mode of Psycho-Social Care. 2012. 150 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem e Obstetrícia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2012.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1871
Issue Date: 10-Dec-2012
Appears in Collections:Pós-Graduação em Enfermagem: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao Carmen Argiles.pdf1,29 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.