Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1880
metadata.dc.type: masterThesis
Title: As relações sociais dos idosos de Bagé, RS
Other Titles: Social relationships of elderly in Bage, RS
metadata.dc.creator: Soares, Mariangela Uhlmann
metadata.dc.description.resumo: O progressivo envelhecimento populacional esperado para os próximos 30 anos chama a atenção para a compreensão de que a manutenção da qualidade de vida e da autonomia são fatores importantes neste processo, minimizando as possibilidades de exclusão social dos indivíduos idosos e aumentando a sua participação ativa na sociedade. Nesta etapa da vida, as perdas de vínculos importantes são inevitáveis e os sentimentos de solidão e dependência são frequentes, por isso a manutenção e/ou ampliação das relações sociais se fazem importantes. As relações sociais podem ser divididas, para efeitos de análises em estudos, quanto a sua estrutura e a sua função. O presente trabalho objetiva apresentar uma descrição da estrutura das relações sociais informais de idosos portadores das doenças crônicas hipertensão e/ou diabetes, por meio de escala, classificando-as em fracas, moderadas e fortes. Os dados utilizados para realização do estudo são provenientes do banco de dados da pesquisa intitulada Saúde do idoso: situação epidemiológica e utilização de serviços de saúde em Bagé, RS . A pesquisa teve como população alvo os idosos acima dos 60 anos, residentes na área de abrangência dos serviços de atenção básica à saúde da zona urbana do município de Bagé, RS. A coleta de dados ocorreu entre junho e novembro de 2008. O percentual de relações informais fracas entre os idosos portadores de hipertensão e/ou diabetes foi de 51,0% (IC95% 47,7% - 54,1%), com proporções maiores entre os idosos que apresentam as seguintes características: idade superior a 74 anos; menos anos de estudo; menor classificação socioeconômica; moradores de domicílios multigeracionais e com maior número de pessoas; e moradores nas áreas cobertas pela Estratégia Saúde da Família. Os resultados do estudo reforçam a necessidade de desenvolver mecanismos de proteção social a estes idosos, de modo a integrá-los na sociedade e minimizar assim os riscos de exclusão social na terceira idade. Sendo assim, conhecer as relações sociais neste grupo populacional e identificar as potenciais fragilidades poderá auxiliar no planejamento das ações de cuidado à saúde da pessoa idosa, respaldando intervenções específicas, criando mecanismos de proteção à saúde e contribuindo na melhoria da qualidade de vida.
Abstract: The progressive aging of the population that is expected over the next 30 years draws our attention to understanding that the maintenance of the quality of life and autonomy are important factors in this process, minimizing the possibilities of social exclusion of the elderly people and increasing their active participation in society. At this stage of life, losses of important links are unavoidable, and feelings of loneliness and dependence are common, so maintenance and / or expansion of social relations are important. Social relations can be divided, for analysis, according to their structure and their function. This study aims to present a description of the structure of informal social relations of elderly people with chronic diseases hypertension and / or diabetes, using a scale to classify the relations into weak, moderate and strong. The data used for the study are from the database of the research untitled Saúde do idoso: situação epidemiológica e utilização de serviços de saúde em Bagé, RS . The research had as target population the elderly over sixty years old, residents in the catch area of the primary health care services of the urban area of Bage, RS. Data collection took place between June and November 2008. The percentage of weak informal relationships among the elderly with hypertension and/or diabetes was 51.0% (CI95% 47.7% - 54.1%), with greater proportions among the elderly with the following characteristics: over 74 years old; less time in formal education; lower economic classification; residents of multigenerational households with larger numbers of people; and residents in the areas covered by Estratégia Saúde da Família. The study results reinforce the need to develop social protection mechanisms for these elderly, in order to integrate them into society and to minimize the risks of social exclusion in old age. Thus, to know the social relations in this population and to identify potential weaknesses may assist in the planning of actions of health care of the elder, endorsing specific interventions, creating mechanisms to protect health and contributing to improving quality of life.
Keywords: Relações sociais
Idosos
Atenção primária à saúde
Hipertensão
Diabetes Mellitus
Social relations
Elderly
Primary health care
Hypertension
Diabetes Mellitus
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: SOARES, Mariangela Uhlmann. Social relationships of elderly in Bage, RS. 2013. 96 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem e Obstetrícia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1880
Issue Date: 31-Jul-2013
Appears in Collections:Pós-Graduação em Enfermagem: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Mariangela_2013.pdf1,45 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.