Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1932
Tipo: Dissertação
Título: Exame citopatológico do colo uterino em mulheres com idade entre 20 e 59 anos em Pelotas, RS: prevalência e fatores associados à sua não realização
Título(s) alternativo(s): Examination Pap smears in women aged 20 to 59 years in Pelotas, RS: prevalence and factors associated with not performing
Autor(es): Hackenhaar, Arnildo Agostinho
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Domingues, Marlos Rodrigues
Resumo: Objetivo: Determinar a prevalência e fatores associados a não realização de exame citopatológico do colo uterino em mulheres com idade entre 20 e 59 anos residentes na cidade de Pelotas, RS. Métodos: Entre outubro e dezembro de 2003 foi realizado um estudo transversal de base populacional. Através de amostragem por conglomerados foram sorteados 144 setores censitários em múltiplos estágios. Foram investigadas variáveis sociodemográficas e a realização de exame citopatológico do colo uterino. Resultados: Dentre as 1404 mulheres que constituem a população-alvo dos programas de prevenção do câncer do colo uterino, 83,0% realizaram o exame citopatológico do colo uterino nos três anos antecedentes a este estudo. Mostraram-se significativamente associadas (P<0,05) a não realização deste tipo de exame nos últimos três anos as seguintes variáveis: faixas etárias de 20 a 29 anos e 50 a 59 anos em relação às mulheres de 40 a 49 anos de idade, menor escolaridade, menor quintil de pontos obtidos para construção do nível socioeconômico segundo a Associação Nacional de Empresas de Pesquisa (ANEP), cor da pele mulata ou preta e não consultar com ginecologista nos últimos 12 meses. Conclusões: Apesar de este estudo mostrar alta cobertura na realização de citopatológico do colo uterino nos três anos antecedentes a entrevista, as mulheres com maior número de fatores de risco ao câncer de colo uterino apresentaram menor índice de realização deste exame. Em relação ao estudo similar realizado na mesma localidade em 1992, verificou-se aumento na realização deste exame independentemente da cor da pele, renda familiar mensal e viver ou não com companheiro.
Abstract: Objective: This study aims to determinate the prevalence and factors associated to women living in Pelotas, Southern Brazil, RS, who have undergone Pap smear within the 20- 59 age range. Methods: A population-based cross-sectional study was carried out from October to December, 2003. 144 census tracts were sampled through a multiple-stage clustered method. Socio-demographic variables were investigated, as well as wommen s undergoing Pap smear exam. Results: Among 1404 women who are the polulation included in the prophylactic program of the cervix uterine cancer, 83% had Pap smear exam in the previous three years before the study. Variables statistically associated (p<0.05) to women not undergonig the exam in the previos three years were: ages range of 20- 29 years and 50-59 compared with 40-49 years-old women, lower schooling level, worst social level, mixed races and black skined, not seeing a gynecologist in the previous 12 months. Conclusions: Although this study presents a high coverage regarding women undergoing Pap smear exam, women that present higher risk factors for this kind of cancer had fewer exams. Compared to a previous similar study carried out in the same setting a decade ago, an increase in the number of women undergoing the exam has been verified, regardless the skin color, monthly family income and whether they are living with a partner or not.
Palavras-chave: Epidemiologia
Estudo transversal
Esfregaço de Papanicolaou
Saúde da mulher
Epidemiology
Cross-sectional studies
Papanicolaou smear
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Pelotas
Sigla da Instituição: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Medicina
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia
Citação: HACKENHAAR, Arnildo Agostinho. Examination Pap smears in women aged 20 to 59 years in Pelotas, RS: prevalence and factors associated with not performing. 2005. 55 f. Dissertação (Mestrado em Medicina) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1932
Data do documento: 25-Fev-2005
Aparece nas coleções:Pós-Graduação em Epidemiologia: Dissertações e Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_Arnildo_Agostinho_Hackenhaar.pdf299,37 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.