Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/2050
metadata.dc.type: doctoralThesis
Title: Caracterização morfológica, fisiológica e bioquímica da Corticeira-do-banhado em condições de alagamento
Other Titles: Morphological, physiological and biochemical caracterization of Corticeira-do-banhado in flooding conditions
Authors: Larré, Cristina Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Moraes, Dario Munt de
metadata.dc.description.resumo: A Erythrina crista-galli L., popularmente conhecida como Corticeira-dobanhado, é uma árvore de porte médio, pertencente a família fabaceae, conhecida, especialmente, pela coloração vibrante de suas flores. A corticeira está listada como planta imune ao corte, pelo CONAMA, tamanha é a devastação do seu habitat natural e devido a sua importância na restauração de mata ciliar e recuperação de ecossistemas degradados em locais com inundação periódica e de rápida duração. Portanto o objetivo deste trabalho foi estudar as alterações morfológicas, fisiológicas e bioquímicas em plantas de corticeira-do-banhado em resposta ao estresse ocasionado pela diferença nas condições hídricas. Plantas oriundas de sementes foram cultivadas em vasos de 0,5L em casa de vegetação e transferidas para vasos de cinco litros. Foram utilizados dois tratamentos: plantas alagadas na raiz com a manutenção de uma lâmina de água acima do solo e plantas não alagadas (controle), mantidas em capacidade de campo. Foram avaliados os parâmetros de crescimento, alterações no aparato fotossintético através da análise da fluorescência transiente da clorofila a e a atividade das enzimas do estresse oxidativo, quantificação de peróxido de hidrogênio e peroxidação lipídica em folhas e raízes além da atividade das enzimas fermentativas em raízes. O delineamento experimental utilizado foi em blocos ao acaso e os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e analisados por comparação de médias pelo Teste de Tukey a 5% de significância. Os resultados obtidos permitem afirmar que o alagamento, durante o período estudado, não compromete a sobrevivência das plantas de Corticeira-do-banhado, pois estas continuaram a se desenvolver mesmo sob alagamento, apesar de apresentarem crescimento significativamente menor em relação às plantas não alagadas. As plantas também são capazes de acionar o sistema de defesa antioxidante enzimático, reduzindo assim os danos oxidativos. Da mesma forma, a espécie é hábil em utilizar a rota fermentativa como alternativa para a manutenção da produção de energia durante a condição hipóxica. A formação das raízes adventícias é a estratégia morfológica mais evidente para a sobrevivência das plantas sob alagamento, permitindo que através das mesmas ocorra um ajustamento metabólico lento e contínuo, durante todo o período de estresse.
Abstract: The Erythrina crista-galli L., popularly known as corticeira-do-banhado, is a medium sized tree belonging to family Fabaceae, known especially for their vibrant colored flowers. The cork is listed as a plant immune to the court, by CONAMA, such is the devastation of their habitat and due to its importance in the restoration of riparian vegetation and restoration of degraded ecosystems in areas with periodic flooding in a short duration. Therefore, the objective was to study the morphological, physiological and biochemical alterations in corticeirado-banhado in response to stress caused by the difference in water conditions. Plants derived from seeds were grown in 0.5 liter pots in a greenhouse and transferred to five liters pots. We used two treatments: root plants flooded with maintaining a water level above the ground and plants are not flooded (control), maintained at field capacity. We evaluated growth parameters, changes in photosynthetic apparatus by analyzing the fluorescence of chlorophyll a and transient activity of enzymes of oxidative stress, lipid peroxidation and quantification of hydrogen peroxide in leaves and roots but the activity of fermentative enzymes in roots. The experimental design was randomized blocks and the results were submitted to analysis of variance (ANOVA) and analyzed by comparison of means by Tukey test at 5% significance. The results revealed that the flooding during the period studied, does not compromise the plants Corticeira-do-banhado, because they continued to develop even under flooding, although with significantly lower growth compared to plants not flooded. Plants are also able to trigger the enzymatic antioxidant defense system, thereby reducing oxidative damage. Likewise, the species is able to use the route as an alternative fermentation to maintain energy production during the hypoxic condition. The formation of adventitious roots is the most obvious morphological strategy for the survival of plants under flooding, allowing them to occur through a metabolic slow and continuous adjustment throughout the period of stress.
Keywords: Hipoxia
Estresse oxidativo
Fermentação
Hypoxia
Oxidative stress
Fermentation
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA::FISIOLOGIA VEGETAL
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Biologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Fisiologia Vegetal
Citation: LARRÉ, Cristina Ferreira. Morphological, physiological and biochemical caracterization of Corticeira-do-banhado in flooding conditions. 2011. 147 f. Tese (Doutorado em Biologia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2011.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2050
Issue Date: 29-Sep-2011
Appears in Collections:Pós-Graduação em Fisiologia vegetal: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
tese_cristina_ferreira_larre.pdf891,95 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.