Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/2284
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Compatibilidade térmica entre cerâmicas infiltradas por vidro e cerâmicas feldspáticas: avaliação do ângulo de contato e da resistência de união ao cisalhamento
Other Titles: Thermal compatibility between ceramic and glass infiltrated by feldspathic ceramics: evaluation of contact angle and shear bond strength
metadata.dc.creator: Benetti, Paula
metadata.dc.contributor.advisor1: Bona, Álvaro Della
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Pinto, Márcia Bueno
metadata.dc.description.resumo: Esse estudo tem a finalidade de estimar o grau de compatibilidade térmica das cerâmicas, contribuindo para supressão de uma lacuna importante nas normas de avaliação de sistemas cerâmicos. Os objetivos desse estudo são: 1) determinar a resistência de união ao cisalhamento (σc) entre combinações de cerâmicas de IE e de cobertura e avaliar o modo de fratura; 2) estimar o grau de molhamento superficial das cerâmicas de IE pelas de cobertura, utilizando a medida do ângulo de contato superficial (θ); 3) correlacionar os resultados do θ, da σc e os valores do CET das cerâmicas. Cerâmicas infiltradas por vidro a base de alumina (IA- In-Ceram Alumina) e reforçada por zircônia (IZ- In-Ceram Zircônia), e as cerâmicas feldspáticas de cobertura Vita VM7, VM9 e VM13 foram combinadas em 6 grupos. A rugosidade superficial (Ra) de discos (12 mm X 1,2 mm) das cerâmicas de IE foi aferida para certificação da padronização dos CP.Para o teste de σc um cilindro de cerâmica de cobertura (2 mm X 2 mm) foi aplicado no centro da superfície superior do disco de IE e posteriormente acoplado à máquina de ensaios universal e submetido ao teste com velocidade de carga de 0,5 mm/min. Para avaliação do θ, um cilindro de cerâmica de cobertura (1 mm de altura x 2 mm diâmetro) foi aplicado sobre a IE. Imagens de cada CP foram realizadas antes e depois da sinterização para a medida do θ no programa AutoCAD 2006. A média dos resultados da σc (MPa) e do θ (º) para os grupos compatíveis (A7 e Z7) foram: 19,4 A e 48,9 c; 23,5 A e 56,0 b; para os grupos pouco compatíveis (A9 e Z9) foram: 0,9 C e 54,9 bc; 9,5 B e 59,8 b; e para os grupos incompatíveis (A13 e Z13) foram 0 D e 70 a; 0 D e 67,1 a. Letras distintas significam diferenças estatísticas entre os grupos (p≤0,001). A análise de correlação mostrou que à medida que a diferença entre os CET das cerâmicas aumenta, o θ aumenta e a σc diminui
Abstract: The aim of this study is to estimate the thermal compatibility of ceramics, contributing to fill in for an important gap in the standard for all-ceramic systems. The objectives of this study are: 1) to determine the shear bond strength (σc) of core-veneer ceramic systems and to evaluate the mode of failure; 2) to estimate the wetting behavior of veneer on core ceramics, using the contact angle measurement (θ); 3) to correlate the values for σc, θ, and CTE of the ceramics. Glass-infiltrated alumina (IA - In-Ceram Alumina) and zirconia (IZ - In-Ceram Zirconia) core ceramics, and Vita VM7, VM9 and VM13 veneer ceramics were combined into 6 groups. The baseline surface roughness (Ra) of core ceramic disk specimens (12 mm X 1,2 mm) was measured A cylinder of veneer ceramic (2 mm X 2 mm) was applied at the center of the core ceramic specimens, sintered and tested for σc to failure in a universal testing machine with a crosshead speed of 0,5 mm/min. For the θ evaluation, a cylinder of veneer ceramic (1 mm height x 2 mm diameter) was applied on core ceramic.Specimens images were taken before and after the firing procedure and the θ was measured using the AutoCAD 2006 program. The mean values of σc (MPa) and θ (º) for the compatible ceramic groups (A7 and Z7) were: 19,4 A e 48,9 c; 23,5 A e 56,0 b; for the groups with poor compatibility (A9 and V9) were: 0,9 C e 54,9 bc; 9,5 B e 59,8 b; and for the incompatible ceramic groups (A13 and Z13) were 0 D e 70 a; 0 D e 67,1 a. Different letters means statistical differences between groups (p≤0,001). Correlation analyses showed that as the difference between the ceramics CTE increases, the θ increases and the σc decreases
Keywords: Cerâmica
Resistência ao cisalhamento
Propriedades de superfície
Propriedades físicas
Energia térmica
Ceramic
Shear bond strength
Surface properties
Physical properties
Thermal energy
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Odontologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Odontologia
Citation: BENETTI, Paula. Compatibilidade térmica entre cerâmicas infiltradas por vidro e cerâmicas feldspáticas: avaliação do ângulo de contato e da resistência de união ao cisalhamento. 2008. 55 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2008.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2284
Issue Date: 7-Jan-2008
Appears in Collections:PPGO: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Paula_Benetti.pdf629,04 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.