Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/2553
Tipo: Dissertação
Título: Acompanhamento clínico, histopatológico e avaliação dos níveis de interleucina 10 de cães com demodicose crônica
Autor(es): Felix, Anelize de Oliveira Campello
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Silva, Éverton Fagonde da
Resumo: A demodicose é considerada uma das mais graves dermatopatias que acomete cães. É causada pela proliferação excessiva do ácaro Demodex canis, comensal da pele canina. Devido à lesão causada pelo parasita, a pele torna-se predisposta à instalação de infecções secundárias que agravam o quadro clínico do paciente. Objetivou - se avaliar a evolução clínica e histopatológica, assim como estudar os níveis de interleucina -10 sérica em cães portadores de demodicose. Para a primeira etapa, foram estudados 20 cães, 10 apresentando demodicose (GD) e 10 animais controle (GC). Todos foram avaliados clinicamente e submetidos a raspado cutâneo profundo para pesquisa de ácaros. Os animais do GD foram tratados com moxidectina e avaliados nos dias 0, 20, 40, 60 e 80. Cinco destes animais obtiveram cura e foram submetidos à biópsia cutânea no dia 0 e no dia 80, para análise das alterações histopatológicas. Na segunda etapa, foram utilizados 26 animais, 17 no G1 (portadores de demodicose) e 9 no G2 (cães hígidos). Todos os animais do GD tiveram raspado positivo para Demodex canis e foram avaliados clinicamente. Foi feita coleta de sangue para obtenção de soro em todos os animais sendo realizada dosagem dos níveis de interleucina 10 através do kit comercial Quantikine Canine IL-10 Immunoassay® (R&D Systems). Os resultados obtidos na primeira etapa, demonstraram uma melhora clinica considerável e negativação do raspado no GD, porém em relação ao padrão histopatológico não houve evolução. Quando comparados os dois aspectos, não houve diferença significativa. O GC apresentou pele hígida e raspado cutâneo negativo. Já na segunda etapa, os cães do G1 apresentaram escores clínicos altos, indicando severidade da doença. Os níveis de interleucina 10 no G1 tiveram média de 184,38 pg/ml (+258,9 pg/ml) enquanto o G2 apresentou média igual a 11,94 pg/ml (+ 2,27 pg/ml), indicando que níveis altos de IL10 podem estar relacionados com o desenvolvimento da doença. Os resultados demonstraram que mesmo clinicamente curados e com raspado cutâneo negativo, os cães portadores de demodicose apresentam persistência das lesões e do ácaro na estrutura histológica da pele, e também que cães com demodicose apresentaram níveis de interleucina 10 elevados quando comparados com animais sadios.
Abstract: Demodicosis is considered one of the most severe canine skin disease. It is caused by the excessive proliferation of the Demodex canis mite, normal member of the canine skin. Skin lesions caused by the parasite predispose the skin to secondary infections that will further aggravate the patients clinical aspects. The objective of this work was to evaluate the clinical a histopathological evolution of the disease, as well as to study the seric levels of interleukin 10 (IL10) in demodicosis patients. The first study was conducted using 20 animals, 10 demodicosis patients (GD), and 10 control dogs (GC). All these animals were clinically evaluated, and submitted to deep skin scraping in search of Demodex mites. The dogs in the GD group were treated with moxidectin and evaluated in days 0, 20, 40, 60, and 80. Five of these animals were healed and submitted to skin biopsies on days 0 and 80, for the observation of histopathological alterations. A second study used 26 animals, 17 on G1 (demodicosis patients) and 9 on G2 (healthy dogs). All G1 animals were positive for demodicosis on the skin scrape test, and were submitted to clinical evaluation. Blood was harvested from all the animals, with the interleukin 10 dosage being carried out with the comrcial kit Quantikine Canine IL-10 Immunoassay® (R&D Systems) . Results obtained in the first experiment showed considerable clinical and scrape test improvement in GD, but no evolution in the histopathological patern. The GC presented higid skin and negative skin scrape test. In the second experiment, dogs in the G1 group presented hi clinical scores, indicating severe desiase. G1 had a mean IL10 level of 184,38 (+258,9) pg/mL, while the mean for G2 was11,94 (+ 2,27) pg/mL, indicating that hi levels of IL10 may be related to the development of the disease. The results described in this work show that, even when clinically healed, and with negative skin scrape test, demodicosis carriers present persistence of the lesions and the mite in the histological structure of the skin. This work also shows that demodicosis patients tend to have higher IL10 levels than healthy animals.
Palavras-chave: Veterinária
Demodicose
Demodex canis
Interleucina 10
Veterinary
Demodicosis
Demodex canis
Interleukin 10
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Pelotas
Sigla da Instituição: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Veterinária
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Veterinária
Citação: FELIX, Anelize de Oliveira Campello. Acompanhamento clínico, histopatológico e avaliação dos níveis de interleucina 10 de cães com demodicose crônica. 2010. 46 f. Dissertação (Mestrado em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2553
Data do documento: 24-Fev-2010
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Veterinária: Dissertações e Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao_anelize_felix.pdf528,98 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.