Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/2558
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação da sobrevida e de marcadores histomorfológicos como potenciais fatores prognósticos para carcinoma de células escamosas em cães e gatos
Título(s) alternativo(s): Evaluation of survival and histomorphological markers as potential prognostic factors for squamous cell carcinoma in dogs and cats
Autor(es): Guim, Tainã Normanton
metadata.dc.contributor.advisor-co1: RAPOSO, Josiane Bonel
Resumo: Carcinoma de células escamosas (CCE) é um neoplasma cutâneo maligno comumente observado no cão e no gato. Especialmente em nosso país, o CCE representa um problema sério, uma vez que a exposição crônica à radiação ultravioleta é um dos fatores importantes para o desenvolvimento da doença. Neste sentido, o presente estudo teve como objetivo estabelecer marcadores histomorfológicos como fatores prognósticos e determinar o tempo e a estimativa de sobrevida de cães e gatos portadores de CCEs cutâneos. Foi realizado um levantamento dos casos de CCEs em cães e gatos diagnosticados no Laboratório Regional de Diagnóstico da Universidade Federal de Pelotas, durante o período de 1999 a 2009. Foram recuperadas 50 amostras provenientes de biópsias e/ou necropsias. Do total de casos estudados, 24 animais portadores da doença foram acompanhados durante um período de um ano. Neste estudo, utilizou-se o grau histológico e o tempo de sobrevida como critério de avaliação prognóstica. Os parâmetros histológicos avaliados como: infiltrado linfoplasmacítico peritumoral, eosinofilia tecidual associada a tumores, índice mitótico, arranjo, invasão para tecidos adjacentes, êmbolo vascular sanguíneo e/ou linfático, desmoplasia e quantificação das AgNORs, foram confrontados com o grau histológico e com a sobrevida dos animais acometidos. Quando os parâmetros histológicos foram confrontados com a sobrevida, observou-se relação estatística significativa com a intensidade de invasão para tecidos adjacentes (p<0,05) e, quando confrontados com o grau histológico, a invasão somente para CCEs pouco diferenciados e a desmoplasia foram estatisticamente significativos (p<0,05). No presente estudo, a estimativa de sobrevida para animais portadores de CCEs cutâneos foi 23,4% em um ano, independentemente de terem sido tratados ou não. A partir dos resultados obtidos, concluiu-se que a intensidade de invasão é um fator prognóstico preditivo importante para CCEs cutâneos em cães e gatos. Os demais parâmetros avaliados não mostraram relação com o grau histológico e/ou com a sobrevida, dessa forma, não são considerados fatores prognósticos preditivos. O tempo e a estimativa de sobrevida foram baixos e, portanto, o prognóstico para cães e gatos portadores de CCEs cutâneos é, de um modo geral, desfavorável.
Abstract: Squamous cell carcinoma (SCC) is a cutaneous malignant neoplasm commonly observed in dog and cat. Especially in our country, the SCC represents a serious problem, since chronic exposure to ultraviolet radiation is one of the important factors for the development of the disease. In this way, the objective of this study was establish histomorphological markers as prognostic factors and determine the time and the estimated survival of dogs and cats carriers of SCCs. A survey of cases of SCCs in dog and cat diagnosed at the Regional Diagnostic Laboratory from the Federal University of Pelotas, was performed during the period of 1999 to 2009. Fifty samples were obtained from biopsies and/or necropsies. From the studied cases, 24 animals with the disease were followed for a period of one year. In this study, we used the histological grade and survival time of animals as a criterion to prognostic evaluation. The histological parameters evaluated as peritumoral lymphoplasmacytic infiltration, tissue eosinophilia associated with tumor, mitotic index, arrangement, invasion to adjacent tissues, emboli vascular blood and/or lymphatic, desmoplastic reaction and quantification of AgNORs were confronted with the histological grade and the survival time of affected animals. When the histological parameters were compared with survival, a significant relation was observed with the intensity of invasion to adjacent tissues (p <0.05). When confronted with the histological grade, the invasion show significant results only to poorly differentiated SCCs and desmoplasia were statistically significant (p <0.05). In this study, the estimate of survival was 23.4% in one year to animals with or without treatment. From the results obtained, it was concluded that the intensity of invasion is an important predictive prognostic factor for cutaneous SCCs in dogs and cats. Other parameters showed no relation with the histological grade and/or survival, thus, are not considered prognostic factors predictive. The time and the estimate of survival were low and therefore the prognosis for dogs and cats carrier of cutaneous SCCs is unfavorable.
Palavras-chave: neoplasmas cutâneos
carcinoma de células escamosas
fatores prognósticos
cães
gatos
cutaneous neoplasms
squamous cell carcinoma
prognostic factors
dogs
cats
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Pelotas
Sigla da Instituição: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Veterinária
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Veterinária
Citação: GUIM, Tainã Normanton. Evaluation of survival and histomorphological markers as potential prognostic factors for squamous cell carcinoma in dogs and cats. 2010. 67 f. Dissertação (Mestrado em Veterinária) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2558
Data do documento: 26-Fev-2010
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Veterinária: Dissertações e Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao_taina_guim.pdf1,06 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.