Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/2849
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Os efeitos prototípicos da categoria roupa e sua influência na tradução interlinguística : uma abordagem cognitivista
Other Titles: Prototype effects in the clothing category and its influence on interlinguistic translation: a cognitive approach
metadata.dc.creator: Badaracco, Lucas Mario Dacuña
metadata.dc.description.resumo: Neste estudo, analisam-se traduções para o português brasileiro (PB) de sequências em língua espanhola compostas por um verbo auxiliar, pelo verbo poner (pôr) no particípio, com a acepção de vestir-se, e por um objeto da categoria roupa (por exemplo, El hombre tiene los pantalones blancos puestos). Os objetivos principais são verificar se as escolhas dos tradutores do PB sofrem, de algum modo, a influência dos efeitos prototípicos da categoria roupa e descrever as diferenças mais importantes no que tange às informações contidas na língua-fonte e na língua-alvo. O corpus constitui-se de 14 obras de literatura contemporâneas escritas em língua espanhola e de suas respectivas traduções para o PB. Os autores escolhidos são sete, todos oriundos de países distintos (Argentina, Chile, Colômbia, Cuba, México, Paraguai e Peru), e a cada um correspondem dois títulos. O referencial teórico-metodológico utilizado centrou-se em pesquisadores da Linguística Cognitiva: nos postulados de Rosch (1975; 1978), para abordar a categorização; nos de Slobin (1996; 2003; 2004; 2005), para explicar categorias gramaticais presentes e ausentes nas línguas fonte e alvo; e nos de Lakoff (1987), para embasar a concepção de linguagem e conhecimento que se adota ao longo do estudo. Os resultados revelam diferenças gramaticais entre espanhol e português nas sequências enfocadas a depender do tipo de particípio, verbal ou nominal, envolvido. No entanto, o dado que mais chama a atenção é o uso sistemático do processo vestir no PB em contextos estruturalmente diversos. Encontraram-se evidências de que esse verbo é preferido pelos tradutores, mormente, quando o status do objeto da categoria roupa na sequência é mais prototípico. Por outro lado, constatou-se que estratégias mais variadas se preferem quando o status do objeto é menos prototípico. Dessa maneira, traduzir implicaria categorizar, o que corrobora a hipótese da LC de que a linguagem humana não é separada das demais habilidades cognitivas da espécie, mas integrada a elas.
Abstract: This study analyzes translations to Brazilian Portuguese (BP) of sequences in Spanish formed by an auxiliary verb, the verb poner (to put) in past participle, with the sense of to get dressed, and an object of the clothing category (for example, El hombre tiene los pantalones blancos puestos). The main goals are to verify if the translator’s choices suffer any influence of prototype effects in the clothing category and to describe the most important differences concerning explicit and inferred information between source and goal languages. The corpus is constituted by 14 contemporary literary pieces written in Spanish and its respective translations to BP. The selected authors were seven (two titles per author), each of them from a different country: Argentina, Chile, Colombia, Cuba, Mexico, Paraguay and Peru. The theoretical and methodological framework applied come from Cognitive Linguistics (CL): Rosch’s (1975; 1978) proposal is used to deal with categorization, Slobin’s (1996; 2003; 2004; 2005) approach is taken to explain explicit and inferred grammatical categories in translation, and Lakoff’s (1987) ideas mold our language and knowledge views throughout this study. The results show grammatical differences between Spanish and Portuguese in the analyzed sequences depending on what type of past participle (verbal or nominal) occurs. However, the most striking result was the systematic use of vestir in BP, in the most structurally diverse contexts. The evidences point this verb is preferred by translators in most cases when the clothing category object involved is considered a better example of the category. On the other hand, more diverse strategies are preferred when worse examples of the category are in play. Considering this, translating means categorizing. Such claim solidifies the hypothesis that human language is not separate from other cognitive abilities of the species, but rather integrated with them.
Keywords: Categorização
Tradução interlinguística
Linguística cognitiva
Efeitos prototípicos
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Centro de Letras e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
Citation: BADARACCO, Lucas Mario Dacuña. Os efeitos prototípicos da categoria roupa e sua influência na tradução interlinguística: uma abordagem cognitivista. 2016. 160 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Letras, Centro de Letras e Comunicação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2016.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/2849
Issue Date: 22-Feb-2016
Appears in Collections:Pós-Graduação em Letras: Dissertações e Teses



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons