Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3082
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Efeitos de diferentes protocolos de treinamento sobre variáveis fisiológicas e psicométricas de ciclistas treinados.
Other Titles: Effects of different training protocols on physiological and psychometric variables of trained cyclists.
Authors: Picanço, Luan Merseburguer
metadata.dc.description.resumo: O método contínuo consome cerca de 80% do treinamento nas modalidades de endurance como o ciclismo, no entanto, também se observam resultados importantes com aplicação de treinamentos intervalados na modalidade. Um dos pontos mais relevantes da prescrição do treinamento é a distribuição adequada dos estímulos ao longo do período planejado. Para isto, são propostas diferentes formas de quantificar respostas geradas pelos treinos, como, por exemplo, a partir da modulação do sistema nervoso autônomo (SNA) sobre a atividade cardíaca. O objetivo do estudo foi verificar os efeitos de três protocolos de treinamento – um contínuo e dois intervalados – sobre variabilidade da frequência cardíaca (VFC) de ciclistas treinados. A carga interna de cada sessão também foi estimada por frequência cardíaca (FC), percepção subjetiva de esforço (PSE) e impulso de treinamento (TRIMP). Foi um estudo contrabalanceado de medidas repetidas e a amostra foi composta por 12 ciclistas do sexo masculino. Todos realizaram teste progressivo até a exaustão para determinação das cargas máximas e do limiar anaeróbio (Lan). Posteriormente foram submetidos a três sessões de treinos em três dias consecutivos para cada protocolo de treinamento proposto. Os protocolos foram: Protocolo contínuo (P1): 30 min a 70% da potência no Lan; Protocolo intervalado no limiar (P2): 6 x 4 min a 90-95% da potência no Lan : 1 min a 0,50 Kp; e Protocolo intervalado acima do limiar (P3): 8 x 1 min a 120% da potência no Lan : 3 min a 0,50 Kp. A análise estatística foi feita por ANOVA two-way. Como resultados, encontrou-se que o P2 alterou de maneira significativa PSE, FC máxima e média, MedRR, RMSSD e LF/HF em pelo menos um dos momentos de coleta póstreino em relação ao P1 e ao P3, sem diferenças entre dias, portanto sem efeito cumulativo dos treinos sobre os desfechos, enquanto que nas outras variáveis analisadas (SDNN, LF, HF e TP) não houve diferenças em qualquer momento de coleta. Conclui-se que, em curto prazo, estímulos com intensidades próximas ao limiar anaeróbio são mais impactantes que outros realizados com ntensidades inferiores ou superiores a ele.
Abstract: The continuous method consumes about 80% of training in endurance sports such as cycling, however, also seen significant results with application of interval training in the modality. One of the most important points of the training prescription is appropriate distribution of stimuli over the planning period. For this, various ways are attempted to quantify responses generated by training, for example, from the autonomic nervous system (ANS) modulation on the heart activity. The aim of this study was to verify the effects of three training protocols, one continuous and two intermittent, on the internal load from heart rate (HR), HR variability (HRV), rate of perceived exertion (RPE) and training impulse (TRIMP). It was a counterbalanced study with repeated measures and the sample was composed by 12 male cyclists. All of them performed the until exhaustion progressive test to determine the maximal and anaerobic threshold (aT) associated loads, like the power output (aTP). Subsequently, underwent three sessions on consecutive days for each training protocol proposed. Continuous protocol (T1): 30 min at 70% of ATP; Threshold interval protocol (T2): 6 x 4 min at 90-95% of aTP : 1 min at 0,50 Kp; and Above threshold interval protocol (T3): 8 x 1 min at 120% of aTP : 3 min at 0,50 Kp. Statistical analysis was performed by two-way ANOVA. As a results, it was found that RPE, maximum and mean HR, MeanRR, RMSSD and LF/HF represented greater impact with T2 on at least one post-training moments compared to T1 and T3, with no differences between days, while in other variables (SDNN, LF, HF e TP) not succeeded differences at any time. Conclusions: Training conducted in nearby anaerobic threshold intensities are more impactful than others made with inferior or superior to him efforts, but there is no cumulative effect of internal overload on consecutive days of workout.
Keywords: Esforço físico
Frequência cardíaca
Exercício aeróbio
Limiar anaeróbio
Limiar anaeróbio
Physical effort
Heart rate
Aerobic exercise
Anaerobic threshold
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Escola Superior de Educação Física
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citation: PICANÇO, Luan Merseburger. Efeitos de diferentes protocolos de treinamento sobre variáveis fisiológicas e psicométricas de ciclistas treinados. 2014. 70f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Escola Superior de Educação Física. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2014.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3082
Issue Date: 25-Feb-2014
Appears in Collections:Pós-Graduação em Educação física: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Luan Merseburguer Picanço.pdf382,61 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons