Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3106
metadata.dc.type: masterThesis
Title: FIFA e Governança Global : atuação a partir da análise do soft power (1990-2015).
Other Titles: FIFA and Global Governance: actuation from the soft power analysis (1990-2015).
Authors: Pizarro, Juliano Oliveira
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação analisa a inserção da FIFA no cenário internacional no contexto globalizado, observando-a na dinâmica da governança global, com relações e disputas com outros atores, fazendo uso do soft power através de seus discursos e práticas. A pesquisa parte temporalmente da década de 1990, tendo em vista a ascensão dos processos de Globalização após a queda do muro de Berlim, a multipolarização de atores no cenário internacional e o surgimento do conceito governança global. Sendo o esporte um mecanismo cultural utilizado ao longo do século como incentivo à paz e à união dos povos, a FIFA possui um papel fundamental na sua organização em escala mundial. Através de duas dimensões de análise - governança global e soft power – partindo do pressuposto que a FIFA é um ator da governança global, busca responder como ela se utiliza do soft power. A pesquisa baseia-se em fontes secundárias bibliográficas, documentais, sites e pesquisas já realizadas sobre o objeto. Os procedimentos metodológicos que norteiam a presente pesquisa são de caráter exploratório-descritivo, estudando-se o caso da FIFA com uma abordagem qualitativa, com o objetivo de identificar a FIFA como uma organização que possui o monopólio internacional do futebol, constituída juridicamente como uma ONG, cujo comportamento expressa características híbridas na dinâmica da governança global – ora como empresa multinacional, ora como organização do Terceiro Setor, ora como instituição internacional. Sob a ótica do soft power, percebe-se que o comportamento contemporâneo da organização procura alinhar-se a discursos democráticos e de accountability, utilizando estratégias de popularização do esporte, ampliando e diversificando as competições e os campeonatos regionais e internacionais, implementando projetos sociais, aumentando parceiros comerciais, entre outras. Para consolidar sua hegemonia internacional pelo controle da organização do futebol em escala global, a FIFA tem utilizado uma série de práticas, discursos e ações estimuladas e incentivadas pela lógica da governança global em geral e governança desportiva em particular.
Abstract: This thesis analyzes the inclusion of FIFA on the international stage in the globalization context, observing the dynamics of global governance, relationships and disputes with other actors, using the soft power through its speeches and practices. The research begin temporally of the 1990s, in view of the rise of globalization processes after the fall of the Berlin Wall, the multi-polarization of actors on the international scene and the emergence of global governance concept. The sport is a cultural mechanism used throughout the century as encouraging peace and unity of peoples, and the FIFA has a key role in your organization worldwide. Through two dimensions of analysis - global governance and soft power - starting the assumption that FIFA is an actor of global governance, seeks to answer how she uses soft power. The research is based on secondary sources bibliographical, documentary, websites and research already carried out on the object. The methodological procedures that guide this research are exploratory and descriptive character, studying the case of FIFA with a qualitative approach, in order to identify the FIFA as an organization that has the international monopoly of football, legally constituted as an NGO, whose behavior expressed hybrid features in the dynamics of global governance - sometimes as multinational company, sometimes as Third Sector organization either as international institution. From the perspective of soft power, can see that contemporary performance of the organization seeks to align the democratic and accountability discourse, using popularization strategies of the sport, expanding and diversifying competitions and regional and international championships, implementing social projects, increasing trading partners, among others. To consolidate its international hegemony by controlling the football organization on a global scale, FIFA has used a number of practices, discourses and actions initiated and encouraged by the logic of global governance in general and sport governance in particular.
Keywords: FIFA
Governança Global
Governança Desportiva
Soft Power
Global Governance
Sport Governance
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::CIENCIA POLITICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Filosofia, Sociologia e Política
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência Política
Citation: PIZARRO, Juliano Oliveira. FIFA e Governança Global : atuação a partir da análise do soft power (1990-2015). 2015. 105 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Programa de Pós-Graduação em Ciência Política. Instituto de Filosofia, Sociologia e Política. Universidade Federal de Pelotas, 2015.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3106
Issue Date: 5-Nov-2015
Appears in Collections:Pós-Graduação em Ciência Política: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juliano Oliveira Pizarro_Dissertacao.pdf671,11 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons