Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3144
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Efeitos de dois tipos de recuperação ativa na realização de esforços intervalados de alta intensidade : estudo com pessoas de diversos tipos de aptidão aeróbica
Other Titles: Effects of two types of active recovery on high intensity interval efforts: a study with people of various types of aerobic fitness
Authors: Del Vecchio, Anelita Helena Michelini
metadata.dc.description.resumo: Introdução: Na prescrição do treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) o tempo de recuperação entre esforços é aspecto relevante. No entanto, o tipo de recuperação tem se mostrado como determinante do desempenho subsequente, e a maioria dos estudos tem indicado que a recuperação ativa (RA) tende a ser superior à passiva (RP). Especificamente quanto à RA, ela pode ser com o mesmo grupo muscular exercitado, com segmento corporal oposto ou com região do tronco. No entanto, esta última estratégia tem sido pouco investigada. Objetivo: Investigar os efeitos de dois tipos de RA nas respostas fisiológicas e no desempenho físico subsequente a treino intervalado de alta intensidade, considerando dois diferentes níveis de aptidão aeróbia. Materiais e métodos: O estudo foi desenvolvido com 25 homens, entre 18 e 35 anos, os quais foram alocados em um destes dois grupos: Alta Aptidão (AACR),Baixa Aptidão (BACR). Os envolvidos realizaram três dias de atividades. Na primeira visita foram mensurados: massa corporal, estatura, dobras cutâneas, frequência cardíaca, lactato sanguíneo e pressão sanguínea em repouso, além da realização de teste de potência máxima (Pmax) em cicloergômetro e teste de tempo limite (TLim a 120% da Pmax), quinze minutos após. A classificação em AACR ou BACR decorreu da Pmax obtida no teste progressivo em cicloergômetro, e alocação de acordo com a mediana. Nas vistas dois e três os sujeitos realizaram: i) aquecimento padronizado, ii) HIIT com dois blocos com quatro estímulos supramáximos cada (30 s a 60 rpm e com carga de 120% da Pmax, 30 s de recuperação passiva) e iii) TLim após o HIIT. Após aquecimento, entre os blocos do HIIT e antes do TLim, os envolvidos executaram um dos dois modos de recuperação ativa: recuperação ativa na bicicleta (bike) e recuperação ativa com exercícios estabilizadores do tronco (core). Na recuperação bike, pedalava-se a 30% da Pmax durante 3 min e na core, realizavamse três exercícios, com duração de 50 s cada um. Para análise dos dados, contou-se com estatística descritiva e os dados foram analisados com análise de variância de dois caminhos (nível de aptidão aeróbia e tipo de recuperação) com medidas repetidas. Assumiu-se p<0,05 como nível de significância. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significante considerando nível de aptidão e tipo de recuperação para o TLim. Para recuperação core, BACR e AACR atingiram, respectivamente, 118±25 s e 142±62 s. Na recuperação bike, os valores foram de 110±24 s e 134±72 s. A recuperação bike proporcionou valores inferiores de lactato sanguíneo, mas apenas antes da segunda série de esforços (BACR: 3,62±0,76mmol para core e 2,99±0,90mmol para bike; AACR: 3,23±0,52mmol para core e 2,83±0,66mmol para bike, F=6,38, p=0,01). A9 recuperação core, por sua vez, diminui a frequência cardíaca de modo mais pronunciado antes da primeira e da segunda série do HIIT, bem como antes do TLim(F≥33,8, p<0,001). Conclusão: Considerando-se dois tipos de recuperação ativa e dois níveis de aptidão física aeróbia, não se observaram diferenças significantes no tempo limite após exercício intervalado de alta intensidade. A recuperação com uso de bicicleta apresentou maior remoção de lactato após a segunda série de esforço e a recuperação com exercícios do core exibiu maior contribuição na diminuição da frequência cardíaca durante os períodos de recuperação entre os dois blocos de esforços.
Abstract: Introduction: In the prescription of high intensity interval training (HIIT) the recovery time between efforts is relevant aspect. However, the type of recovery has been shown to be a determinant of subsequent performance, and most studies have indicated that active recovery (RA) tends to be superior to passive (PR) recovery. Specifically regarding RA, it can be with the same muscle group exercised, with opposite body segment or with trunk region. At the However, the latter strategy has been little investigated. Objective: To investigate the effects of two types of RA on physiological responses and physical performance subsequent to high intensity interval training, considering two different levels of aerobic fitness. Materials and methods: The study was developed with 25 men, aged between 18 and 35 years, who were allocated in one of two groups: High Aptitude (AACR), Low Aptitude (BACR). Those involved had three days of activities. At the first visit, body mass, height, skinfolds, heart rate, blood lactate and resting blood pressure were measured, Of maximum power test (Pmax) on cycle ergometer and time-out test (TLim to 120% of Pmax), fifteen minutes after. The classification in AACR or BACR was from the Pmax obtained in the progressive test in cycle ergometer, and allocation according to the median. In the two and three views the subjects performed: i) standardized heating, ii) HIIT with two blocks with four supramaximal stimuli each (30 s at 60 rpm and with 120% load of Pmax, 30 s of passive recovery) and iii) TLim after Or HIIT. After heating, between the HIIT blocks and before the TLim, participants performed one of two modes of active recovery: active bike recovery and active recovery with core stabilization exercises. In the bike recovery, 30% of the Pmax was cycled for 3 min and in the core, three exercises were performed, each lasting 50 s. To analyze the data, we counted With descriptive statistics and data were analyzed with two-way analysis of variance (aerobic fitness level and recovery type) with repeated measurements. We assumed p <0.05 as a level of significance. Results: There was no statistically significant difference considering the level of fitness and type of recovery for TLim. For core recovery, BACR and AACR reached, respectively, 118 ± 25 s and 142 ± 62 s. In bike recovery, the values ​​were 110 ± 24 s and 134 ± 72 s. The bike recovery provided lower values ​​of blood lactate, but only before the second series of efforts (BACR: 3.62 ± 0.76mmol for core and 2.99 ± 0.90mmol for bike; AACR: 3.23 ± 0.52mmol for core and 2.83 ± 0.66mmol for bike, F = 6.38 , P = 0.01). A9 core recovery, in turn, decreases heart rate more pronouncedly before the first and second series of HIIT, as well as before TLim (F≥33.8, p <0.001). Conclusion: Considering two types of active recovery and two levels of aerobic physical fitness, no significant differences were observed in the time limit after high intensity interval exercise. Recovery with bicycle showed greater lactate removal after the second effort series and recovery with core exercises showed a greater contribution in decreasing heart rate during the recovery periods between the two blocks of effort.
Keywords: Treinamento intervalado de alta intensidade
Exercício físico
Recuperação ativa
Desempenho físico
High intensity interval training
Physical exercise
Active recovery
Physical performance
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Escola Superior de Educação Física
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
Citation: DEL VECCHIO, Anelita Helena Michelini. Efeitos de dois tipos de recuperação ativa na realização de esforços intervalados de alta intensidade: estudo com pessoas de diferentes níveis de aptidão aeróbia. 2012. 89 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas/RS.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3144
Issue Date: 30-Aug-2013
Appears in Collections:Pós-Graduação em Educação física: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
anelita.dissertacao.final.2013.12.04a.pdf2,02 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons