Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3459
Tipo: masterThesis
Título: Impacto de eventos severos na agricultura do Rio Grande do Sul
Título(s) alternativo(s): Impact of severe events in agriculture in Rio Grande do Sul
Autor(es): Braz, Dejanira Ferreira
Autor(es): Braz, Dejanira Ferreira
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Campos, Cláudia Rejane Jacondino de
Resumo: Os eventos severos (ES) podem causar prejuízos econômicos e sociais, com danos na agricultura e pecuária de uma região. O Rio Grande do Sul (RS), por ter grande parte da sua economia baseada na agricultura, sofre diretamente com a ocorrência de ES ao longo do ciclo de desenvolvimento das culturas, o que pode acarretar em quebra de safras. O objetivo deste trabalho foi analisar a ocorrência dos ES que atingiram a agricultura no RS, e caracterizar espacial e temporalmente o ES mais frequente bem como sua distribuição temporal, a relação deste com o fenômeno ENOS e o impacto dentro das principais culturas do Estado. Para isto, foram utilizados dados de ocorrência de ES que afetaram a área rural por municípios do RS no período de 2003 a 2012, obtidos no banco de dados da Defesa Civil do RS (DCRS). Para a análise do impacto nas culturas agrícolas, foram utilizados os dados de produtividade, rendimento e valor bruto das culturas de arroz, soja, milho e trigo (EMATER e IBGE). Foi observado o registro de ES durante todos os meses de todos os anos, com maior frequência nos meses de verão e outono, sendo que os ES mais frequentes são estiagem, granizo e vendaval, respectivamente. A estiagem em geral ocorre com maior frequência nos meses de dezembro a julho, e em meses sem a atuação do fenômeno El Niño Oscilação Sul (ENOS). Mas ao compararmos a ocorrência dentro de cada fase de ENOS, observou-se que os casos de estiagem são mais frequentes em períodos de La Niña, nos meses de dezembro a março. Em relação à distribuição geográfica, a maior parte dos municípios atingidos por ano pela estiagem no RS estavam localizados na metade norte do Estado, embora a maioria das Regionais de Defesa Civil (REDECS) tenha registrado estiagem em todos os seus municípios pelo menos uma vez no período de estudo. Os anos com maiores danos para os agricultores do RS foram 2005, 2009 e 2012, sendo que a maior perda na produção final de grãos foi em 2012 em relação a 2011 foi de quase 100 milhões de toneladas de grãos. A intensidade da estiagem devido a atuação do fenômeno La Niña gerou déficit de precipitação à 296 municípios do RS, impactando diretamente na produção agrícola do Estado.
Abstract: Severe events (ES) can cause economic and social losses, damage to agriculture and livestock in a region. The state of Rio Grande do Sul (RS), because much of its economy is based on agriculture, suffers directly with the occurrence of ES along with the development cycle of the crops, which can result in crop failures. The objective of this study was to analyze the occurrence of ES that hit agriculture in RS, and characterize spatially and temporally the most frequent ES and its temporal distribution, the relationship with the ENSO phenomenon and the impact within the state's major crops. For this, ES occurrence data were used that affected the rural area by RS municipalities from 2003 to 2012, obtained from the Civil Defense database RS (DCRS). For the analysis of the impact on agricultural crops, productivity data were used, yield and gross value of rice, soybean, corn and wheat (EMATER and IBGE). The ES log was observed during every month of every year, most often in the summer months and fall. And the most frequent ES are drought, hail and gale, respectively. The drought usually occurs more frequently between the months December to July, and months without the work of the El Niño Southern Oscillation (ENSO). But when comparing the occurrence within each ENSO phase, it was observed that cases of drought are more frequent during periods of La Niña in the months from December to March. Regarding geographical distribution, most of the municipalities affected by the drought year in RS were located in the northern half of the state, although the majority will of REDECS has recorded drought in all municipalities at least once during the study period. The worst years with further damage to farmers in RS were in 2005, 2009 and 2012, with the greatest loss in the final grain yield was in relation to 2012 and 2011 it was of nearly 100 million tons of grain. The intensity of the drought was because of the La Niña phenomenon that generated precipitation Deficit 296 municipalities in the RS, directly impacting production.
Palavras-chave: Meteorologia
Climatologia
Estiagem
ENOS
Agricultura
Drought
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::METEOROLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Pelotas
Sigla da Instituição: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Meteorologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Meteorologia
Citação: BRAZ, Dejanira Ferreira. Impacto de Eventos Severos na Agricultura no Rio Grande do Sul. 2015. 94f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-graduação em Meteorologia. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas
Tipo de Acesso: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3459
Data do documento: 13-Fev-2015
Aparece nas coleções:Pós-Graduação de Meteorologia: Dissertações e Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
dissertacao_dejanira_ferreira_braz.pdf7,02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons