Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3633
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Sistemas fechados de cultivo sem solo, produção e ecofisiologia do minitomateiro
Other Titles: Closed soilless growing systems, production and ecophysiology of mini tomato plant
Authors: Perin, Lais
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Grolli, Paulo Roberto
metadata.dc.contributor.advisor-co2: Trentim, Roberto
metadata.dc.description.resumo: Os minitomates têm conquistado espaço no mercado devido a sua aptidão para o consumo in natura. No entanto, estudos acerca da melhor forma de condução das plantas, sistemas de cultivo, práticas de manejo e seus efeitos sobre a produtividade, necessidades climáticas, e normas de classificação dos frutos são assuntos a serem esclarecidos. A adoção de técnicas de cultivo de baixo custo e baixo impacto ambiental são preconizadas, e os sistemas de cultivo sem solo com recirculação da solução nutritiva drenada são os mais adequados. Diante disto dois experimentos foram conduzidos em estufa, no Campo Didático do Departamento de Fitotecnia, da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, da Universidade Federal de Pelotas, nos anos de 2015 e 2016. O primeiro experimento teve como objetivos avaliar o crescimento, o comportamento produtivo e a qualidade de frutos de minitomates dos tipos Grape e Cereja cultivados em dois sistemas fechados de cultivo (vasos e calhas), em substrato de casca de arroz in natura sob diferentes intensidades de desfolha (sem desfolha, uma e duas folhas removidas por simpódio). Também foi realizada a classificação dos frutos por tamanho, empregando-se um grupo de cinco peneiras com perfurações específicas para cada cultivar. O segundo experimento objetivou definir a influência da temperatura e da radiação solar sobre o crescimento das plantas de minitomateiro em estufa em ciclo de outono-inverno, bem como, encontrar o menor valor de radiação solar em que houvesse acúmulo significativo de massa seca pelas plantas. A cultivar Cereja apresentou maior crescimento com acúmulo de massa seca total entre 958 e 1623 g planta-1 , produção entre 7 e 11 kg planta-1 , e tamanho médio de frutos entre 9,7 e 12,0 g. A cultivar Grape acumulou entre 728 e 1015 g planta-1 de massa seca total, teve produção entre 4,62 e 5,84 kg planta-1 , e entre 6 e 7 g fruto-1 de peso médio. Os valores variaram conforme o nível de desfolha. A cultivar Grape apresenta frutos com maior concentração de açúcares, e a retirada de uma folha do simpódio não afeta as respostas produtivas. Entretanto, para cultivar Cereja é necessária a manutenção do simpódio completo. O sistema de cultivo em calhas melhora o crescimento e eleva as respostas produtivas, enquanto que o sistema de vasos aumenta a concentração de açúcares dos frutos. A desfolha diminui a quantidade de frutos classificados como grandes para ambas as cultivares. O sistema de calhas favorece a produção de frutos da cultivar Grape classificados como grandes. As peneiras 1, 2 e 3 são adequadas para a classificação de frutos. É possível classificar frutos de minitomates com o uso de peneiras específicas para cada tipo de fruto. As cultivares apresentam respostas semelhantes à variação da radiação solar e da temperatura. Porém, a cultivar Cereja apresenta maior área foliar e crescimento. A temperatura apresenta influência indireta sobre o metabolismo das plantas, enquanto a radiação solar exerce influência direta sobre todas as variáveis de crescimento. O limiar de radiação solar para as cultivares Cereja e Grape de minitomateiro é de aproximadamente 3,63 MJ m-2 d-1.
Abstract: Mini tomatoes have gained space in the market due to their flavor for in natura consumption. However, studies on the best way of conducting plants, cropping systems, management practices and their effects on yield, climatic requirements, and fruit grading standards are matters to be clarified. The adoptions of low cost and low environmental impact techniques are recommended, and soilless cropping systems with recirculation of the nutrient solution drained are the most appropriate. Before this, two experiments were conducted in greenhouse, at the Campo Didático do Departamento de Fitotecnia, of Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, in Universidade Federal de Pelotas during 2015 and 2016. The first experiment had as objectives to evaluate the growth, productive behavior and fruit quality of Grape and Cherry mini tomatoes cultivated in two closed growing systems (pots and troughs), in substrate of raw rice husk under different intensities of defoliation (without defoliation, removal of one and two leaves of the sympodium). The classification of fruits by size was also performed, using a group of five sieves with specific drilling for each cultivar. The second experiment aimed to define the influence of temperature and solar radiation on the growth of mini tomato plants in a greenhouse in autumn-winter cycle, as well as to find the lowest value of solar radiation in which there is a significant accumulation of dry matter by the plants. Cherry cultivar presented the highest growth with total dry matter accumulation between 958 and 1623 g plant-1 , production between 7 and 11 kg plant-1 , and mean fruit size between 9.7 and 12.0 g. Grape cultivar accumulated between 728 and 1015 g plant-1 of total dry matter, had production between 4.62 and 5.84 kg plant-1 , and between 6 and 7 g fruit-1 of mean weight. Values varied according to the level of defoliation. Grape cultivar presented fruits with higher sugar concentration, and the removal of one leaf of the sympodium did not affect the productive responses. However, for Cherry cultivar it is necessary to maintain the complete sympodium. The troughs system improved growth and increased productive responses, while the pots growing system increased the sugar concentration of the fruits. Defoliation decreases the amount of fruits grading as large for both cultivars. Troughs system favored the production of Grape cultivars grading as large. Sieves 1, 2 and 3 are suitable for the grading of fruits. It is possible to grading fruits of mini tomatoes with the use of specific sieves for each type of fruit. Cultivars presented responses similar to the variation of solar radiation and temperature. However, Cherry cultivar presented greater leaf area and growth. The temperature had an indirect influence on the plant metabolism, while the solar radiation exerted a direct influence on all the growth variables. The solar radiation threshold for cultivars Cherry and Grape of mini tomato plant is around 3.63 MJ m-2 d-1.
Keywords: Calhas
Desfolha
Limiar de radiação solar
Simpódio
Solanum lycopersicum
Defoliation
Solar radiation threshold
Solanum lycopersicum
Sympodium
Troughs
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar
Citation: PERIN, Lais. Sistemas fechados de cultivo sem solo, produção e ecofisiologia do minitomateiro. 2017. 120f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3633
Issue Date: 21-Mar-2017
Appears in Collections:Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação Final.pdf2,39 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons