Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3636
metadata.dc.type: doctoralThesis
Title: Minitomateiros grape e cereja em hidroponia: densidade de plantio e raleio de flores para diferentes ciclos de cultivo
Other Titles: Grape and cherry mini tomato tree in hydroponics: density of planting and trimming of different flowers growing cycles
Authors: Rodrigues, Silvana
metadata.dc.description.resumo: O tomateiro é cultivado em praticamente todas as regiões brasileiras. Dentre os diversos tipos de tomates existentes, o minitomate vem se destacando, devido às suas características produtivas, pois além de ser bastante atrativo e saboroso, possui alto valor agregado estimulando os produtores a investirem no cultivo dessa hortaliça. O cultivo de minitomate vem sendo realizado, principalmente, em ambiente protegido, como uma forma de minimizar as perdas em produção e qualidade de frutos, além de proporcionar a produção antecipada ou fora de safra e assim proporcionar maior retorno ao produtor do que o obtido com o cultivo convencional a céu aberto. Assim, os objetivos do trabalho foram: avaliar o efeito da variação da densidade de plantio e do raleio de inflorescências sobre a produção e partição de massa seca da planta e as características produtivas de minitomateiros dos tipos cereja e grape em duas épocas de cultivo, em sistema hidropônico; e estudar os componentes de rendimento, e as características físico-químicas relacionadas à qualidade organoléptica de duas cultivares de minitomates, observando a influência da adoção de uma alta densidade de plantio em dois ciclos de cultivo em sistema hidropônico. Para isso, dois experimentos foram realizados em condições de estufa plástica, no Campus da Universidade Federal de Pelotas, RS. A semeadura foi efetuada no dia 24 de novembro de 2012 para o ciclo de verão-outono (2012/2013), e para o cultivo de primavera-inverno (2013/2014) foi realizada em 26 de agosto de 2013. O ciclo da cultura foi de 183 dias no cultivo de verão-outono e 298 dias no cultivo de primavera-inverno, contados a partir do transplante. As plantas foram tutoradas por fita de ráfia presa na linha de arame disposta 3,0 m acima da linha de cultivo e sustentada pela estrutura da estufa. A condução foi com haste única, fazendo-se a desbrota das hastes laterais periodicamente. Objetivando-se prolongar o período de colheita, quando as plantas atingiram a altura do arame, a base dos caules foi sistematicamente desfolhada e rebaixada, seguindo a condução do tipo “carrossel holandês”. As plantas foram avaliadas em cinco densidades de plantio: 2,6; 2,9; 3,4; 3,9; e 4,7 plantas m-2 no experimento de verão-outono; para o experimento de primavera-inverno as densidades estudadas foram 2,9; 3,9; 4,7; 5,9 e 7,8 plantas m-2 . Após a emissão das inflorescências, foi feito o raleio das mesmas nas subparcelas determinadas, deixando-se 20 flores por racemo. O crescimento foi 7 quantificado por meio da determinação da biomassa aérea (massa fresca e seca) das plantas durante o ciclo produtivo e a acumulada ao final de cada experimento, sendo incluídos os frutos colhidos durante o processo produtivo, bem como as folhas provenientes de desfolhas antecipadas e as frações de desbrota. Para as avaliações das características físico-químicas, adicionalmente, aos experimentos foram escolhidas duas densidades de plantio: 3,4; e 4,7 plantas m-2 no experimento de verão-outono; e 2,9; e 7,8 plantas m-2 no experimento de primavera-inverno. Foram realizadas avaliações físico-químicas dos frutos, como o teor de sólidos solúveis (ºBrix), acidez titulável, relação ºBrix/acidez (‘ratio’), açúcares redutores, ácido ascórbico, pH, compostos fenólicos, luminosidade (l*), vermelho (+a*), amarelo (+b*), Hue, licopeno, β-caroteno, ácido clorogênico, e a atividade antioxidante. Em relação ao aumento da densidade de plantio observou-se que houve uma redução no crescimento de todos os órgãos, no tamanho de frutos e na produção de frutos por planta, sem afetar a proporção de massa seca alocada nos frutos. Porém, aumenta linearmente o número de frutos colhidos e a produtividade por unidade de área. Já, o raleio de flores não afeta o crescimento dos frutos e a partição de massa seca para estes órgãos em ambas as cultivares e ciclos. Porém, em ciclo longo, de primaverainverno, aumenta o tamanho e a produção dos frutos; e em ciclo curto, de verãooutono, não afeta as características produtivas de ambas as cultivares. Recomendase a adoção da densidade de plantio de 2,9 plantas m-2 para ambas as cultivares em ciclo mais curto, de verão-outono; e as densidades de 2,9 e de 3,9 plantas m-2 , respectivamente, para ‘Cereja Coco’ e ‘Grape Dolcetto’ em ciclo longo de primaverainverno. A prática do raleio, do ponto de vista fitotécnico, é recomendável para ambas as cultivares em ciclo de primavera-inverno. Em relação às características físicas e químicas relacionadas à qualidade organoléptica de frutos de minitomates com adoção de uma maior densidade de plantio, indicam que os componentes do rendimento são, de forma geral, semelhantes para os diferentes ciclos estudados e dependem, principalmente, do híbrido avaliado. O aumento da densidade de plantio reduz o tamanho dos frutos e aumenta o número e a produtividade de frutos por unidade de área em ambos os híbridos. O híbrido ‘Grape Dolcetto’ apresenta-se, com melhor qualidade, e é mais afetado pela adoção de uma maior densidade de plantio do que o híbrido ‘Cereja Coco’. O emprego de uma alta densidade de plantio não afeta as características de coloração dos frutos das duas cultivares.
Abstract: The tomato is grown in almost all regions of Brazil. Among the different types of tomatoes, mini tomato has stood out due to their productive characteristics, as well as being very attractive and tasty, has high added value by encouraging producers to invest in the cultivation of this vegetable. The mini tomato cultivation is being carried out mainly in a protected environment, as a way to minimize losses in production and fruit quality, and provide the anticipated production or out of season and thus provide greater returns to producers than that obtained with conventional cultivation in the open. The objectives of the study were to evaluate the effect of variation of planting density and thinning of inflorescences on the production and dry matter partition of the plant and the production characteristics of mini tomato types cherry and grape in two growing seasons in hydroponic; and study the yield components, and the physical and chemical characteristics related to the organoleptic quality of two cultivars of mini tomato, noting the influence of adopting a high density planting in two crop cycles hydroponically. For this, two experiments were conducted in greenhouse conditions, on the campus of the Federal University of Pelotas, Brazil. Sowing was performed on November 24, 2012 to the summer-autumn cycle (2012/2013), and the spring-winter crop (2013/2014) was held on 26 August 2013. The crop cycle it was 183 days in the summer-autumn crop and 298 days in the spring-winter crop, counted from the transplant. The plants were stood by raffia tape, fixed in the line willing 3.0 m above the cultivation line and sustained by the greenhouse structure. Driving was single stem, becoming the thinning of the side rods periodically. Aiming to prolong the harvest period, when the plants reached the height of the wire, the base of the stems was systematically leafless and lowered, following the driving of the "Dutch Carousel". The plants were evaluated in five planting densities: 2.6; 2.9; 3.4; 3.9; and 4.7 m-2 plants in the summer-autumn experiment; for spring-winter experiment densities studied were 2.9; 3.9; 4.7; 5.9 and 7.8 plants m-2 . After the issuance of inflorescences was done thinning the same in certain subplots, leaving 20 flowers per raceme. Growth was quantified by 9 determining the biomass (fresh and dry weight) of the plants during the production cycle and accumulated at the end of each experiment, and included the fruits harvested during the production process as well as the leaves from early defoliation and the fractions of thinning. For evaluations of physical-chemical characteristics, in addition, the experiments were chosen two planting densities: 3.4; and 4.7 m-2 plants in the summer-autumn experiment; and 2.9; and 7.8 plants m-2 in spring-winter experiment. Physical and chemical evaluations of the fruits were carried out, such as soluble solids (° Brix), titratable acidity, ratio Brix / acidity (TA ratio), reducing sugars, ascorbic acid, pH, phenolics, lightness (L *), red (+ a *), yellow (+ b *), Hue, lycopene, β-carotene, chlorogenic acid, and antioxidant activity. Regarding the increase in planting density was observed that a reduction in growth of all organs in fruit size and fruit yield per plant, without affecting the dry mass proportion allocated in fruits. However, linearly increases the number of harvested fruit and the productivity per unit area. Already, the thinning of flowers does not affect the growth of fruit and dry matter partition for these organs in both cultivars and cycles. However, in long cycle, spring and winter, increases the size and production of fruits; and short cycle of summer-autumn, does not affect the traits of both cultivars. It is recommended the adoption of the 2.9 plants planting density m-2 for both varieties in shorter cycle of summer-autumn; and densities of 2.9 and 3.9 plants m-2 , respectively, to 'Cherry Coco "and" Grape Dolcetto' in long cycle of spring-winter. The practice of thinning the fitotécnico point of view, it is recommended for both cultivars in spring-winter cycle. In relation to physical and chemical characteristics related to the organoleptic quality of fruit mini tomato with the adoption of a higher plant density, indicate that yield components are, in general, similar to the different cycles studied and depend mainly on the rated hybrid . Increased planting density reduces fruit size and increase the number and fruit yield per unit area in both hybrids. The hybrid 'Grape Dolcetto' presents itself with better quality and is more affected by the adoption of a higher plant density than the hybrid 'Cherry Coco'. The use of a high planting density does not affect the fruits of staining characteristics of both cultivars.
Keywords: Solanum lycopersicon
Cultivo protegido
Análise de crescimento
Componentes do rendimento
Qualidade de frutos
Protected cultivation var
Analysis of growth
Yield components
Fruit quality
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar
Citation: RODRIGUES, Silvana. Minitomateiros grape e cereja em hidroponia: densidade de plantio e raleio de flores para diferentes ciclos de cultivo. 2016. 91f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3636
Issue Date: 30-Jan-2017
Appears in Collections:Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE silvana .pdf1,15 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons