Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3699
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Governança de Redes de Economia Solidária: análise dos modos e dimensões da governança de redes solidárias da região Sul do Rio Grande do Sul
Other Titles: Solidarity Economy's network governance: analysis of the modes and dimensions of the solidarity networks’ governance of the South region of Rio Grande do Sul
metadata.dc.creator: Kochhann , Aline Gonzalez
metadata.dc.contributor.advisor1: Dias, Marcelo Fernandes Pacheco
metadata.dc.description.resumo: O presente trabalho tem por objetivo analisar os modos e as dimensões encontradas em redes solidárias da região Sul do Brasil. Para realizar as análises, foi feita uma aproximação entre a teoria de Governança de Redes e a teoria que trata da Economia Solidária. Os objetos de análise deste trabalho foram as redes Bem da Terra e ARPA-SUL. A partir da análise entre as duas teorias e as duas redes estudadas, foram elencadas quatro proposições teóricas: o modo de governança das redes de Economia Solidária é participativo e com características de autogestão em redes pequenas; considerando que redes maiores são mais complexas, outros modos de governança de redes de Economia Solidária podem surgir como dos tipos organização líder, com organização administrativa específica ou híbrida; no processo de constituição ou adaptação das redes de Economia Solidária são definidos elementos estruturantes da rede, subjetivos ou objetivos, envolvendo centralização, formalização, especialização e ativação de redes; o processo de governança de redes de Economia Solidária envolve aplicação de procedimentos instrumentais associados à mobilização, harmonização, comunicação, troca de conhecimento, relacionamento com os stakeholders e incentivos materiais e imateriais, organização dos processos produtivos e controle. As quatro proposições foram corroboradas através de pesquisa qualitativa que incluía a aplicação de entrevistas através de um roteiro, realizadas entre junho e setembro de 2016, de documentos fornecidos por ambas as redes e por observação participante. O tratamento dos dados obtidos foi realizado através do software NVivo com a elaboração de categorias, divididas em: modos de governança, dimensão estrutural e dimensão instrumental. Os resultados corroboraram uma comunalidade teórica no que diz respeito aos modos de governança, remetendo o conceito de autogestão ao modo de governança participativa. A Teoria da Governança de Redes complementa a teoria sobre a Economia Solidária com dois modos mais verticalizados de governança. Também foi constatado que a Teoria da Governança de Redes pode complementar a Economia Solidária com maior detalhamento dos elementos estruturais de governança. As teorias da Governança de Redes e da Economia Solidária demonstraram que ambas se assemelham em aspectos instrumentais. Ao se analisar conjuntamente as redes, observaram-se modos de governança distintos. As limitações desta pesquisa foram: as redes analisadas se situam na região sul do Rio Grande do Sul e apenas duas redes foram analisadas. Como sugestão de pesquisa futura, propõe-se compreender como estes modos, estruturas e instrumentos interagem, com vistas ao melhor desempenho destas redes. Neste último caso, a pesquisa precisaria ser conduzida através de uma survey com redes de Economia Solidária do Brasil. Métodos de estudos de configurações organizacionais poderiam contribuir para este entendimento.
Abstract: The present work aims to analyze modes and dimensions found in solidarity networks of the South region of Brazil. In order to accomplish these analysis, an approximation was made between the Network Governance’s theory and the theory that delas with Solidarity Economy. The objects of analysis of this work were the networks Bem da Terra and ARPA-SUL. From the analysis between the two theories and the two networks studied, four theoretical propositions were listed: the governance mode of Solidarity Economy networks is participatory and selfmanagement features in small networks; whereas larger networks are more complex, other Solidary Economy networks governance modes networks may emerge as the leading organization with specific or hybrid administrative organization; in the process of creation or adaptation of the Solidarity Economy networks are defined structuring elements of the network subjectives or objectives envolving centralization, formalization, specialization and network activation; the governance process of Solidarity Economy networks involves the application of instrumental procedures associated with mobilization, harmonization, communication, knowledge exchange, the relationship with the stakeholders and the material and imaterial incentives, production processes organization and control. The four propositions ere corroborated through a qualitative research that included the application of interviews through a script, held between June and September 2016, of documents provided by both networks and by participant observation. The treatment of the obtained data was done through the software NVivo with the elaboration of categories, divided in: modes of governance, structural dimension and instrumental dimension. Commonality was observed regarding modes of governance, referring the concept of self-management to participatory governance. Network governance's theory complements Solidarity Economy's governances with two more verticalized modes. It was also found that networks’ governance theory could add Solidarity Economy theory with greater detail of structuring elements of governance. Network governance and Solidarity Economy theories demonstrated that both resemble in instrumental aspects. When analysed together the two networks, different modes of governance were observed. The limitations of this research were: analyzed networks are located in the southern region of the state of Rio Grande do Sul and only two networks were analyzed. As a suggestion of future research it is proposed to understand how these modes, structures and instruments interact, with a view to the best performance of these networks. In this last case, the research would need to be conducted through a survey of Brazilian Solidarity Economy networks. Methods of studying organizational configurations could contribute to this understanding.
Keywords: Economia solidária
Governança de redes
Governança
Solidarity economy
Network governance
Governance
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Administração e Turismo
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Sistemas Agroindustriais
Citation: KOCHHANN, Aline Gonzalez. Governança de Redes de Economia Solidária: análise dos modos e dimensões da governança de redes solidárias da região Sul do Rio Grande do Sul. 2017. 148 fl. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Territorial e Sistemas Agroindustriais), Programa de Pós- Graduação em Desenvolvimento Territorial e Sistemas Agroindustriais, Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel e Faculdade de Administração e Turismo, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3699
Issue Date: 23-Jan-2017
Appears in Collections:Pós-Graduação em Desenvolvimento territorial e sistemas agroindustriais: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Aline_Kochhann_Governanca_de_redes_de_economia_solidária.pdf1,2 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons