Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3748
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Saúde docente e precarização do trabalho no curso de Educação Física na rede privada de ensino superior
Other Titles: TEACHING HEALTH AND THE PRECARISATION OF WORK IN THE COURSE OF PHYSICAL EDUCATION IN THE PRIVATE NETWORK OF HIGHER EDUCATION.
Authors: Bopsin, Andressa Pires
metadata.dc.description.resumo: Este estudo trata do tema “a saúde docente e a precarização do trabalho no curso de Educação Física em uma faculdade da Rede Privada de Ensino Superior” e teve como objetivo analisar as implicações da precarização do trabalho docente na saúde dos/as professores/as de Educação Física nessa faculdade. Como problema orientador, nos guiamos pela seguinte pergunta: Quais as implicações da precarização do trabalho docente na saúde do professorado do curso de educação física em uma faculdade da Rede Privada do Ensino Superior? Como metodologia, utilizamos a corrente teórica marxista – dialético materialista, por entendermos que os fenômenos estudados não existem de forma isolada, onde se compreende o mundo como um conjunto de processos em que tudo se relaciona e se transforma. Além disso, como procedimentos e instrumentos de coleta de informações utilizamos a análise de documentos, o questionário e as entrevistas semi-estruturadas. Após profunda análise do trabalho de campo, estabelecendo a relação entre o referencial teórico com as informações coletadas, tentamos compreender, interpretar e identificar quais as implicações no engendramento da precarização do trabalho docente e da saúde do professorado do curso de Educação Física na Instituição pesquisada. Com esses fatores sistematizados, foram criadas categorias analíticas, sendo possível compreender com maior profundidade o estudo em foco. No entanto, o campo de pesquisa deste estudo foi uma Instituição da Rede Privada do Ensino Superior privado do Município de Pelotas que oferece os cursos de Educação Física Licenciatura e Bacharelado, tendo como colaboradores/as os/as professores/as que formam o corpo docente destes dois cursos. A partir da pergunta científica, do objetivo traçado e do tema em foco, tentamos estabelecer a relação da precarização da educação e do trabalho e o que isso representa na educação e na formação humana em geral, ou seja, não somente no campo de pesquisa deste estudo – da Instituição pesquisada. Compreendendo este contexto, foi possível analisar que os/as professores/as estão cada vez mais submersos pela racionalidade presidida pelo regime de acumulação do capitalismo, que precariza explicitamente o trabalho, no qual o engendramento da organização do sistema capitalista afeta a saúde dos/as docentes através das precárias condições de trabalho que estes/as estão expostos/as. A partir desta análise, então, elaboramos duas categorias analíticas que trataram sobre os preceitos do sistema capitalista, suas estratégias e a educação como mercadoria neste engendramento (primeira categoria) para que pudéssemos, então, compreender as condições precárias de trabalho da Instituição (segunda categoria) e que descreve com profundidade o trabalho pedagógico do professorado na Instituição foco de nossa pesquisa, sendo assim, possível aprofundar sobre a particularidade do trabalho dos/as colaboradores/as na Instituição e sobre o tema proposto. Concluímos que a cada ano de existência da Instituição, o trabalho pedagógico em geral se torna mais precário e que faz os/as trabalhadores/as adoecerem de modo substancial, podendo afirmar que a precarização do trabalho e a saúde docente estão intimamente associadas e que dentre os agravamentos de saúde do professorado da IES pesquisada são os problemas ósteo-musculares, problemas vocais e labirintite e que são decorrentes de fatores de saúde mental como: estres, cansaço, desânimo e transtorno de ansiedade.
Abstract: This study deals with the subject "teaching health and job insecurity in the course of Physical Education in a college Private Network Higher Education" and aimed to analyze the implications of the precariousness of teaching in health / the teacher / the of Physical education in this college. As a guiding issue, we are guided by the question: What are the implications of the precariousness of teaching in health physical education course teachers in a college Private Network Higher Education? The methodology used Marxist theoretical current - materialist dialectic, because we believe that the phenomena studied do not exist in isolation, where he understands the world as a set of processes in which everything is related and turns. Moreover, as procedures and information gathering tools used to document analysis, questionnaire and semi-structured interviews. After thorough analysis of field work, establishing the relationship between the theoretical framework with the information collected, we try to understand, interpret and identify the implications for engendering casualization of teaching and health of teachers of Physical Education course in the research institution. With these systematic factors, analytical categories were created, and you can understand in greater depth the study focus. However, the research field of this study was an institution deprived of Private Higher Education Network of the municipality of Pelotas that offers physical education courses Degree and Bachelor, with the employees / as the / the teacher / the forming faculty these two courses. From the scientific question, the established objective and the subject in focus, try to establish the relationship of the precariousness of education and labor and that it is in education and human development in general, ie not only in the search field this study - the institution researched. Understanding this context, it was possible to analyze the / the teacher / the are increasingly submerged by rationality led by capitalist accumulation regime which explicitly precariza work, in which the engendering of the capitalist system organization affects the health of / the teachers through poor working conditions that they / are exposed to / as. From this analysis, then, we prepared two analytical categories that dealt with the precepts of the capitalist system, its strategies and education as a commodity in this engendering (first category) so that we could then understand the precarious conditions of the institution work (second category ) and describes in depth the pedagogical work of the teachers in the institution focus of our research, therefore, possible to deepen about the particularity of the work of / the staff / the the institution and on the proposed topic. We conclude that each year of the institution, educational work in general becomes more precarious and that makes them / the workers / the fall ill substantially and can say that the precariousness of work and teaching health are closely linked and that among health aggravations IES of teachers surveyed are musculoskeletal problems, voice problems and labyrinthitis and are due to mental health factors such as stress, fatigue, depression and anxiety disorder.
Keywords: Saúde docente
Precarização do trabalho docente
Rede privada de ensino superior
Teaching health
Casualization of teaching
Private higher education network
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Escola Superior de Educação Física
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação Física
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3748
Issue Date: 29-Jul-2016
Appears in Collections:Pós-Graduação em Educação física: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Andressa Pires Bopsin.pdf4,1 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons