Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3817
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Trajetórias terapêuticas e as redes sociais e afetivas das crianças que frequentam o Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil
Other Titles: Therapeutic pathway and social and affective networks of children that attend to the Center for Psychosocial Child and Adolescent Care
metadata.dc.creator: Cardoso, Clarissa de Souza
metadata.dc.description.resumo: A presente dissertação visa aprofundar o conhecimento das trajetórias terapêuticas e das redes sociais e afetivas de crianças que frequentam um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi). As trajetórias terapêuticas se constituem a partir de uma organização de convivência estabelecidas por meio de relações articuladas pelas pessoas que compõem a rede. Com esta pesquisa qualitativa, objetivou-se analisar as trajetórias terapêuticas das crianças que frequentam o Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi). O estudo desenvolveu-se em um serviço de atenção psicossocial no município de São Lourenço do Sul, que é referência para cinco municípios no atendimento em saúde mental para crianças. Foram participantes desta pesquisa cinco crianças e seus familiares; utilizou-se para coleta de dados a análise dos prontuários, as informações anotadas em diário de campo, entrevistas narrativas, e o mapa dos cinco campos como estratégia metodológica para a entrevista narrativa com as crianças. O parecer de aprovação deste estudo possui nº 1.485.272 pelo Comitê de Ética da Faculdade de Enfermagem. Na análise foram apresentadas as trajetórias terapêuticas, as histórias de vida, e as redes sociais e afetivas de cada criança. A (re)construção das trajetórias terapêuticas e o conhecimento das redes sociais e afetivas das crianças que frequentam um serviço de atenção à saúde mental é fundamental para orientar as práticas de cuidado, fundamentado nas necessidades e demandas existentes por meio da narrativa deste público. As fragilidades encontradas nas trajetórias terapêuticas e nas redes sociais e afetivas relacionam-se com o encaminhamento precoce via escola, a longa permanência no serviço, a patologização-medicalização, e a ausência da figura paterna. Como potencialidades, foram encontrados os vínculos construídos ao longo das trajetórias terapêuticas demonstrados nos mapas e a família como principal fonte de apoio. Conclui-se que a participação efetiva das crianças na construção de um cuidado que atenda às suas singularidades, necessariamente, precisa ser articulada pela rede social e afetiva que as mesmas apresentam, constituindo-se como desafio para os diferentes atores e cenários da vida.
Abstract: The following dissertation aims to profound the knowledge on therapeutic pathways and social and affective networks of children that attend to the Center for Psychosocial Child and Adolescent Care (CAPSi). The therapeutic pathways constitute from a living organization, established through relationships articulated by people that compose the network. With this qualitative research, the main goal was to analyze the therapeutic pathways of children that attend to the Center for Psychosocial Child and Adolescent Care. The study developed at a service for psychosocial care in the city of São Lourenço do Sul, which is reference to five cities in the mental care assistance to children. Five children and their families participated in this research. For data collection, chart analysis, recorded information in the field diary, narrative interviews, and the five-field map were used as methodological strategy to interviewing the children. The Ethics Committee from the Nursing School approved the study under the number 1.485.272. In the analysis, the therapeutic pathways, life history, and social and affective networks from each child were presented. The (re)building of therapeutic pathways and the knowledge on social and affective networks of the children that attend to a mental health care service is fundamental to guide the practices of care, fundament the necessities and existent demands through their own narrative. As fragilities in the therapeutic pathways, and in the social and affective networks, the early referral from the school, the extended permanence in the service, the pathologization -medicalization, and father’s absence were found. As potentialities, the bonding built during the therapeutic pathways demonstrated in the maps and the family as main source of support were highlighted. It is possible to conclude that the effective participation of children in the construction of a care that attend to their singularities, necessarily, needs to be articulated to the social and affective networks of them, which constitute as a challenge to the different actors and life scenarios.
Keywords: Saúde mental da criança
Cuidado da criança
Rede social e afetiva
Children’s mental health
Children’s care
Social and affective network
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: CARDOSO, Clarissa de Souza. Trajetórias terapêuticas e as redes sociais e afetivas das crianças que frequentam o Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil. 2017. 136 p. Dissertação (Mestrado). Programa de Pós-graduação em Enfermagem. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3817
Issue Date: 20-Jan-2017
Appears in Collections:Pós-Graduação em Enfermagem: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Clarissa_de_Souza_Cardoso.pdf1,98 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons