Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4762
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Estudo etnobotânico de plantas alimentícias não convencionais (PANC): saberes e sabores da agricultura familiar em São Lourenço do Sul, RS
Other Titles: Ethnobotanical study of non-conventional food plants (PANC): knowledge and flavors of family agriculture in São Lourenço do Sul, RS, Brazil.
metadata.dc.creator: Theis, Joan da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Mauch, Carlos Rogério
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Durigon, Jaqueline
metadata.dc.contributor.advisor-co2: Heiden, Gustavo
metadata.dc.description.resumo: Historicamente, diversas plantas são utilizadas na alimentação humana, conforme o conhecimento e cultura de cada sociedade. No entanto, no sistema agroalimentar vigente, há uma clara homogeneização da produção e oferta de alimentos, a qual implica na subutilização ou mesmo negligência em relação ao potencial alimentício de um grande número de espécies de plantas. O presente trabalho teve como principal objetivo resgatar o etnoconhecimento relativo às plantas alimentícias não convencionais (PANC), em propriedades de agricultores familiares agroecológicos ou em transição agroecológica do município de São Lourenço do Sul, RS, Brasil. Para tanto, foi realizado um levantamento das espécies de PANC conhecidas e/ou utilizadas localmente, a partir dos relatos dos agricultores e agricultoras, bem como, caracterizados os tipos e frequência destes usos, as partes consumidas e as respectivas formas de uso e preparo. Entre janeiro e dezembro de 2018, foram realizadas entrevistas a partir de um roteiro semiestruturado com quatorze famílias de agricultores (as) selecionadas dentre as atendidas pelo Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA), no município. Paralelamente, foram coletados materiais testemunhos das espécies citadas pelos entrevistados (as), a fim de auxiliar na identificação taxonômica e documentar a ocorrência. Ao total, foram registradas 383 citações de PANC, as quais correspondem a 120 espécies, distribuídas em 51 famílias, sendo Myrtaceae a família com maior número de espécies de PANC citadas. A grande maioria das espécies teve a sua frequência de uso caracterizada como “eventual”, seguido de consumo “frequente”. No entanto, uma pequena quantidade faz parte de fato nos hábitos alimentares diários da maioria dos entrevistados (as), tais como: Citrullus lanatus var. citroides, Butia odorata, Ananas bracteatus, Psidium cattleyanum e Araucaria angustifolia. Constatou-se que o conhecimento ou consumo em forma processada é expressivo, como em sucos, geleias, schmier (doce em pasta para passar no pão), bem como em pratos salgados cozidos, assados e fritos. No entanto, dentre as partes indicadas para as PANC, os frutos se destacaram, dos quais, para a maioria, o consumo é in natura. Entre os fatores observados como importantes para determinar a subutilização das PANC, ou a negligência quanto ao seu uso localmente, está a influência da globalização e homogeneidade de hábitos alimentares na preferência por consumo. Ou seja, estas plantas já foram e/ou continuam sendo usadas na alimentação de forma eventual, mas a maioria não desperta o interesse no seu uso cotidiano ou para exploração econômica. O estudo demonstra a importância de valorização dos recursos genéticos nativos e naturalizados ainda pouco conhecidos quanto a este potencial através de pesquisas e divulgação, a fim de auxiliar na conservação ambiental, na valorização cultural local, na soberania e segurança alimentar e nutricional, bem como, na sustentabilidade da agricultura
Abstract: Historically, several plants are used in human food, according to the knowledge and culture of each society. However, in the current agri-food system, there is a clear homogenization of food production and supply, which implies underutilization or even neglect of the potential food of a large number of plant species. The main objective of the present work was to rescue the ethnoknowledge related to the called unconventional food plants (PANC), in agroecological or in agroecological transition family farms, in the municipality of São Lourenço do Sul, RS, Brazil. Therefore, a survey of the known and/or locally used PANC species was carried out, based on the reports of the farmers, as well as the characterization of the types and frequency of these uses, the parts consumed and the respective forms of use and preparation. Between January and December 2018, interviews were conducted from a semistructured guide, including fourteen families of farmers, which were selected among those assisted by the Center for Support and Promotion of Agroecology (CAPA) in the municipality. At the same time, in order to assist the taxonomic identification and document the occurrence of the species cited, voucher specimens were collected. In total, 483 citations of PANC were registered, which correspond to 120 species, distributed in 51 families, being Myrtaceae the family with the highest number of PANC species cited. The great majority of the species of PANC cited had frequency of use characterized as "eventual", followed by "frequent". However, a small number of species are in fact part of the daily eating habits of the majority of the farmers interviewed, such as in case of Citrullus lanatus var. citroides, Butia odorata, Ananas bracteatus, Psidium cattleyanum and Araucaria angustifolia. It has been found that the knowledge or consumption in processed form is expressive, as in juices, jellies, schmier (sweet paste in bread to pass), as well as in cooked dishes, baked and fried. However, among the parts indicated for the PANC, the fruits stood out, of which, for the majority, the consumption is in natura. Among the factors observed as important to determine the underutilization of PANC, or the neglect of its local use, is the influence of globalization and homogeneity of eating habits in preference for consumption. That is, these plants have already been and / or continue to be used in food eventually, but most do not arouse interest in their daily use or for economic exploitation. The study demonstrates the importance of valorization of native, native or wild genetic resources still unknown to this potential through research and dissemination, in order to assist in environmental conservation, local cultural valorization, food and nutritional sovereignty and security, and the sustainability of agriculture.
Keywords: Etnoconhecimento
Soberania alimentar
Segurança alimentar
Agroecologia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar
Citation: THEIS, Joan da Silva. Estudo etnobotânico de plantas alimentícias não convencionais (PANC): saberes e sabores da agricultura familiar em São Lourenço do Sul, RS. 2019. 78f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2019.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4762
Issue Date: 7-Mar-2019
Appears in Collections:Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Joan_Theis_2019.pdf2,07 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons