Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/7101
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Estimativa dos ganhos econômicos com a rotação do arroz com a soja em Terras Baixas
metadata.dc.creator: Quevedo, Murilo Gonçalves
metadata.dc.contributor.advisor1: Canever, Mario Duarte
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Carlos, Filipe Selau
metadata.dc.description.resumo: O Brasil é o maior produtor de arroz (Oryza sativa) da América Latina com destaque para o Rio Grande do Sul, onde é produzido 67% da produção nacional. Apesar da grande importância econômica para a região, a rentabilidade apresenta valores decrescentes, expondo os produtores a riscos. As principais causas são relacionadas ao aumento dos custos de produção, principalmente aqueles relacionados a infestações de plantas daninhas resistentes aos métodos atuais de controle e desvalorização do preço real do produto. Recentemente, a soja (Glycine max) surgiu como uma alternativa rentável de produção nas áreas tradicionalmente utilizadas com arroz irrigado, a qual trouxe benefícios potenciais aos sistemas produtivos utilizados nestas áreas. Logo, este trabalho tem como objetivo realizar uma análise econômica dos principais benefícios da introdução da soja em rotação com o arroz irrigado. Como resultado, encontramos que a introdução da soja no sistema de produção do arroz irrigado reduz os custos de: preparo de solo em 41,60% e no controle de plantas daninhas em 49,60%. Outro aspecto positivo que a soja traz ao sistema é aumentar as oportunidades de comercialização e facilitar o fluxo de caixa dos produtores, o que reduz a exposição às variações sazonais dos preços das commodities. Quanto aos riscos envolvidos, apesar da cultura da soja em terras baixas apresentar coeficiente de variação do faturamento na ordem de 11% ao longo dos anos, o risco total do sistema diminui devido à diversificação. Entretanto, este novo sistema demonstra aumento de 13,34% nos custos com adubação e perda de faturamento de 5,62% por unidade de área. Por fim, a utilização da prática de rotação de culturas entre o arroz irrigado e a soja apresenta-se como uma alternativa viável economicamente, por propiciar ao sistema produtivo em terras baixas redução de custos de produção, aumento de receitas e, consequentemente, gera melhor retorno financeiro a estas propriedades quando comparado as que adotam o sistema tradicional baseado no monocultivo de arroz.
Abstract: Brazil is the largest producer of rice (Oryza sativa) in Latin America with emphasis on Rio Grande do Sul, where 67% of national production is produced. Despite the great economic importance for the region, profitability is decreasing, exposing producers to risks. The main causes are related to the increase in production costs, mainly those related to weed infestations resistant to current methods of control and devaluation of the real price of the product. Recently, soybean (Glycine max) has emerged as a profitable production alternative in areas traditionally used with irrigated rice, which has brought potential benefits to the production systems used in these areas. Therefore, this work aims to carry out an economic analysis of the main benefits of introducing soybean in rotation with irrigated rice. As a result, we found that the introduction of soybean in the irrigated rice production system reduces the costs of: soil preparation by 41.60% and weed control by 49.60%. Another positive aspect that soybean brings to the system is to increase marketing opportunities and facilitate producers' cash flow, which reduces exposure to seasonal variations in commodity prices. As for the risks involved, despite the fact that soybean cultivation in lowlands has a coefficient of variation in revenues of around 11% over the years, the total risk of the system decreases due to diversification. However, this new system shows a 13.34% increase in fertilizer costs and a 5.62% loss in revenue per unit area. Finally, the use of the practice of crop rotation between irrigated rice and soybeans presents itself as an economically viable alternative, since it provides the production system in low lands a reduction in production costs, increased revenues and, consequently, generates better financial return to these properties when compared to those that adopt the traditional system based on rice monoculture.
Keywords: Desenvolvimento territorial
Custo de produção
Diversificação
Terras baixas
Intensificação
Sistemas integrados de produção agropecuária
Tecnologia agrícola
Production cost
Diversification
Lowlands
Intensification
Integrated crop-livestock system
Agricultural technology
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO::ADMINISTRACAO DE SETORES ESPECIFICOS
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Administração e Turismo
Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Sistemas Agroindustriais
Citation: QUEVEDO, Murilo Gonçalves. Estimativa dos ganhos econômicos com a rotação do arroz com a soja em Terras Baixas. 2020. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Sistemas Agroindustriais, Faculdade de Administração e Turismo, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2020.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/7101
Issue Date: 28-Sep-2020
Appears in Collections:PPGDTSA: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Murilo_Goncalves_Quevedo.pdf1,23 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons