Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/ri/2696
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Oficinas terapêuticas: significado para profissionais de saúde do CAPS
Other Titles: Therapeutic workshops: meanings to professionals of health from CAPS
metadata.dc.creator: Farias, Izamir Duarte de
metadata.dc.description.resumo: No percurso da reforma psiquiátrica, muitas tem sido as avaliações das ações e dos trabalhos voltados a saúde mental no Brasil. Dessa forma, na medida em que vai se consolidando o modelo de atenção psicossocial de acordo com a reforma psiquiátrica, novos meios de cuidado e novos atores sociais vão se agregando a causa, de maneira que pesquisas são necessárias para que se conheça como efetivamente estão estruturados os dispositivos de cuidado em saúde mental e como de fato ocorre a atenção psicossocial. Nesse intuito, o presente trabalho é fruto de uma pesquisa com abordagem qualitativa, descritiva e exploratória que busca mostrar qual é o significado de oficina terapêutica para os profissionais de saúde dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Para isso, entre abril e junho de 2013, foram coletados os dados com 22 profissionais com formação em psicologia, enfermagem, serviço social e medicina, que trabalham nos seis CAPS II da cidade de Pelotas, RS, por meio de entrevista semi estruturada gravada e transcrita. A teoria histórico cultural de Vygotsky foi utilizada como referencial para analise dos dados. Como resultados, são apresentados significados de oficina terapêutica para os sujeitos da pesquisa que apontam potencialidades e fragilidades do CAPS por meio das distintas percepções, sendo que, esses significados ficam agrupados em quatro categorias: oficinas terapêuticas como espaço relacional, oficina terapêutica como expressão da subjetividade, superação das limitações e reabilitação psicossocial e qualificação profissional. Dessa forma, a característica de ferramenta mediadora que viabiliza as relações entre os participantes, é apontada como uma potencialidade das oficinas terapêuticas, proporcionando assim, mecanismos que ajudam o usuário no seu processo de reabilitação psicossocial e reinserção na sociedade. Pensa-se que, aos estudiosos dessa temática, estes achados podem colaborar para discussões sobre o assunto bem como estimular a réplica desse estudo em outras localidades, e o desenvolvimento de novas pesquisas com o fim de fortalecer as ações em saúde mental e as relações de trabalho entre as equipes interdisciplinares.
Abstract: In the course of psychiatrist reform, there are a lot of evaluations of actions and works focused on mental health in Brazil. In this way, as the same time the psychosocial attention model is consolidating itself according to the psychiatrist reform, new ways of care and social actors are adding to the cause, in a way that researches are necessary to know effectively how the devices of care are structured and how the fact occur the psychosocial attention. To that end, the present work is a result of a research with qualitative approach, descriptive and exploratory which aims to show the meaning of the therapeutic workshop to professionals of health from Centers of Psychosocial Attention (CAPS). To this, between April to June of 2013, data collection occurred with 22 professionals graduated in psychology, nursing, social service and medicine, whose work in six CAPS II in the city of Pelotas, RS, through semi structured, recorded and transcript interview. The cultural-historical theoretical of Vygotsky was used as referential to analysis of data. As results, the meanings of workshops are presented to the subjects of research who point potentialities and fragilities of CAPS through several perceptions, being the meanings grouped in four categories: therapeutic workshops as a relational space, therapeutic workshop as an expression of subjectivity, overcoming of limitations and psychosocial rehabilitations and professional qualification. In this way, the characteristic of mediating tool which enables the relations between participants, it is pointed as a potentiality of therapeutic workshop, proportionating mechanisms that help the user in his process of psychosocial rehabilitation and reinsertion in society. It is thought, to the students of this thematic, these founds can collaborate to discussions about the subject as well stimulate the replica of this study in other localities, and the development of new researches aiming to strengthen the actions in mental health and the relations of work between interdisciplinary teams.
Keywords: Oficinas terapêuticas
CAPS
Centro de Atenção Psicossocial
Equipe de saúde
Therapeutic workshops
Health staff
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM PSIQUIATRICA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: FARIAS, Izamir Duarte de. Oficinas terapêuticas: significado para profissionais de saúde do CAPS. 2013. 124 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2014.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br/handle/ri/2696
Issue Date: 17-Dec-2013
Appears in Collections:Pós-Graduação em Enfermagem: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Oficinas terapêuticas - significado para profissionais de saúde do CAPS.pdfDissertação Izamir Duarte de Farias1,2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons