Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/ri/2712
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorHelbig, Elizabete-
dc.creatorPassos , Luciana Dieguez Ferreirapt_BR
dc.date.accessioned2015-03-24T18:03:28Z-
dc.date.available2015-03-24T18:03:28Z-
dc.date.issued2013-10-01-
dc.identifier.citationPASSOS, Luciana Dieguez Ferreira. Avaliação físico-química, microbiológica e dos processos de produção da dieta enteral administrada em uma unidade hospitalar do sul do RS. Pelotas, 2013. 123 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos, Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpel.edu.br/handle/ri/2712-
dc.description.abstractThe Enteral Nutrition Therapy in hospitalized patients requires training and commitment of everyone involved in this process. In addition, enteral feeding should be held regarding the nutritional and hygienic- sanitary aspects, ensuring the recovery of patients and quality of service. This study aimed to evaluate the physicochemical and microbiological quality of an enteral diet industrialized as well as evaluating the Enteral Nutrition Practice in a hospital in southern Rio Grande do Sul brand enteral feeding was selected industrialized most prescribed to adult patients of the Medical Clinic of the hospital. This mark was analyzed for its chemical composition for comparison with the label information, as their commercial sterility and the level of microbial contamination when handled and distributed at the hospital. The sampling points of manipulated diet were analyzed for aerobic mesophilic, coliform bacteria at 35°C and 45°C, Escherichia coli, coagulase positive staphylococci, Salmonella sp., Molds and yeasts. The water from the tap and filter lactary used for hydration of patients enteral and to transport the diets was analyzed for its potability. The structure and processes in Enteral Nutrition Unit of the Hospital were also analyzed for its suitability to Good Practice for Preparation and Administration Enteral Nutrition, which followed the Board Resolution No. 63/2000, the National Health Surveillance Agency. In laboratory analysis of the chemical composition, found a deficit of 31,9% lipids, which influence the results of carbohydrates and calories. Testing for commercial sterility of enteral diets showed physical changes in product and mold and yeast counts above those permitted by specific legislation. Samples of manipulated diet were within the limits recommended by the legislation for most micro -organisms analyzed except for mesophilic aerobic, yeasts and molds. Most of the water samples analyzed was drinking except a sample of the water used to transport the diet. The result of the analysis of compliance with Good Practice in Preparation for Enteral Nutrition and Good Management Practices in Enteral Nutrition was 59.5% and 43.2%, respectively. It was concluded that the actual nutrient composition is not according to the nutritional information on the product, the product was found unfit for consumption when tightly sealed and when manipulated, and that the hospital needs more control of its processes in Nutrition enteral and adaptations to existing laws.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Aline Batista (alinehb.ufpel@gmail.com) on 2015-03-23T21:17:38Z No. of bitstreams: 2 Avaliação físico-química, microbiológica e dos processos de produção da dieta enteral administrada em uma unidade hospitalar do sul do RS.pdf: 1716867 bytes, checksum: c9b3cdde6b403f24624a13fee3c44427 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Aline Batista (alinehb.ufpel@gmail.com) on 2015-03-24T18:01:43Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Avaliação físico-química, microbiológica e dos processos de produção da dieta enteral administrada em uma unidade hospitalar do sul do RS.pdf: 1716867 bytes, checksum: c9b3cdde6b403f24624a13fee3c44427 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Aline Batista (alinehb.ufpel@gmail.com) on 2015-03-24T18:03:28Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Avaliação físico-química, microbiológica e dos processos de produção da dieta enteral administrada em uma unidade hospitalar do sul do RS.pdf: 1716867 bytes, checksum: c9b3cdde6b403f24624a13fee3c44427 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2015-03-24T18:03:28Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Avaliação físico-química, microbiológica e dos processos de produção da dieta enteral administrada em uma unidade hospitalar do sul do RS.pdf: 1716867 bytes, checksum: c9b3cdde6b403f24624a13fee3c44427 (MD5) Previous issue date: 2013-10-01en
dc.description.sponsorshipSem bolsapt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Pelotaspt_BR
dc.rightsOpenAccesspt_BR
dc.subjectNutrição enteralpt_BR
dc.subjectInformação nutricionalpt_BR
dc.subjectQualidade dos alimentospt_BR
dc.subjectAlimentos formuladospt_BR
dc.subjectLipídeospt_BR
dc.subjectEnteral nutritionpt_BR
dc.subjectNutritional factspt_BR
dc.subjectFood qualitypt_BR
dc.subjectFood formulatedpt_BR
dc.subjectLipidspt_BR
dc.titleAvaliação físico-química, microbiológica e dos processos de produção da dieta enteral administrada em uma unidade hospitalar do sul do RSpt_BR
dc.title.alternativeReview physico-chemical, microbiological and production processes of enteral nutrition administered in a hospital in southern RSpt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.contributor.authorID906.117.130-04pt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4241912H1pt_BR
dc.contributor.advisorID777.517.600-87pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750936D5pt_BR
dc.contributor.advisor-co1Mello, Jozi Fagundes de-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4133440E6pt_BR
dc.description.resumoA Terapia Nutricional Enteral em pacientes hospitalizados exige comprometimento e capacitação de todos os envolvidos nesse processo. Além disso, as dietas enterais devem ser seguras quanto aos aspectos nutricionais e higiênico-sanitário, garantindo a recuperação dos pacientes e a qualidade do serviço prestado. Este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade físico-química e microbiológica de uma dieta enteral industrializada, assim como avaliar as Boas Práticas em Nutrição Enteral de uma unidade hospitalar do sul do Rio Grande do Sul. Foi selecionada a marca da dieta enteral industrializada mais prescrita aos pacientes adultos da Clínica Médica da unidade hospitalar. Essa marca foi analisada quanto a sua composição centesimal para comparação com as informações do rótulo, quanto a sua esterilidade comercial e quanto ao nível de contaminação microbiana quando manipulada e distribuída na unidade hospitalar. Os pontos amostrais da dieta manipulada foram analisados para mesófilos aeróbios, coliformes a 35°C e a 45°C, Escherichia coli, Estafilococos coagulase positiva, Salmonella sp., bolores e leveduras. A água proveniente da torneira e do filtro do lactário, utilizada para hidratação de pacientes em Nutrição Enteral e para o transporte das dietas, foi analisada quanto a sua potabilidade. A estrutura e os processos em Nutrição Enteral da Unidade Hospitalar também foram analisados quanto a sua adequação às Boas Práticas de Preparação e Administração em Nutrição Enteral, que seguiu a Resolução da Diretoria Colegiada nº 63/2000, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Na análise laboratorial da composição centesimal, foi encontrado um déficit de 31,9% de lipídeos, que influenciou nos resultados de carboidratos e calorias. O teste de esterilidade comercial das dietas enterais revelou alterações físicas no produto e contagem de bolores e leveduras acima do permitido pela legislação específica. As amostras da dieta manipulada mostraram-se dentro dos limites recomendados pela legislação para a maioria micro-organismos analisados, exceto para mesófilos aeróbios, bolores e leveduras. A maioria das amostras de água analisadas era potável, exceto uma amostra da água utilizada para o transporte da dieta. O resultado da análise da adequação às Boas Práticas de Preparação em Nutrição Enteral e para as Boas Práticas de Administração em Nutrição Enteral foi de 59,5% e de 43,2%, respectivamente. Concluiu-se que a real composição de nutrientes não esta de acordo com a informação nutricional do produto, o produto encontrou-se impróprio para consumo quando hermeticamente fechado e quando manipulado, e que a unidade hospitalar necessita de um maior controle de seus processos em Nutrição Enteral e de adequações às legislações vigentes.pt_BR
dc.publisher.departmentFaculdade de Nutriçãopt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentospt_BR
dc.publisher.initialsUFPelpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAOpt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
Appears in Collections:Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos: Dissertações e Teses



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons