Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/ri/2715
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Efeito da dieta de cafeteria em ratos submetidos ao estresse crônico variado: análise de parâmetros bioquímicos e comportamentais
Other Titles: Effect of cafeteria diet in rats subjected to chronic variety stress: analysis of biochemical and behavioral parameters
Authors: Salerno, Pamela Silva Vitória
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Silva, Adriana Lourenço da
metadata.dc.contributor.advisor-co2: Tavares, Rejane Giacomelli
metadata.dc.description.resumo: Obesidade é definida pelo acúmulo de gordura no corpo, causada por um estilo de vida sedentário e ingestão de alimentos calóricos. As doenças relacionadas com o sobrepeso são consideradas um dos problemas de saúde pública mais grave em todo mundo, associada ao risco de diabetes e doenças cardiovasculares e certos tipos de câncer. O estresse também tem sido mencionado como um problema da sociedade moderna que causa distúrbios emocionais e fisiológicos. Nas últimas décadas foi crescente o número de doenças relacionadas ao estresse, sobrepeso e obesidade, associadas ao aumento do consumo de alimentos energeticamente densos. O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos de uma DC associada ao estresse crônico variado (ECV) nos parâmetros bioquímicos, depósitos de gordura corporal e comportamentais. Foram utilizados 40 ratos machos Wistar divididos em quatro grupos: Controle total (C) – Ração padrão sem modelo de estresse; Grupo estresse (E) – ração padrão e estresse; grupo Dieta de cafeteria sem estresse (D) e Grupo Dieta + Estresse (ED). Os animais foram submetidos ao ECV durante 40 dias, em horários e dias alternados. Os parâmetros de ansiedade avaliados pelo teste Labirinto em cruz elevado (Plus Maze) mostraram que a dieta foi capaz de reverter ou amenizar os efeitos do estresse. A atividade locomotora, avaliada pelo teste Campo Aberto (Open Field) não foi alterada pela dieta, nem pelo estresse. A memória avaliada pelo teste Reconhecimento de Objetos não foi alterada, nem pela dieta, nem pelo estresse. Os animais do grupo E obtiveram menor ganho de peso, e a dieta compensou o efeito do estresse em relação ao ganho de peso nos animais que receberam DC e ECV. Houve aumento do peso do fígado e dos tecidos adiposos (subcutâneo e abdominal) dos animais que receberam a DC, porém não submetidos ao ECV. Os níveis séricos de glicose, triglicerídeos, colesterol total, HDL-Colesterol, lipase, foram mensurados, porém não sofreram alterações significativas.
Abstract: Obesity is defined as an accumulation of fat in the body, caused by a sedentary lifestyle and consumption of high-calorie foods. Diseases related to overweight are considered one of the most serious problems of public health worldwide, associated with risk of diabetes and cardiovascular disease and certain cancers. Stress has also been mentioned as a problem of modern society that causes emotional and physiological disorders. In the last decades has been the increasing number of stress-related, overweight and obesity, associated with increased consumption of energy- dense foods. The object of study to evaluate the effects of a cafeteria diet associated with chronic varied stress (CVS) in biochemical parameters, deposits of body fat and behavioral. Stress Group (S) - standard chow and stress; cafeteria diet group without stress (D) and diet + stress group (SD) standard model without stress control group rats (C): Fourt Wistar rats were divided into four groups used). The animals were submitted to the CVS for 40 days on alternate days and times. The parameters of anxiety assessed by Plus Maze showed that the diet was able to reverse or ameliorate the effects of stress. Locomotors activity, assessed by the Open Field Test was not altered by diet or by stress. The memory assessed by the Object Recognition Test has changed, neither by diet nor by stress. Animals in group E had lower weight gain, diet and offset the effect of stress in relation to weight gain in animals fed cafeteria diet and CVS. There was an increase in liver weight and adipose tissues (subcutaneous and abdominal) of animals that received the cafeteria diet, but not undergoing CVS. Serum glucose, triglycerides, total cholesterol, HDL- Cholesterol, lipase, were measured, but not changed significant.
Keywords: Obesidade
Palatabilidade
Estresse crônico variado
Dieta de cafeteria
Obesity
Palatability
Miscellaneous chronic stress
Cafeteria diet
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Nutrição
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos
Citation: SALERNO, Pamela Silva Vitória. Efeito da dieta de cafeteria em ratos submetidos ao estresse crônico variado: análise de parâmetros bioquímicos e comportamentais. Pelotas, 2014. 91 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos, Faculdade de Nutrição, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2014.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br/handle/ri/2715
Issue Date: 28-Mar-2014
Appears in Collections:Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Efeito da dieta de cafeteria em ratos submetidos ao estresse crônico variado.pdfEfeito da dieta de cafeteria em ratos submetidos ao estresse crônico variado911,51 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons