Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/ri/2786
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorGründemann, Helissa Renatapt_BR
dc.date.accessioned2016-03-22T11:02:27Z-
dc.date.available2016-03-22T11:02:27Z-
dc.date.issued2015-04-22-
dc.identifier.citationGRÜNDEMANN, Helissa Renata. “Quando as pessoas lembram da Ilha, elas lembram da Jurupiga”: memória, tradição e patrimônio na Ilha dos Marinheiros (Rio Grande/RS). 2015. 162 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Ciências Humanas, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2015.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpel.edu.br/handle/ri/2786-
dc.description.abstractJurupiga is an artisanal beverage, made from grape, resembling a liqueur. The way to make this beverage has been passed from generation to generation on Ilha dos Marinheiros since the mid-nineteenth century, when the planting of grapes began and there was the immigration of Portuguese people to that territory. For many reasons, the production had a dramatic decrease since its peak in the nineteenth century, and today there are about 17 families who still produce the beverage in the city. The artisanal way of making Jurupiga is a intangible cultural heritage of Rio Grande since 2010, the result of a specific demand of a Family with collaboration of an university extension project, and it is currently an important instrument for the safeguarding of the beverage. The main objective of this dissertation is to describe the way to make Jurupiga on Ilha dos Marinheiros, seeking to understand the importance of the beverage to the identity and culture of the territory, and to colaborate to its safeguard. To achieve the proposed objectives, the main source used were the narratives of the islanders, obtained and analyzed by the Oral History methodology. The knowledge of how to make the beverage, the changes that occurred over time and the differences between producers were deepened; the impact of the legislation at the municipal level in the community was addressed as well. It were deepened the concepts of tradition, social and collective memory and of collective and cultural identity to better understand the social, collective and individual aspects of the narratives. The issue of food as a cultural heritage and the contradictions between health and cultural legilsations were also importante to better understand the object of the research. Through the narratives it was possible to identify many points in common in the narratives, which help to better understand the process of making the beverage, The traditional, artisanal, familiar and small production aspects of the way of making the beverage were established from the beginning. The fear of health inspection, given that the production has no registrarion in the Ministry of Agriculture, also directed the research for a discussion about the differences between artisanal and industrial productions. Finally, it is believed that the social memory of the production of Jurupiga on Ilha dos Marinheiros is very present and helps to mold and contributes for maintaining the group’s identity. It is considered that when working in order to safeguard this cultural good, we collaborate to prevent that the way of life, the culture and the identity of this group, which are associated with this product, disappears.pt_BR
dc.description.provenanceSubmitted by Leonardo Lima (leonardoperlim@gmail.com) on 2016-03-21T19:35:28Z No. of bitstreams: 2 Quando as pessoas lembram da Ilha, elas lembram da Jurupiga.pdf: 2034609 bytes, checksum: 5efa7830e187ed243e09430c44e306d1 (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Aline Batista (alinehb.ufpel@gmail.com) on 2016-03-22T10:55:11Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Quando as pessoas lembram da Ilha, elas lembram da Jurupiga.pdf: 2034609 bytes, checksum: 5efa7830e187ed243e09430c44e306d1 (MD5)en
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Aline Batista (alinehb.ufpel@gmail.com) on 2016-03-22T10:56:48Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Quando as pessoas lembram da Ilha, elas lembram da Jurupiga.pdf: 2034609 bytes, checksum: 5efa7830e187ed243e09430c44e306d1 (MD5)en
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2016-03-22T11:02:27Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Quando as pessoas lembram da Ilha, elas lembram da Jurupiga.pdf: 2034609 bytes, checksum: 5efa7830e187ed243e09430c44e306d1 (MD5) Previous issue date: 2015-04-22en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Pelotaspt_BR
dc.rightsOpenAccesspt_BR
dc.subjectHistóriapt_BR
dc.subjectIlha dos Marinheiros (RS)pt_BR
dc.subjectIdentidadept_BR
dc.subjectMemóriapt_BR
dc.subjectPatrimônio imaterialpt_BR
dc.subjectJurupigapt_BR
dc.subjectHistória oralpt_BR
dc.titleQuando as pessoas lembram da Ilha, elas lembram da Jurupigapt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4487863P9pt_BR
dc.contributor.advisorLatteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4779271U6pt_BR
dc.description.resumoA Jurupiga é uma bebida artesanal, feita a partir da uva, se assemelhando a um licor. O modo de fazer a bebida vem sendo passado de geração em geração na Ilha dos Marinheiros desde meados do século XIX, quando se começou a plantar uva no local e quando houve a imigração de portugueses para aquele território. Por inúmeros motivos, a produção teve uma diminuição drástica desde seu auge no século XIX, e hoje há em torno de 17 famílias que ainda produzem a bebida no município. O modo artesanal de fazer Jurupiga é patrimônio cultural imaterial de Rio Grande desde 2010, resultado de uma demanda específica de uma família e de um projeto de extensão universitária, se tornando um instrumento importante para a salvaguarda do modo de fazer. O objetivo central da dissertação é descrever o modo de fazer Jurupiga na Ilha dos Marinheiros, procurando compreender a importância da bebida para a identidade e a cultura dos ilhéus e assim contribuir para a sua salvaguarda. Para atingir os objetivos propostos, a principal fonte utilizada foram as narrativas dos ilhéus, obtidas e analisadas através da metodologia de História Oral. Foi aprofundado o conhecimento sobre o modo de fazer, as modificações que ocorreram com o tempo e as diferenças entre os produtores, assim como foi abordado o impacto do registro em âmbito municipal na comunidade. Da mesma forma, foram aprofundados os conceitos de tradição, memória coletiva e social, bem como de identidade coletiva e cultural para melhor compreender os aspectos sociais, coletivos e individuais das narrativas. A questão do alimento enquanto patrimônio e as contradições entre as legislações sanitárias e patrimoniais também foi central para melhor compreender o objeto de pesquisa. Através das narrativas foi possível identificar muitos pontos em comum nas falas, que ajudam a entender melhor o processo de feitura da bebida. O caráter tradicional, artesanal, familiar e de pequena produção ficou estabelecido desde o início. O medo da fiscalização, tendo em vista que a produção não possui nenhum registro no Ministério da Agricultura, também direcionou a pesquisa para uma discussão sobre as diferenças entre produções artesanais e industriais. Por fim, acredita-se que a memória social relativa à produção da Jurupiga na Ilha dos Marinheiros é muito presente e colabora para moldar e dar subsídios para a manutenção da identidade do grupo. Pensa-se que trabalhar no intuito de salvaguardar este bem cultural é colaborar para impedir que o modo de vida, a cultura e a identidade deste grupo, que estão associados a este bem, desapareça.pt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Humanaspt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Históriapt_BR
dc.publisher.initialsUFPelpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIApt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.contributor.advisor1Gill, Lorena Almeidapt_BR
Appears in Collections:Pós-Graduação em História: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Quando as pessoas lembram da Ilha, elas lembram da Jurupiga.pdfDissertação Helissa Renata Gründemann1,99 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons