Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3855
metadata.dc.type: doctoralThesis
Title: Prevalência de quedas e fatores associados na população idosa residente em zona rural
Other Titles: Prevalence of falls and associated factors in the elderly population living in rural areas
metadata.dc.creator: Santos, Fernanda dos
metadata.dc.description.resumo: Objetivo: identificar a prevalência de quedas e seus fatores associados entre idosos residentes na zona rural. Metodologia: estudo transversal com idosos residentes na zona rural do município de Pelotas. Este estudo faz parte de um projeto intitulado “Prevalência e fatores associados à Síndrome da Fragilidade na população idosa”. A amostra foi composta de 820 idosos cadastrados nas Unidades Básicas de Saúde com a modalidade de Estratégia Saúde da Família, no período de julho a outubro de 2014. Para avaliar as quedas utilizou-se um questionário com questões fechadas e semiestruturadas e os programas Epi Info 6.05d e STATA® 11.1 para as análises. A existência de associação entre o relato de quedas em 12 meses e seus fatores associados foi verificada por análise bivariada (Teste de Qui-Quadrado e Exato de Fischer, conforme a indicação), e multivariada, empregando-se a Regressão Logística. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa (466/12) sob o número 649.802. Resultados: a maioria dos idosos que sofreram queda não foi atendida por profissionais de saúde (69,8%), não relatou trauma físico (52,1%) e não teve fratura (86,4%). A metade da amostra referiu medo de voltar a cair (50,0%). Teve predominância do sexo feminino (56,1%), cor da pele branca (90,2%) e faixa etária 60-69 anos (54,9%). As variáveis independentes sexo feminino (RP: 1,401; p valor 0,016), ter HAS (RP: 1,184; valor p 0,023) e ter DM (RP: 1,576; p valor 0,011) mantiveram associação com o desfecho na Regressão Logística. A prevalência de quedas foi de 27,9%. Conclusão: acerca dos resultados cabe aos profissionais da saúde um olhar mais atento sobre os idosos que apresentam essas doenças crônicas, especialmente no âmbito de ESF, que tem um acesso mais pleno às condições de vida de cada paciente de sua área e trabalha de forma longitudinal com eles.
Abstract: Objective: to identify the prevalence of falls and their associated factors among elderly people living in rural areas. Methodology: cross-sectional study with elderly residents in the rural area of the city of Pelotas. This study is part of a project titled "Prevalence and factors associated with Fragility Syndrome in the elderly population". The sample consisted of 820 elderly people enrolled in the Basic Health Units with the Family Health Strategy modality, from July to October 2014. To evaluate the falls, a questionnaire was used with closed and semi-structured questions and the Epi Info programs 6.05 from STATA® 11.1 for analysis. The existence of an association between the reporting of falls in 12 months and their associated factors was verified by bivariate analysis (Chi-Square and Exact Fischer Test, as indicated), and multivariate analysis using Logistic Regression. The project was approved by the Research Ethics Committee (466/12) under number 649.802. Results: the majority of the elderly who suffered falls were not attended by health professionals (69.8%), did not report physical trauma (52.1%) and did not have a fracture (86.4%). Half of the sample reported fear of falling again (50.0%). The predominance was female (56.1%), white skin color (90.2%) and age group 60-69 years (54.9%). The independent variables female gender (RP: 1.401, p value 0.016), had SA (RP: 1.184, p value 0.023) and had DM (RP: 1.576; p value 0.011) maintained association with the outcome in Logistic Regression. The prevalence of falls was 27.9%. Conclusion: about the results, it is incumbent upon health professionals to take a closer look at the elderly who present these chronic diseases, especially in the scope of FHT, which has a fuller access to the living conditions of each patient in their area and works longitudinally with them.
Keywords: Idosos
População rural
Acidentes por queda
Saúde da população rural
Aged
Rural population
Accidental falls
Health of the rural population
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: SANTOS, Fernanda dos. Prevalência de quedas e fatores associados na população idosa residente em zona rural. 2017. 225p. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Faculdade de Enfermagem, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3855
Issue Date: 10-Nov-2017
Appears in Collections:Pós-Graduação em Enfermagem: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Fernanda_dos_Santos.pdf3,3 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons