Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4306
metadata.dc.type: masterThesis
Title: O Massacre de Capacete: narrativa, memória e história TIkuna no município de Benjamin Constant, Amazonas
Other Titles: The Helmet Massacre: narrative, memory and history Tikuna in the city of Benjamin Constant, Amazonas
metadata.dc.creator: Negreiros, Ismael da Silva
metadata.dc.contributor.advisor1: Oliveira, Jorge Eremites de
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação constitui-se em um estudo etnológico e etnohistórico sobre a temática “O Massacre de Capacete: narrativa, memória e história Tikuna no município de Benjamin Constant, Amazonas”. O assunto se refere a um evento ocorrido no dia 28 de março de 1988, quando houve o assassinato e desaparecimento de indígenas da etnia Tikuna de diversas comunidades indígenas como Porto Espiritual, Porto Lima, Bom Pastor e São Leopoldo, incluindo crianças, jovens, adultos e idosos, deixando ainda sobreviventes lesionados. O massacre, reconhecido juridicamente, como tentativa de genocídio, mais precisamente de etnocídio, se apresenta em várias versões, desde os fatos que o provocaram até seu desfecho. Envolveu o povo Tikuna como vítima e pessoas ligadas a uma das famílias não indígenas economicamente poderosas da região do Alto Solimões: a família Castelo Branco, constituída por madeireiros, políticos locais e outras pessoas ao seu serviço. Houve grande repercussão e cobertura do ocorrido pela mídia local, regional, nacional e internacional, o que possibilitou um processo judicial de centenas de laudas. Além disso, o caso foi tratado em publicações de pesquisadores conhecidos no Brasil e no exterior. O objetivo deste estudo é analisar os acontecimentos que envolvem o evento, bem como os impactos, as reconfigurações culturais e políticas decorrentes do Massacre de Capacete para o povo Tikuna, com base na pesquisa de campo realizada entre 2017 e 2018 na comunidade indígena Tikuna de Porto Espiritual e na área urbana do município de Benjamin Constant, Amazonas. Ainda, há a análise de fontes escritas (jornalísticas, bibliográficas, relatórios, processos judiciais, entre outras), visuais (como fotografias da época) e por meio de uma etnografia que privilegiou as memórias e narrativas de pessoas que testemunharam a chacina e de parentes vinculados por laços de pertencimento étnico. A relevância do estudo está na possibilidade de articular uma história do tempo no presente a partir das versões jurídicas, dos acusados, da mídia e dos interlocutores sobreviventes e de como o massacre interfere na reafirmação e nas reivindicações do povo indígena e de sua história.
Abstract: This dissertation constitutes an ethnological study and Ethnohistorical about "The helmet Massacre: Narrative, Memory and history Tikuna in the city of Benjamin Constant, Amazonas ". The subject refers to an event that occurred on March 28, 1988, when there was the murder and disappearance of indigenous peoples of the ethnic Tikuna of several indigenous communities such as Porto Espiritual, Porto Lima, Bom Pastor and São Leopoldo, including children, young people, adults and the elderly, leaving still injured survivors. The massacre, recognized legally, as an attempt at genocide, more precisely of Ethnocidio, is presented in several versions, from the facts that provoked it to its outcome. It involved the people Tikuna As a victim and persons linked to one of the economically powerful non-indigenous families of the Alto Solimões region: The Castelo Branco family, consisting of loggers, local politicians and other people at their service. There was great repercussion and coverage of the occurrence by local, regional, national and international media, which allowed a judicial process of hundreds of reports. In addition, the case was treated in publications of well-known researchers in Brazil and abroad. The aim of this study is to analyze the events involving the event, as well as the impacts, cultural and political reconfigurations stemming from the helmet Massacre for the people Tikuna, based on field research conducted between 2017 and 2018 in the indigenous community Tikuna of Porto Espiritual and in the urban area of the city of Benjamin Constant, Amazonas. Also, there is the analysis of written sources (journalistic, bibliographical, reports, judicial processes, among others), visuals (such as photographs of the time) and through an ethnography that privileged the memories and narratives of people who witnessed the and relatives bound by ties of ethnic belonging. The relevance of the study is the possibility of articulating a history of time in the present from the legal versions, the accused, the media and the surviving interlocutors and how the massacre interferes in the reaffirmation and claims of the indigenous people and of your story.
Keywords: Massacre de Capacete
Povo Tikuna
Movimento indígena
Genocídio
Etnocídio na Amazônia
Helmet Massacre
People Tikuna
Indigenous movement
Genocide
Ethnocide in Amazonia
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Humanas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Antropologia
Citation: NEGREIROS, Ismael da Silva. O MASSACRE DE CAPACETE: Narrativa, Memória e História Tikuna no município de Benjamin Constant, Amazonas. Dissertação (Mestrado em Antropologia, área de Concentração em Antropologia Social e Cultural) - Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Instituto de Ciências Humanas, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, Rio Grande do Sul, 2018.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4306
Issue Date: 31-Oct-2018
Appears in Collections:PPGAnt: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ismael_Silva_Negreiros_Dissertação.pdf26,15 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons