Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4380
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Identidade e formação de docentes universitários: reflexões acerca das visões de professores bacharéis
Other Titles: Identity and training of university teachers: Reflections on the visions of bachelors teachers.
Authors: Marque, Michel Hallal
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo teve como objetivo compreender como os bacharéis que ministram aulas de cálculo e física no Instituto de Física e Matemática da Universidade Federal de Pelotas se constroem e se identificam docentes do Ensino Superior. Parte-se de um pressuposto que o professor traz para a sala de aula uma vasta experiência adquirida por meio de estudos e pesquisas ou ainda pelo exercício de outra profissão, mas que pouco conhece de práticas e recursos voltados ao compartilhamento do saber, tornando sua experiência profissional oriunda de outra atividade em uma variável quase nula no exercício da docência. Parece ser consenso, nessa lógica, que a identidade do professor universitário é dada pela especificidade do conhecimento da profissão de origem. A educação superior, a partir da sua construção pedagógica, é apresentada como um ato complexo, desde processos de esforços com questões de necessidades formativas até mesmo a sua adaptação a metodologias e objetivos institucionais. Os dados dessa pesquisa foram obtidos através de entrevistas semiestruturadas, aplicadas a uma amostra de 04 (quatro) professores que trabalham no Instituto de Física e Matemática da UFPel. As respostas obtidas e o referencial teórico utilizado para a escrita da dissertação se baseiam nos estudos de Zabalza (2004), Cunha (2000, 2003, 2009), Pimenta e Anastasiou (2014), entre outros. O estudo é de cunho qualitativo, sustentado teoricamente nas pesquisas de Bogdan e Biklen (1979), Ludke e André (1986) e na análise de conteúdo de Bardin (2011). Foi verificado que os professores encontraram alguns desafios no inicio da docência por não possuírem formação pedagógica para a profissão, porém, muitas barreiras foram superadas devido à qualificação que realizaram por conta própria, pois a universidade não oferece cursos de formação para seus docentes. Também foi verificado que os professores, ainda que sem formação específica para docência, se identificam com a profissão e nela desenvolvem suas pesquisas, experiências e constroem saberes.
Abstract: The objective of this study is to understand how the bachelors who teach calculus and physics classes at the Instituto de Física e Matemática da Universidade Federal de Pelotas are building and identifying themselves as professors of university. It is based on the assumption that the professor brings to the classroom a large experience acquired through studies and researches or the exercise of another profession, although they present little knowledge of practices and resources when it comes to sharing knowledge, making their professional experience from another activity in an almost null variant in the exercise of teaching. It seems to be a consensus, in this logic, that the identity of the professor is given by the specificity of the knowledge of the occupation of origin. Higher education, parting from its pedagogical construction, is presented as a complex act, from processes of efforts with questions of forming necessities to their adaptation to methodologies and institutional objectives. The data of this research was obtained through semi -structured interviews, applied to a sample of 04 (four) teachers who work at the Instituto de Física e Matemática of UFPel. The answers resulted and the theoretical references used to write the dissertation are based on the studies of Zabalza (2004), Cunha (2000, 2003, 2009), Pimenta and Anastasiou (2014), among others. The study is qualitative, supported theoretically in the researches of Bogdan and Biklen (1979), Ludke and André (1986) and in the content analysis of Bardin (2011). It was verified that the professors found some challenges at the beginning of their journey because they did not have pedagogical specialization courses for this profession;however, many barriers were overcome due to the qualification they carried out by their own, since university does not offer specific co urses to the professors. Also, it was verified that professors, although without specific training for teaching, identify themselves with this career, in which develop their researches, experiences and build knowledge.
Keywords: Docência universitária
Identidade
Formação
Ensino superior
University teaching
Identity
Training
Higher education
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
Citation: MARQUES, Michel Hallal. Identidade e formação de docentes universitários: Reflexões acerca das visões de professores bacharéis. 2018. 78f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2018.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4380
Issue Date: 23-Apr-2018
Appears in Collections:PPGE: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Michel Hallal Marques.pdf979,01 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons