Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/7002
Tipo: masterThesis
Título: Contribuições ao conhecimento biogeográfico de Mesembrinellidae e estudo faunístico de Calliphoridae e Mesembrinellidae (Diptera: Oestroidea) no sul do Brasil
Título(s) alternativo(s): Contributions to the biogeographical knowledge of Mesembrinellidae and faunistic analysis of Calliphoridae and Mesembrinellidae (Diptera: Oestroidea) in south Brasil
Autor(es): Vargas, Laura Viana
Primeiro Orientador: Marinho, Marco Antonio Tonus
Resumo: Calliphoridae e Mesembrinellidae (Diptera: Oestroidea) são famílias de dípteros caliptrados. Os califorídeos têm distribuição mundial e importância para a entomologia forense e medicina veterinária, pois suas larvas possuem hábito saprófago ou ectoparasítico de mamíferos. Já os mesembrinelídeos distribuem-se exclusivamente na Região Neotropical, apresentando potencial para uso como bioindicadores, ocorrendo quase exclusivamente em áreas florestais. O conhecimento da fauna destas famílias no Rio Grande do Sul é ainda incipiente, assim como são poucos os estudos sobre os padrões biogeográficos para estes grupos na região Neotropical, em especial para Mesembrinellidae. Neste contexto, a primeira parte desde trabalho teve como objetivo realizar um estudo da fauna destas famílias em duas localidades do Rio Grande do Sul, uma no Horto Botânico Irmão Teodoro Luis, localizado no município de Capão do Leão, e outra na Floresta Nacional (FLONA) de São Francisco de Paula. Foram realizadas coletas utilizando quatro armadilhas Van Someren-Rydon iscadas com fígado bovino ou de galinha. No Horto Botânico, as coletas foram realizadas mensalmente, com exposição das armadilhas por sete dias, durante um ano (08/2018 a 08/2019). Na FLONA, a coleta realizada foi de caráter pontual, no período de 13/04 a 03/05/2019 (21 dias). No Horto Botânico, foram coletados 604 indivíduos, sendo a espécie mais abundante Lucia eximia (57,3%), seguida por Chrysomya albiceps (21,0%). Na FLONA, foram coletados 243 indivíduos, sendo a espécie mais abundante L. eximia (71,2%), seguida por Hemilucilia semidiaphana (18,5%). Indivíduos de Mesembrinellidae foram coletados apenas na FLONA. No Horto Botânico, observou-se a variação temporal no perfil das espécies, sendo que a maior riqueza foi encontrada no outono e primavera. A segunda parte do trabalho objetivou realizar uma análise biogeográfica para Mesembrinellidae. Para tanto, dados de ocorrência das 53 espécies viventes conhecidas da família foram compilados a partir da literatura e de material disponível no Laboratório de Genética e Evolução de Insetos (LEGIN), do IB/UFPel. Os dados de ocorrência foram utilizados na elaboração de mapas de distribuição e incorporados às análises biogeográficas conduzidas com o software BioGeoBEARS, utilizando os modelos DEC, DIVA-like e BAYAREA. Para as análises, foi utilizada uma árvore filogenética com estimativa de tempos de divergência extraída de uma análise ainda não publicada das relações filgenéticas em Oestroidea, conduzida com o software BEAST. Os resultados das análises mostram que Mesembrinellidae originou-se há ~38 milhões de anos atrás, sendo que a linhagem ancestral da família parece ter se estabelecido e diversificado inicialmente na porção noroeste da América do Sul, associada à Floresta Amazônica e à Cordilheira dos Andes. A colonização de áreas mais periféricas da região Neotropical, como a América Central e a Mata Atlântica, ocorreu mais recentemente, coincidindo, respectivamente, com os períodos de formação do Istmo do Panamá e da existência de interconexões históricas entre a Floresta Amazônica e a Mata Atlântica.
Abstract: Calliphoridae and Mesembrinellidae (Diptera: Oestroidea) are families of calyptrate dipteran. Califorids have a worldwide distribution and are of major importance for forensic entomology and veterinary sciences, since its larvae have saprophagous or ectoparasitic habits. The mesembrinellids have a distribution restricted to the Neotropical region, presenting a potential role to act as bioindicators, since their occurrence is almostly restricted to forest environments. The knowledge of the fauna of these families in Rio Grande do Sul is still incipient, as well as there are few studies on the biogeographic patterns for these groups in the Neotropical region, especially for Mesembrinellidae. In this context, the first part of this study was aimed to conduct a fauna survey analysis for these families in two localities of the Rio Grande do Sul state, one in the Horto Botânico Irmão Teodoro Luis, in the municipality of Capão do Leão, and the other in the National Forest (FLONA) of São Francisco de Paula. Field collections were conducted using four Van Someren-Rydon traps baited with chicken or cattle liver. In the Horto Botânico, monthly collections were made for one year period (august/2018 to august/2019), with the traps exposed for seven days in the field. In FLONA, a single collection was made in the period from april 13th to may 03rd of 2019 (21 days). In the Horto Botânico, a total of 604 specimens were collected, with Lucia eximia being the most abudant species (57,3%), followed by Chrysomya albiceps (21,0%). In FLONA, 243 specimens were collected, with L. eximia being again the most abundant species (71,2%), followed by Hemilucilia semidiaphana (18,5%). Mesembrinellidae specimens were collected solely in the FLONA locality. Besides, in the Horto Botânico, it was possible to evaluate the temporal variation in the species profile, with the highest richness being observed in the autumn and spring months. The second part of this study was aimed to conducted a biogeographic analysis of Mesembrinellidae. For this, occurrence data for the 53 known living species of the family were compiled from the scientific literature and from material collected and available at the Laboratório de Genética e Evolução de Insetos (LEGIN), of the IB/UFPel. The occurrence data were used to elaborate distribution maps and latter were included in the biogeographic analyses conducted with the BioGeoBEARS software, using the models DEC, DIVA-like and BAYAREA. For the analyses, a phylogenetic tree with divergence time estimations was extracted from an unpublished phylogenetic analysis of Oestroidea relationships, conducted with the software BEAST. The results show that Mesembrinellidae originated around 38 million years ago, with the family’s ancestor lineage initially stablishing and diversifying in the northwest region of South America, associated with the Amazon Forest and the Andes Cordillera. The colonization of more peripheric areas of the Neotropical region, such as the Central America and the Atlantic Forest, occured in a more recent time, coinciding with the formation of the Panama Isthmus and with the occurrence of historical interconnections between the Amazon and Atlantic Forests, respectivelly.
Palavras-chave: Levantamento de fauna
Horto Botânico Irmão Teodoro Luis
FLONA São Francisco de Paula
Biogeografia
Região neotropical
Moscas varejeiras
Fauna survey
Biogeography
Neotropical Region
Blowflies
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::PARASITOLOGIA::ENTOMOLOGIA E MALACOLOGIA DE PARASITOS E VETORES
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Pelotas
Sigla da Instituição: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Biologia
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Entomologia
Citação: VARGAS, Laura Viana. Contribuições ao conhecimento biogeográfico de Mesembrinellidae e estudo faunístico de Calliphoridae e Mesembrinellidae (Diptera: Oestroidea) no sul do Brasil. Orientador: Marco Antonio Tonus Marinho. 2020. 108 f. Dissertação (Mestrado em Entomologia) – Instituto de Biologia, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2020.
Tipo de Acesso: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/7002
Data do documento: 2-Set-2020
Aparece nas coleções:PPGEnt: Dissertações e Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao_Laura_Viana_Vargas___versao_parcial.pdf2,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons