Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1883
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Conhecimento sobre plantas medicinais entre agricultores de base ecológica da região sul do Rio Grande do Sul
Other Titles: Knowledge about medicinal plants among ecological farmers in Southern Rio Grande do Sul
metadata.dc.creator: Ceolin, Teila
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Barbieri, Rosa Lia
metadata.dc.description.resumo: É entre os membros da família que se propagam informações oralmente quanto aos hábitos e os cuidados com a saúde, como o uso das plantas medicinais. Esta pesquisa objetivou investigar o conhecimento relacionado as plantas medicinais entre as gerações familiares e conhecer as redes de transmissão adotadas entre os deste conhecimento, dos agricultores de base ecológica da região Sul do Rio Grande do Sul. Consiste em um estudo qualitativo, descritivo e exploratório, o qual foi realizado com 8 famílias de agricultores ecológicos, totalizando 19 entrevistados, residentes nos municípios de Pelotas, Morro Redondo, Canguçu e Arroio do Padre. A coleta de dados ocorreu entre janeiro e maio de 2009. Foram utilizados como instrumentos a entrevista semi-estruturada, a construção de genograma e ecomapa, a observação das plantas com registro fotográfico e o eorreferenciamento. Os dados foram analisados e agrupados em três temáticas: levantamento etnobotânico das plantas medicinais citadas pelos entrevistados; contextualização dos agricultores do estudo e o saber sobre as plantas medicinais nos diferentes grupos familiares. Entre os entrevistados, 16 eram mulheres, destacando a importância destas na transmissão do conhecimento entre as gerações familiares. Foram citadas pelos entrevistados 196 plantas medicinais, entre nativas do Rio Grande do Sul e exóticas do Estado, e 7 elixires. O nome popular atribuído para algumas plantas medicinais variou entre cada família pesquisada, ocorrendo também atribuição do mesmo nome a plantas de gêneros diferentes. A família foi referida como principal fonte na transmissão do conhecimento em relação às plantas medicinais, seguida de grupos de mulheres e/ou igreja da comunidade, entre outros. A maioria dos sujeitos relatou realizar primeiro o tratamento com as plantas medicinais, para após buscar o serviço formal de saúde. As plantas são utilizadas como uma prática no cuidado à saúde, entre os agricultores, os quais trocam seus conhecimentos entre si e com os demais membros da comunidade. A enfermagem, na busca do cuidado integral, deve compreender o contexto cultural no qual o indivíduo e a sua família estão inseridos, suas práticas de cuidado e as redes de transmissão deste saber popular.
Abstract: It is among the family members that spread information about the oral habits and health care, such as the use of medicinal plants. This study aimed to analyze the transmission of knowledge related to medicinal plants among family generations and know the transmission networks of knowledge, involving ecological farmers in Southern Rio Grande do Sul. The study used a qualitative, descriptive and exploratory approach, and was conducted with 8 ecological farming families, totaling 19 respondents residing in the counties of Pelotas, Morro Redondo, Canguçu and Arroio do Padre. Data collection occurred between January and May 2009. Were used as tools a semi-structured interviews, the construction of the genogram and eco-map, observation of plants with photographic record and georeferencing. The data were analyzed and grouped into three themes: an ethnobotanical survey of medicinal plants cited by the interviewees; contextualization of farmers in study and the knowledge about medicinal plants in different family groups. Among those interviewed, 16 were women, highlighting their importance in the transmission of knowledge between family generations. The respondents cited 196 medicinal plants, some native of Rio Grande do Sul State and others exotic, and 7 elixirs. The popular name given to some medicinal plants varied between each family investigated, occurring also assigned the same name for plants of different genera. The family was referred to as the main source in the transmission of knowledge about medicinal plants, followed by women's groups and / or church community, among others. Most subjects reported first completing treatment with medicinal plants, to seek after the formal health service. Plants are used as a practice in health care among farmers who exchange their knowledge among themselves and with other community members. Nursing, in search of comprehensive care, must understand the cultural context in which the individual and his family are inserted, their care practices and the transmission networks of popular knowledge.
Keywords: Cultura
Saúde da família
Cuidados de enfermagem
Plantas medicinais
Culture
Family health
Nursing care
Medicinal plants
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: CEOLIN, Teila. Knowledge about medicinal plants among ecological farmers in Southern Rio Grande do Sul. 2009. 109 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem e Obstetrícia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2009.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1883
Issue Date: 30-Sep-2009
Appears in Collections:Pós-Graduação em Enfermagem: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Teila_Ceolin.pdf1,13 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.