Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/1893
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Redes de apoio à paternidade na adolescência : uma abordagem sistêmica na enfermagem
metadata.dc.creator: Bueno, Maria Emilia Nunes
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Schwartz, Eda
metadata.dc.description.resumo: O estudo apresentou como objetivo conhecer as redes sociais de apoio do pai adolescente no exercício da paternidade. Trata-se de um recorte da pesquisa multicêntrica intitulada Redes Sociais de Apoio à Paternidade na Adolescência . Caracteriza-se por apresentar uma abordagem qualitativa, exploratória e descritiva. Utilizou como referencial teórico o Modelo Bioecológico de Urie Bronfenbrenner, do qual emergiu a valorização de compreender o ser humano, a partir de seu contexto baseado nas interações dos processos proximais nas famílias, ao longo das gerações, bem como em outros contextos. Foi desenvolvido com 14 pais adolescentes que tiveram seus filhos em um Hospital de ensino de uma Universidade Federal do Rio Grande do Sul-Brasil. A coleta dos dados deu-se por meio de entrevistas semiestruturadas, as quais foram pré-agendadas e ocorreram no domicílio dos sujeitos seis meses após o nascimento do filho no período de junho de 2009 a junho de 2010. Os dados foram transcritos literalmente e analisados de acordo com a análise temática proposta por Minayo (2007). Evidenciaram que as redes de apoio dos pais adolescentes estavam alicerçadas principalmente nos pais, sogras, padrastos e irmãos. As ações de apoio identificadas foram de natureza, principalmente, psicológica e financeira oriundas das mães ou sogras. A família foi considerada a principal rede de apoio para a vivência da paternidade na adolescência. A partir destes dados, pode-se verificar a importância do pai adolescente obter uma rede social consistente baseada no apoio da família, a qual o auxiliou a exercitar a paternidade na fase da adolescência. Cabe também ressaltar a importância de uma rede social diversificada para este pai, tais como a escola, os amigos, a comunidade, a Unidade Básica de Saúde, favorecendo para um desenvolvimento saudável durante a adolescência o que poderá repercutir em sua vida adulta.
Abstract: O estudo apresentou como objetivo conhecer as redes sociais de apoio do pai adolescente no exercício da paternidade. Trata-se de um recorte da pesquisa multicêntrica intitulada Redes Sociais de Apoio à Paternidade na Adolescência . Caracteriza-se por apresentar uma abordagem qualitativa, exploratória e descritiva. Utilizou como referencial teórico o Modelo Bioecológico de Urie Bronfenbrenner, do qual emergiu a valorização de compreender o ser humano, a partir de seu contexto baseado nas interações dos processos proximais nas famílias, ao longo das gerações, bem como em outros contextos. Foi desenvolvido com 14 pais adolescentes que tiveram seus filhos em um Hospital de ensino de uma Universidade Federal do Rio Grande do Sul-Brasil. A coleta dos dados deu-se por meio de entrevistas semiestruturadas, as quais foram pré-agendadas e ocorreram no domicílio dos sujeitos seis meses após o nascimento do filho no período de junho de 2009 a junho de 2010. Os dados foram transcritos literalmente e analisados de acordo com a análise temática proposta por Minayo (2007). Evidenciaram que as redes de apoio dos pais adolescentes estavam alicerçadas principalmente nos pais, sogras, padrastos e irmãos. As ações de apoio identificadas foram de natureza, principalmente, psicológica e financeira oriundas das mães ou sogras. A família foi considerada a principal rede de apoio para a vivência da paternidade na adolescência. A partir destes dados, pode-se verificar a importância do pai adolescente obter uma rede social consistente baseada no apoio da família, a qual o auxiliou a exercitar a paternidade na fase da adolescência. Cabe também ressaltar a importância de uma rede social diversificada para este pai, tais como a escola, os amigos, a comunidade, a Unidade Básica de Saúde, favorecendo para um desenvolvimento saudável durante a adolescência o que poderá repercutir em sua vida adulta.
Keywords: Paternidade
Fatherhood
Adolescentes
Apoio social
Enfermagem
Adolescence
Social support
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Enfermagem
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Enfermagem
Citation: BUENO, Maria Emilia Nunes. Redes de apoio à paternidade na adolescência : uma abordagem sistêmica na enfermagem. 2010. 76 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem e Obstetrícia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2010.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/1893
Issue Date: 20-Dec-2010
Appears in Collections:Pós-Graduação em Enfermagem: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Maria Emilia Bueno.pdf503,25 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.