Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/2379
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Produção e partição de biomassa, produtividade e qualidade de mini melancia em hidroponia
Other Titles: Production and biomass partitioning, yield and quality of mini watermelon in hydroponics
Authors: Rodrigues, Silvana
metadata.dc.description.resumo: O cultivo de mini melancias em estufas agrícolas se apresenta como uma alternativa viável a ser empregada em rotação de culturas ou em cultivos sem solo em sistemas de produção desenvolvidos em ambiente protegido. A adoção de ambiente protegido e tutoramento pressupõem o uso e adequação de vários outros tratos culturais, como o aumento da densidade de plantio e do raleio de frutos. Com o objetivo de se estudar o crescimento (produção e partição de massa seca), a produtividade e a qualidade dos frutos de mini melancia Rapid Fire em condições de ambiente protegido e cultivo hidropônico do tipo NFT, dois experimentos foram realizados entre novembro de 2010 e janeiro de 2011, no Campus da Universidade Federal de Pelotas, RS. O primeiro experimento teve o objetivo de estudar diferentes densidades de plantio (1,8; 2,4; 2,9; 3,4 e 3,9 plantas m-2), fixando-se quatro frutos por planta. O segundo experimento foi conduzido a fim de verificar o efeito da demanda de drenos (número de frutos por planta), estabelecendo-se cinco níveis (01, 02, 03, 04 e 05 frutos por planta). Em ambos os experimentos, avaliaram-se a matéria fresca e seca de folhas, caule, raízes e frutos, a área foliar, a massa média dos frutos, o teor de sólidos solúveis totais e a coloração da polpa. Em relação aos resultados obtidos no primeiro experimento, observou-se que o aumento da densidade de plantio no intervalo entre 1,8 e 3,9 plantas m-2 reduziu o crescimento de todos os órgãos e a produtividade das plantas de forma linear (de 9,58 para 7,47 kg planta-1) e não afetou a concentração de açúcares e a coloração da polpa. No entanto, não prejudicou a massa média do fruto do ponto de vista comercial (que variou de 2,39 a 1,86 kg) e nem alterou a partição de massa seca da planta, aumentando de forma linear a produção absoluta de massa seca da cultura e dos frutos bem como a produtividade por unidade de área (de 17,23 para 29,11 kg m-2). Desta forma, recomenda-se a densidade de 3,9 plantas m-2 para a mini melancia Rapid Fire tutorada em cultivo hidropônico. Os resultados obtidos no segundo experimento indicam que o aumento da carga de frutos na planta provoca uma forte competição por fotoassimilados entre os diferentes órgãos da planta, diminuindo a expansão foliar, a produção de massa seca dos frutos e dos demais órgãos da planta, sem afetar a partição de massa seca. Portanto, a carga saturante para a partição de massa seca para os frutos é a de um fruto por planta. Ocorreu uma redução da massa fresca média dos frutos de forma linear de 3,42 kg para 1,77 e 1,26 kg, quando se aumentou o número de frutos na planta de um para 4 e 5 frutos, respectivamente. Também, houve uma diminuição do teor de sólidos solúveis dos frutos, sem efeitos sobre a coloração da polpa. O acúmulo de água nos frutos ocorreu em uma proporção diferente do acúmulo da massa seca, fazendo com que o aumento do número de frutos levasse a uma elevação linear da produtividade, passando de 3,42 kg planta-1, na carga de um fruto, até 7,09 kg planta-1, na carga de 4 frutos. Os resultados obtidos permitem recomendar a carga de dois frutos para atingir mercados mais exigentes em qualidade e de três frutos para aumentar a produção, sem grandes prejuízos à qualidade da mini melancia Rapid Fireem cultivo hidropônico.
Abstract: The mini watermelons growing in greenhouses can be a more viable alternative crop to be used in rotation or soilless systems under protected cultivation. Greenhouse cultivation and staking require the use and suitability of various other crop management practices, such as increasing plant density and fruit thinning. Two experiments were performed at the Universidade Federal de Pelotas, RS from November 2010 to January 2011, in order to study plant growth (dry matter production and partitioning), fruit yield and quality of mini watermelon Rapid Fire under greenhouse and NFT hydroponic system conditions. The first experiment aimed to study different plant densities (1.8, 2.4, 2.9, 3.4 and 3.9 plants m-2), setting four fruits per plant. The second experiment was conducted to verify the effect of sink demand (number of fruits per plant) in five levels (01, 02, 03, 04 and 05 fruits per plant). Fresh and dry matter of leaves, stems, roots and fruits, leaf area, average fruit weight, soluble solids content and pulp colour were evaluated. Regarding the results obtained in the first experiment, it was observed that increasing plant density from 1.8 to 3.9 plants m-2 reduced linearly growth of all organs and fruit yield per plant (from 9.58 to 7.47 kg) and presented no effect on fruit sugar content and pulp colour. However, from a marketable point of view, it neither caused losses in the average fruit weight (ranging from 2.39 to 1.86 kg) nor altered the plant dry matter partitioning. But, it increased linearly crop and fruit dry matter production as well as fruit yield obtained per square meter (from 17.23 to 29.11 kg m-2).Thus, we can recommend the density of 3.9 plants m-2 for the stanking mini watermelon Rapid Fire in hydroponic cultivation. The results obtained in the second experiment indicate that increasing fruit load caused a strong competition by fotoasimilates among different plant organs and reduced leaf expansion and fruit as well as other plant organs dry matter production. But, it had no effect on dry matter partitioning. Thus, one fruit per plant can be considered as the saturation fruit load related to the fraction partitioned into fruits. A linear reduction of the average fruit fresh weight from 3.42 kg to 1.77 and 1.26 kg was observed when the number of fruit increased from one to 4 and 5 fruits, respectively. Also, fruit soluble solids content was reduced, without any effect on pulp colour. The water accumulation into the fruits occurred differently from the dry matter accumulation. As a consequence, fruit yield increased linearly from 3.42 kg plant-1, at one fruit, until 7.09 kg plant-1, at 4 fruits per plant. The obtained results allow us to recomend a fruit load of two fruits per plant when the goal is to achieve more quality markets and three fruits per plant, when the goal is to increase fruit production without major losses in fruit quality of mini watermelon Rapid Fire in hydroponic cultivation.
Keywords: Citrullus lanatus
Produção de frutos
Cultivo protegido
Massa fresca e seca
Relação fonte: dreno
Citrullus lanatus
Fruit production
Protected cultivation
Fresh and dry matter
Sink: source ratio
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar
Citation: RODRIGUES, Silvana. Production and biomass partitioning, yield and quality of mini watermelon in hydroponics. 2012. 81 f. Dissertação (Mestrado em Agricultura familiar) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2012.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2379
Issue Date: 1-Mar-2012
Appears in Collections:Pós-Graduação em Sistemas de Produção Agrícola Familiar: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
dissertacao_silvana_rodrigues.pdf731,82 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.