Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/123456789/2440
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Caracterização física de um solo construído na área de mineração de carvão de Candiota RS.
Other Titles: Physical characterization of a constructed soil in Candiota coal mining area, RS, Brazil. 2006.
Authors: Franco, Andrea Machado Pereira
metadata.dc.description.resumo: A mineração de carvão representa uma grande importância para a economia nacional, visto que a grande escassez de energia elétrica aliada à menor disponibilidade de recursos hídricos, faz com que a geração de energia térmica passe a ser um dos focos principais das possibilidades de expansão do sistema elétrico nacional. Com isso fez-se necessário o aumento em larga escala da extração do carvão, proporcionado um aumento considerável dos impactos causados ao meio ambiente. Dentre os impactos, pode-se citar a degradação do solo e da água, a poluição do ar, a chuva ácida, a redução da biodiversidade, o deslocamento das populações, implicando diretamente na qualidade de vida e na sustentabilidade da população da região. Assim, é necessário que se cumpra a legislação ambiental recompondo o solo degradado pela extração de carvão. Na recomposição da área destaca-se a topográfica do terreno, bem como a construção do solo. Nessa etapa, os atributos físicos do solo são afetados negativamente, originando condições físicas inadequadas para o restabelecimento do equilíbrio ecológico e o retorno á atividade produtiva. Com isso, este trabalho teve como objetivo fazer uma caracterização física inicial de um experimento instalado em um solo construído na área de mineração de carvão de Candiota cultivado com diferentes sistemas de cobertura e comparar os resultados obtidos com os de um solo natural da frente de mineração. Foram feitas para as seguintes avaliações: estabilidade de agregados em diferentes classes de tamanho, diâmetro médio ponderado, carbono orgânico, densidade do solo, porosidade total, macro/microporosidade, densidade de partículas, distribuição das partículas por tamanho, argila dispersa em água, resistência mecânica do solo à penetração e água disponível. O experimento composto pelo solo construído, instalado na área de mineração de Candiota é composto por 4 blocos casualizados, sendo cada bloco constituído de 7 tratamentos, sendo que cada tratamento tem 3 pontos de coleta 6 para as camadas de 0,0 - 0,10 m e 0,10 0,20 m. Já as amostras de solo natural foram coletadas ao longo de uma transeção de 117 metros, sendo coletadas 40 amostras, onde o espaçamento entre as amostras é de 3,0 metros. Os resultados obtidos mostraram que: 1) Não foram observadas diferenças estatísticas nos atributos físicos entre os tratamentos no solo construído da área experimental; 2) Na comparação com o solo natural o solo construído apresentou menor hierarquia de agregação, teor de matéria orgânica e água disponível e maior teor de argila e resistência mecânica à penetração para as camadas superficial e subsuperficial; 3) O solo construído apresentou um maior teor de argila dispersa em água e menor DMP na camada de 0,0 - 0,10 m e para a camada de 0,10 - 0,20 m uma maior densidade do solo e resistência à penetração; 4) O teor de argila, o teor de carbono orgânico e a cor de matiz 2,5 YR do solo construído na área experimental indicam que foi construído com horizonte B do solo natural; 5) Os valores de resistência mecânica à penetração obtidos no solo construído são em ambas camadas, superiores aos considerados limitantes (2,5 MPa) ao desenvolvimento das plantas.
Abstract: Coal mining has a key role for the Brazilian economy since the lack of electric energy due to a lower availability of hydric resources is a subject of major concern, therefore it has become necessary a larger scale coal extraction, which promotes a considerable increase in the impacts on the environment. Among these impacts, are the soil and the water degradation, air pollution, acid rain, biodiversity reduction, need of population resettling, which directly affects the quality of life and sustainability of the population of the region. It is thus necessary that the environmental legislation be accomplished by the reclamation of the area where the coal was extracted from, the soil being one the most affected part. In the restoration of the area, it can be pointed out the landscape recovery and the construction of the soil. In this stage the soil physical attributes are negatively affected, attaining undesired physical conditions to the reestablishment of the ecological balance and the return to productive activities. In this context, this study had the objective of characterizing the initial stage of the physical conditions of a constructed soil under a revegetating experiment and compare the results to those obtained in a natural soil located in the mining area front. The following determinations were done: aggregates stability in different size classes, mean weight diameter (MWD), organic carbon, soil bulk density, total porosity, macro/microporosity, particles density, size particle distribution, water disperse clay, mechanical resistance to penetration and available water. The experiment installed in a recent constructed site is comprised of four randomized blocks with seven treatments. In each treatment it was collected three samples in the 0.0 - 0.10 m and 0.10 0.20 m layers. The natural soil samples were collected at 40 points, 3 m apart, along a 117 m transect, in the 0.0 - 0.10 m and 0.10 0.20 m layers. The results obtained showed that: 1) There were no statistical differences in 8 the constructed soil physical attributes in the experiment treatments; 2) Compared to the natural soil, the constructed soil presented lower hierarchic aggregation, organic matter content and available water, and higher clay and mechanical resistance to penetration for both surface and subsurface layers; 3) the constructed soil presented a higher water disperse clay and a lower MWD in the 0.0-0.10 m layer and higher bulk density and mechanical resistance to penetration in the 0.10-0.20 m layer; 4) The constructed soil clay and organic carbon content, and 2.5YR hue color indicates that the soil was constructed with the B horizon of the natural soil; 5) The values of mechanical resistance to penetration obtained in the constructed soil are, in both layers, much higher than the ones considered limiting to plant root development.
Keywords: Solo construído
Mineração
Caracterização física
Carvão
Agronomia
Candiota-RS
Constructed soil
Physical characterization
Mining
Coal
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: BR
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Solos
Citation: FRANCO, Andrea Machado Pereira. Physical characterization of a constructed soil in Candiota coal mining area, RS, Brazil. 2006.. 2006. 122 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2006.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://hdl.handle.net/123456789/2440
Issue Date: 28-Mar-2006
Appears in Collections:Pós-Graduação em Solos: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_andreia_machado_pereira_franco.pdf1,83 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.