Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4961
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Trajetória sociotécnica da viticultura do pampa gaúcho: análise combinatória dos fatores multiníveis
Other Titles: Socio-technical Trajectory of Viticulture of the Pampa Gaúcho: Combinatorial analysis of the determining factors
metadata.dc.creator: Gomes, Camila Cabrera
metadata.dc.contributor.advisor1: Dias, Marcelo Fernandes Pacheco
metadata.dc.description.resumo: O trabalho apresentado tem como objetivo identificar as combinações dos fatores determinantes da trajetória sociotécnica dos vinhos do Pampa Gaúcho. Dentro dessa análise de transição será utilizado a abordagem teórica Perspectiva Multinível (PMN) para se proceder com a compreensão da adoção da vitivinicultura, baseado nos estudos de Geels (2002) e Santos (2019), onde foi identificado fatores condicionantes da transição vitivinícola na Campanha Gaúcha. Com o propósito de avançar no conhecimento gerado por Santos (2019), aprimorou-se a metodologia, a fim de que se possam determinar quais os fatores e combinações que mais favoreceram a transição do regime sociotécnico da vitivinicultura. Neste sentido, utilizou-se o Método de Análise Qualitativa Comparativa – QCA. Após apresentação do marco teórico acrescentou-se mais dois novos fatores conforme os níveis da perspectiva multinível, no intuito de somar esforços à teoria já existente nos estudos em transição. Para atender aos objetivos da pesquisa procedeu-se com a coleta de dados através de um questionário estruturado adaptado do estudo de Santos (2019). As entrevistas foram aplicadas aos atores da vitivinicultura da Campanha Gaúcha. Foram identificadas as principais condições causais que contribuíram para a evolução das fases da vitivinicultura na região. O fator que explica a diferença entre a fase de estabilização, comparativamente com a fase de experimentação na trajetória da vitivinícola gaúcha foi o da imigração na região da campanha gaúcha. Já na analise comparativa entre a fase de resistência e a fase de estabilização as variáveis explicativas conforme os dados da pesquisa foram: Padrões Culturais Profundos; Valores Sociais; Infraestrutura – Logística; Reconfiguração - Transferência do conhecimento e Barreiras Individuais. Por fim pode-se concluir que existe uma ausência de coordenação dos atores da rede, pois apenas um fator corresponde aos fatores internos que determinam a trajetória na vitivinicultura na Campanha Gaúcha.
Abstract: The present work aims to identify the combinations of the determining factors of the socio-technical trajectory of Pampa Gaúcho wines. Within this transition analysis will be used the theoretical approach Multilevel Perspective (PMN) to proceed with the understanding of the adoption of viticulture, based on the recent study by Santos (2019), which was identified factors conditioning the wine transition in Campaign Gaucha. With the purpose of advancing the knowledge generated by Geels (2002) and Santos (2019), the methodology was improved so that the factors and combinations that most favored the transition of the socio-technical regime of viticulture could be determined. In this sense, we used the Comparative Qualitative Analysis Method - QCA. After presenting the theoretical framework, two new factors were added according to the levels of the multilevel perspective, in order to add efforts to the theory already existing in transition studies. To meet the research objectives, data were collected through a structured questionnaire adapted from the study by Santos (2017). The interviews were applied to the viticulture actors of the Gaucho Campaign. The main causal conditions that contributed to the evolution of the viticulture phases in the region were identified. The factor that explains the difference between the stabilization phase compared to the experimentation phase in the trajectory of the Rio Grande do Sul wine region was that of immigration in the region of the Rio Grande do Sul campaign. In the comparative analysis between the resistance phase and the stabilization phase, the explanatory variables according to the research data were: Deep Cultural Patterns; Social values; Infrastructure - Logistics; Reconfiguration - Knowledge Transfer and Individual Barriers. Finally, it can be concluded that there is a lack of coordination of the actors of the network, because only one factor corresponds to the internal factors that determine the trajectory in viticulture in the Gaucho Campaign.
Keywords: Desenvolvimento territorial
QCA
Inovação
Transição sociotécnica
Campanha gaúcha
Socio-technical transition
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Administração e Turismo
Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Sistemas Agroindustriais
Citation: GOMES, Camila Cabrera. Trajetória Sociotécnica da Viticultura do Pampa Gaúcho: Análise combinatória dos fatores multiníveis. 2019. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento territorial e Sistemas Agroindustriais) – Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial e Sistemas Agroindustriais, Faculdade de Administração e Turismo e Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4961
Issue Date: 2-Sep-2019
Appears in Collections:PPGDTSA: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Camila_Cabrera_Gomes.pdf2,52 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons