Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/5767
metadata.dc.type: doctoralThesis
Title: Diversidade de populações de Meloidogyne spp. e Pratylenchus spp. de diferentes regiões do sul do Brasil produtoras de batata e estudo da patogenicidade em Solanum spp.
Other Titles: Diversity of Meloidogyne spp. and Pratylenchus spp. populations parasitizing potato in southern Brazil and their pathogenicity on Solanum spp.
metadata.dc.creator: Medina, Israel Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: Gomes, Cesar Bauer
metadata.dc.description.resumo: Teve-se por objetivo no presente estudo: i) caracterizar as populações do nematoide das galhas (Meloidogyne spp.) e das lesões (Pratylenchus spp.) em lavouras de batata do Rio Grando do Sul (RS), Santa Catarina (SC) e Paraná (PR); ii) avaliar a agressividade de populações de M. javanica em cultivares comerciais de batata selecionadas; iii) avaliar a resistência de cultivares comerciais batata e acessos silvestres a Meloidogyne spp.; e iii) estudar a o ciclo de vida de M. javanica em genótipos de batata resistente e suscetível. Foram obtidas 47 populações de Meloidogyne spp. e 27 de Pratylenchus spp. nos três estados. As populações de Meloidogyne spp. foram caracterizadas bioquimicamente através da enzima esterase (Est), sendo 20 dessas populações, caracterizadas molecularmente por marcadores PCR e RAPD. As populações de Pratylenchus foram identificadas por meio de caracteres morfológicos e morfométricos. Posteriormente, avaliou-se a agressividade de quatro populações de M. javanica provenientes dos três estados nas cultivares de batata Agata e BRS Clara. A seguir, avaliou-se, em casa de vegetação, a reação de nove cultivares comerciais de batata quanto a resistência a Meloidogyne spp. e Pratylenchus brachyurus, e de 24 acessos de batata silvestre a M. javanica. Finalmente, estudou-se o ciclo de vida de M. javanica em uma cultivar suscetível (Ana) e em um acesso de batata silvestre resistente (68-16) sob condições controladas (24oC ± 0,5oC; 14h luz). De forma geral, verificou-se a presença de Meloidogyne spp. em 42,34% das amostradas coletadas nas lavouras de batata, sendo M. javanica com o fenótipo Est J3, a espécie mais frequente. Nas amostras provenientes do RS, foram obtidas 42 populações de Meloidogyne com cinco fenótipos esterásticos. Os fenótipos de M. javanica Est J3, J2 e J2a foram encontrados em 100, 3,0 e 12,1% das amostras, respectivamente. Alem disso, foram detectadas duas populações de M. incognita Est I2, e duas populações de M. arenaria Est A2, que corresponderam a 13,2% das amostras. Em SC foram identificadas sete populações de M. javanica Est J3 em todas as amostras onde foi detectado o nematoide das galhas. No estado do PR, constatou-se a ocorrência de seis populações de M. javanica Est J3, uma população de M. ethiopica Est E3 e uma população de M. incognita Est I2, as quais corresponderam a 85,7, 14,3 e 14,3% das áreas amostradas onde o nematoide das galhas foi detectado, respectivamente. Registrou-se a ocorrência do nematoide das lesões (Pratylenchus spp.) em 24,32% das amostras. Entre as amostras coletadas no RS cuja a presença de Pratylenchus spp. foi 8 registrada, identificaram-se 17 populações como P. brachyurus e quatro não foram possíveis de serem caracterizadas ao nível de espécie. Nos estados de SC e do PR, verificou-se apenas a ocorrência de P. brachyurus em duas e quatro amostras, respectivamente. Pela análise RAPD, 317 e 435 fragmentos reprodutíveis foram amplificados para as espécies/populações de Meloidogyne testadas, cuja percentagem de bandas polimórficas amplificadas variou de 13,9 a 27,1% respectivamente. Pela análise filogenética, três grupos se formaram: em um grupo, 15 populações de M javanica Est J3 se agruparam; M. incognita Est I2, M. ethiopica Est E3 e M. arenaria Est A2 formaram um segundo grupo, e um terceiro agrupamento foi formado por duas populações de M. javanica Est J2a, observando-se uma baixa variabilidade intraespecífica entre ambas (9,47%). Avaliando-se a agressividade das populações de M. javanica, verificou-se interação significativa entre cultivares de batata e populações do nematoide com as variáveis número de galhas, fator de reprodução, número de 'pipocas', altura de planta e massa de tubérculos. Na avaliação da reação das cultivares de batata a Meloidogyne spp., a maioria dos materiais testados foi suscetível. Em relação à reação dos acessos de batatas silvestres a M. javanica, dois genótipos foram selecionados como resistentes (675 e 68-16) e um, como moderadamente suscetível (51-9). E, pela análise do desenvolvimento e reprodução de M. javanica em dois diferentes genótipos de batata, verificou-se prolongamento do ciclo de vida do nematoide no acesso resistente 68-16 comparativamente à cultivar suscetível Ana.
Abstract: The Objectives of this study were i) to characterize root-knot nematodes (Meloidogyne spp.) and root-lesion nematodes (RLN) (Pratylenchus spp.) parasitizing potato crops in the states of Rio Grande do Sul (RS), Santa Catarina (SC) and Paraná (PR), southern Brazil; ii) to access the aggressiveness of Meloidogyne javanica populations on selected potato cultivars; iii) to evaluate the resistance of commercial cultivars and wild accessions of potato to Meloidogyne spp., and iv) to study the life cycle of M. javanica on resistant and susceptible potato genotypes. In this study, 47 and 27 populations of Meloidogyne spp., and Pratylenchus spp. were obtained, respectively. Meloidogyne populations were biochemically characterized using esterase isozyme (Est). A subset of twenty populations was further characterized molecularly by SCAR PCR and RAPD markers. Populations of Pratylenchus spp. were characterized by morphological and morphometric characters. Subsequently, the aggressiveness of four populations of M. javanica from RS, SC and PR were evaluated in the commercial potato cultivars BRS Clara and Agata. Subsequently, the reaction of nine commercial potato cultivars for resistance to Meloidogyne spp. and Pratylenchus brachyurus, and the resistance of 24 wild potato accessions to Meloidogyne javanica was evaluated in greenhouse conditions. Finally, the life cycle of M. javanica in a susceptible cultivar (BRS Ana) and other resistant wild potato (68-16) was investigated under controlled conditions (24°C ± 0,5°C; 14h light). Overall, Meloidogyne spp. was present at 42.34% of sampled sites, and M. javanica (Est J3) was the most frequent species. Forty-two populations of Meloidogyne with five different esterase phenotypes were obtained from RS state. M. javanica J2, J2a and J3 occurred on 3%, 12.1% and 100% of sampled sites, respectively. Forty-two populations of Meloidogyne with five different esterase (Est) phenotypes were obtained In the collected samples from RS. M. javanica Est J3, J2 and J2a occurred at 100, 3.0 and 12.1% of the samples, respectively. Moreover, two populations of M. incognita I2, and two populations of M. arenaria A2 (13.2% in total), were detected. In SC state, M. javanica (J3) was observed on 100% of sampled sites. In PR state, six populations of M. javanica (J3), one population of M. ethiopica (E3) and one population of M. incognita (I2) were observed, which corresponds to 85.7%, 14.3% and 14.3% of the total samples, respectively. The occurrence of Pratylenchus spp., was observed in 24.32% of the total samples. Among them, samples obtained from RS state, there were 17 populations identified as P. brachyurus (81%) and it was not 10 possible to characterize four populations (19%) by specific level. In SC and PR, P. brachyurus occurred in two and four samples, respectively, and was the only species identified. In the RAPD analysis, 317 and 435 reproducible amplified fragments were observed for the isolates whose percentage of polymorphisms varied from 13.9% within M. javanica populations and 27.1% between M. javanica and other Meloidogyne spp. In the phylogenetic analysis, there was three groups, in which 15 populations of M. javanica (J3) formed a major group; M. incognita (I2), M. ethiopica (E3), and M. arenaria (A2) formed a second group, and the third group formed by two populations of M. javanica (J2a) with a low intraspecific variability between them (9.47%). In the aggressiveness of M. javanica populations, there was significant interactions between potato cultivars and nematode populations according to total number of galls (roots and tubers), nematode reproduction factor, plant height and tuber weight. For the genetic screenings, most potato cultivars were susceptible to both Meloidogyne spp. and Pratylenchus brachyurus. Interesting, two accessions of wild potatoes (675 and 68-16) were resistant and one (51-9) moderately susceptible to M. javanica. Finally, we observed an extended life cycle of M. javanica in the resistant accession of wild potato compared to the susceptible potato cultivar BRS Ana.
Keywords: Solanum tuberosum
Meloidogyne spp.
Pratylenchus spp.
Ocorrência
Diversidade
Variabilidade intraespecífica
Agressividade
Resistência
Ciclo de vida
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Fitossanidade
Citation: Lima-Medina, Israel. Diversidade de populações de Meloidogyne spp. e Pratylenchus spp. de diferentes regiões do Sul do Brasil produtoras de batata e estudo da patogenicidade em Solanum spp. 2013. 117f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-Graduação em Fitossanidade. Universidade Federal de Pelotas. Pelotas, RS, Brasil.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/5767
Issue Date: 26-May-2013
Appears in Collections:PPGFS: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Isabel_Medina.pdf3,29 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons