Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/5783
metadata.dc.type: doctoralThesis
Title: Seleção de bactérias como potenciais biocontroladoras do nematoide anelado do pessegueiro (Mesocriconema xenoplax)
Other Titles: Selection of bacteria as potential biocontroller of the ring nematode of peach (Mesocriconema xenoplax)
metadata.dc.creator: Mota, Monalize Salete
metadata.dc.contributor.advisor1: Moura, Andrea Bittencourt
metadata.dc.contributor.advisor-co1: César Bauer Gomes
metadata.dc.description.resumo: Entre os problemas relatados na cultura do pessegueiro, a síndrome da morte precoce de plantas, associada à presença do nematoide anelado Mesocriconema xenoplax, tem se destacado no Rio Grande do Sul. Até o momento não há portaenxerto resistente ou tolerante ao nematoide nem registro de nematicidas para uso na cultura do pessegueiro no Brasil, evidenciando a busca por práticas de manejo alternativas. Desta forma, foi objetivo deste trabalho, isolar e avaliar o potencial biocontrolador de isolados bacterianos e selecionar promissores controladores do nematoide anelado do pessegueiro. Para isto, 1.219 isolados bacterianos foram avaliados quanto à produção de compostos relacionados ao biocontrole e/ou promoção do crescimento (PCRBPC) por meio da produção de lípases, proteases, quitinases, amilases, solubilização de fosfatos, produção de amônia e antibiose contra Monilinia fructicola. A partir destas análises foram selecionados 99 isolados bacterianos e analisada a mortalidade in vitro sobre M. xenoplax; dentre estes isolados foram selecionados 36, os quais apresentaram índices de mortalidade acima de 95% e avaliados quanto à inibição da eclosão de juvenis. Na sequência, 15 isolados foram selecionados para avaliação da colonização radicular in vitro de plântulas do porta-enxerto ‘GxN-9’ e o efeito in vivo sobre a população de M. xenoplax sob cultivo do porta-enxerto de pessegueiro ‘GxN-9’, como também sob o cultivo de Dianthus barbatus. Dentre os 1.219 isolados bacterianos, 92% foram capazes de produzir um ou mais dos oito compostos avaliados e apenas 1% dos isolados produziu todos os compostos. A atividade proteolítica foi a mais freqüente entre os isolados bacterianos e a hidrólise de quitina a menos freqüente. Na análise a 7 de PCRBPC por habitat, 1,6% dos isolados oriundos do grupo Solo produziram 100% dos compostos analisados. Tagetes concentrou 96,1% de isolados proteolíticos em gelatina, 58,8% acumuladores de amônia, 56,9% solubilizadores de fosfato e, 54,9% amilolíticos; na sequência, o grupo das Liliáceas com 70,3% de isolados proteolíticos em Litmus®, 63% com antibiose contra M. fructicola. Já em Gramíneas, 80,6% dos isolados produziram lipases. Os maiores índices de produção de quitinase foram observados em Leguminosas e Outros. Em relação a nicho ecológico, a rizosfera destacou-se, em comparação com a filosfera e solo, como melhor fonte de isolados bacterianos com potencial biocontrolador. No teste de mortalidade in vitro de M. xenoplax, dentre os 99 isolados bacterianos, 84 foram significativos em relação à testemunha e 33 isolados reduziram a eclosão dos ovos do nematoide em comparação com a testemunha. A colonização radicular in vitro foi observada por 10 dos 15 isolados testados. Na avaliação do efeito antagônico das bactérias sobre o nematoide anelado em plantas de pessegueiro, nove bactérias reduziram significativamente a reprodução do nematoide e ocorreu um aumento significativo para MFR com os isolados DFs2049 e DFs0886. No bioensaio com aplicação das bactérias em pré-plantio à D. barbatus, verificou-se redução significativa da população de M. xenoplax em todos os tratamentos em relação à testemunha. Dessa forma, o presente trabalho demonstra que bactérias de diferentes nichos ecológicos apresentam potencial biocontrolador sobre M. xenoplax, nematoide associado à morte precoce do pessegueiro.
Abstract: The peach tree short life syndrome (PTSL) associated to the ring nematode Mesocriconema xenoplax is one of the most important problems affecting peach (Prunus persica) orchards in the Rio Grande do Sul State. Currently there are not rootstocks resistant or tolerant to nematodes or register nematicides for the peach crops in Brazil, showing the need for alternative management practices. Purpose of this study was to isolate and evaluate the potential biocontrol of bacterial isolates and to select promising controllers of the ring nematodes on peach. For this, 1,219 bacterial isolates were evaluated for the production of compounds related to biocontrol and/or promotion of growth (PCRBPG) through the production of lipases, proteases, chitinases, amylases, phosphate solubilization, production of ammonia and antibiosis against Monilinia fructicola. From these analyzes were selected and analyzed 99 bacterial isolates in vitro of the M. xenoplax mortality, among these 36 isolates were selected, which showed mortality rates above 95% and evaluated for inhibition of juveniles hatching. Following, 15 isolates were selected for evaluation in vitro the root colonization of the rootstock 'GxN-9' seedlings and in vivo effect on the M. xenoplax population under cultivation peach rootstock 'GxN-9', as well as under cultivation Dianthus barbatus. Among the 1219 bacterial isolates, 92% were able to produce one or more of the eight compounds evaluated and only 1% of the isolates produced all compounds. The proteolytic activity was more frequent among bacterial isolates and hydrolysis of chitin less frequent. In the analysis of PCRBPG by habitat, 1.6% of the isolates from Soil group produced 100% of the compounds analyzed. Tagetes group concentrated 96.1% of the isolates gelatin proteolytic, 58.8% of the ammonia produced, solubilizing phosphate at 56.9% and 54.9% amylolytic; following a 9 the Liliaceae group with 70.3% of isolates Litmus® proteolytic, 63% of antibiosis against M. fructicola. Besides that, 80,6% of Gramineae isolates group produced lipases. The highest rates of production of chitinase were observed in Leguminoseae and Other. For ecological niche, the rhizosphere stands out compared with the phyllosphere and ground, as best source of potential biocontrol bacterial strains. In the mortality assay in vitro of the M xenoplax, among the 99 bacterial isolates, 84 were significant in relation to the control and 33 isolates reduced the nematode hatching compared with control. The in vitro peach root colonization was observed on 10 of the 15 isolates. Evaluation the antagonistic effect of bacteria isolates on the ring nematode on peach trees, nine bacteria reduced the nematode reproduction significantly and a significant increase for root fresh weight with isolated DFs2049 and DFs0886. The bioassay of application bacterial isolates in pre-planting to D. barbatus, there was significant reduction in the population of M. xenoplax in all treatments compared to control. Therefore, the present study that bacteria from different ecological niches show a good potential for biocontrolling M. xenoplax, nematode associated with PTSL.
Keywords: Controle biológico
Morte precoce do pessegueiro
Rizobactérias
Atividade nematicida
Microbiolização de raiz
Biological control
Peach tree short life
Rhizobacteria
Nematicidal activity
Root microbiolization
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Fitossanidade
Citation: MOTA, Monalize Salete. Seleção de bactérias como potenciais biocontroladoras do nematoide anelado do pessegueiro (Mesocriconema xenoplax). 2012. 87f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-Graduação em Fitossanidade. Universidade Federal de pelotas, Pelotas.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/5783
Issue Date: 26-May-2013
Appears in Collections:PPGFS: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_Monalize_Mota.pdf1,21 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons