Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/7374
metadata.dc.type: article
Title: Kant e o conceito conservador de contrato social.
Other Titles: Kant and the conservative concept of social contract.
Authors: Bresolin, Keberson
Abstract: O objetivo deste trabalho é analisar a hipótese de que o conceito kantiano de contrato original é conservador em relaçãoao direito de resistência quando comparado àLocke e à Hobbes. Na filosofia política de Locke, a insurreição é legitima sempre que o governo não cumprir as cláusulas do contrato, a saber, proteger e assegurar a vida, a liberdade e a propriedade. Em Hobbes, encontramos a prerrogativa de desobedecer a autoridade, quando o soberanocolocar em perigo a vida dos súditos. ParaKant, o contrato original transforma-se em uma ideia da razão e oferece-se comoumdispositivo a prioripara a fundamentação do Estado e como um critério de legitimação política e jurídica. No entanto, diferentemente dos ingleses, Kant não permite o direito de desobedecer e resistir, mesmo quando a ideia do contrato não é considerada.
Keywords: Kant
Locke
Hobbes
Contrato Social
Direito de Resistência
Social Contract
Right of Resistance
metadata.dc.language: por
Publisher: PUCRS
Citation: BRESOLIN, Keberson. Kant e o conceito conservador de contrato social. VERITAS (PORTO ALEGRE. IMPRESSO), v. 62, p. 39-64, 2017. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/veritas/article/view/19805. Acesso em: 13 de abril de 2021
metadata.dc.rights: OpenAccess
metadata.dc.identifier.doi: https://doi.org/10.15448/1984-6746.2017.1.19805
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/7374
Issue Date: 2017
Appears in Collections:Departamento de Filosofia: Artigos de periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Kant_e_o_conceito_conservador_de_contrato_social.pdf373,78 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons