Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4133
Tipo: doctoralThesis
Título: Arroz parboilizado e mirtilo: resposta biológica de ratos wistar em situação de estresse
Título(s) alternativo(s): Parboiled rice and blueberry: biological response of Wistar rats under stress.
Autor(es): Nicoletti, Angélica Markus
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Elias, Moacir Cardoso
metadata.dc.contributor.advisor-co2: Peres, William
Resumo: O progresso global ocorrido no último século nas diversas áreas teve impacto direto na rotina dos indivíduos, gerando um número expressivo de pessoas estressadas, que adotaram hábitos alimentares errôneos. Tais ocorrências tendem a gerar um desequilíbrio bioquímico no organismo denominado de estresse oxidativo, que se caracteriza por uma produção exacerbada de radicais livres, e que tem sido associado ao desenvolvimento das chamadas doenças crônicas não transmissíveis. Diante das potencialidades funcionais antioxidantes do arroz parboilizado e do mirtilo como coadjuvantes na prevenção e manutenção de um equilíbrio oxidativo no organismo, o que reflete na prevenção de diversas patologias, no presente estudo objetivou-se analisar a eficiência nutricional e funcional de arroz parboilizado e mirtilo bem como avaliar seu potencial antioxidante em um modelo animal submetido a um protocolo de estresse. Para tanto, o trabalho foi estruturado em três estudos, desenvolvidos da seguinte forma: experimento I, II e III. No experimento I foram caracterizadas duas variedades de mirtilo (Misty e O’Neal) determinando a composição bromatológica dos frutos, antocianinas totais, compostos fenólicos totais e individuais, atividade antioxidante por DPPH, ABTS e FRAP. No experimento II foram avaliadas as respostas biológicas de ratos wistar machos adultos, cepa UFPEL, submetidos a um protocolo de estresse por contenção, alimentados com dietas normocalóricas, recebendo 1ml de extrato de mirtilo (41,66% fruta) através de gavagem para cada 200g de peso do animal. No experimento III foram avaliados a eficiência nutricional e funcional da mistura de arroz parboilizado e mirtilo através de ensaio biológico com ratos wistar machos adultos, cepa UFPEL, submetidos a um protocolo de estresse por contenção, alimentados com dieta desenvolvida com arroz parboilizado e mirtilo O`Neal, administrados sob a forma de ração. Com os resultados do estudo I foi possível concluir que a variedade de mirtilo Misty destacou-se apresentando maior teor de fenóis totais, bem como apresentou uma maior capacidade antioxidante nos diferentes métodos. No estudo II, o fator estresse refletiu em uma menor deposição de peso em especial nos animais que consumiram mirtilo O’Neal, resultado acompanhado de um consumo de ração similar ao grupo que recebeu mirtilo Misty, concomitante a uma menor deposição de gordura epididimal. O mirtilo O’Neal, se mostrou efetivo na redução dos níveis de glicose. A expressão de superóxido dismutase (SOD) foi menor na região hipotalâmica, inferindo que o antioxidante se mostrou ativo na linha de defesa. Nosso estudo ponderou que a exposição ao protocolo de estresse por contenção aumentou a enzima superóxido dismutase, sendo sua expressão significativamente maior quando comparado com a testemunha. Em contrapartida a exposição ao estresse diminuiu a Glutationa peroxidase. A atividade da enzima catalase no córtex foi significativamente aumentada nos grupos não submetidos ao protocolo de estresse, que receberam extrato aquoso de mirtilo. Seguido de maior expressão nos animais que receberam extrato aquoso de mirtilo da variedade Misty. O estudo III nos inferiu que: O estresse por contenção, o consumo de arroz parboilizado e mirtilo O´Neal administrados separados induz ao menor ganho de peso. Concomitante o consumo de alimentos foi diferente de acordo com a dieta administrada dentro do grupo de animais estressados,sendo que os que consumiram dieta AP e dieta APM exibiram um maior consumo alimentar. A deposição de gordura epididimal foi significativamente maior no grupo que recebeu a ração APM independente do fator estresse. Os animais que receberam dieta MO depositaram menos gordura epididimal, em relação a testemunha e 30,4% menos de gordura epididimal quando comparado a dieta AP. Quando comparadas as dietas dentro dos diferentes níveis de estresse, os animais submetidos ao estresse por contenção independente da dieta recebida demonstraram aumento dos níveis de glicose, sendo apenas o aumento nos animais que receberam a dieta AP.
Abstract: The global progress that has occurred in the last century in the various areas has had a direct impact on the routine of individuals, generating an expressive number of stressed people who have adopted erroneous eating habits. Such occurrences tend to generate a biochemical imbalance in the so-called oxidative stress system, which is characterized by an exacerbated production of free radicals, and has been associated with the development of so-called non-transmissible chronic diseases. In view of the functional antioxidant potentials of parboiled rice and blueberry as a coadjuvant in the prevention and maintenance of an oxidative balance in the body, which reflects in the prevention of several pathologies, the present study aimed to analyze the nutritional and functional efficiency of parboiled rice and blueberry As well as to evaluate its antioxidant potential in an animal model submitted to a stress protocol. For this, the work was structured in three studies, developed as follows: experiment I, II and III. In the experiment I were characterized two varieties of blueberry (Misty and O'Neal) determining the bromatological composition of the fruits, total anthocyanins, total and individual phenolic compounds, antioxidant activity by DPPH, ABTS and FRAP. In the experiment II, the biological responses of adult male wistar rats, strain UFPEL, submitted to a contention stress protocol, fed with normocaloric diets, were evaluated, receiving 1ml of blueberry extract (41.66% fruit) through gavage for each 200g Weight of the animal. In the experiment III the nutritional and functional efficiency of the mixture of parboiled and blueberry rice were evaluated through biological assay with adult male wistar rats, strain UFPEL, submitted to a contention stress protocol, fed with a diet developed with parboiled rice and blueberry O` Neal, administered as a feed. With the results of the study I it was possible to conclude that the blueberry variety Misty stood out presenting higher total phenol content, as well as presented a greater antioxidant capacity in the different methods. In study II, the stress factor reflected in a lower weight deposition, especially in the animals that consumed blueberry O'Neal, a result accompanied by a feed intake similar to the group that received blueberry Misty, concomitant to a lower deposition of epididymal fat. O'Neal blueberry was shown to be effective in reducing glucose levels. The expression of superoxide dismutase (SOD) was lower in the hypothalamic region, inferring that the antioxidant was active in the line of defense. Our study considered that the exposure to the protocol of contention stress increased the enzyme superoxide dismutase, being its expression significantly greater when compared with the control. In contrast, exposure to stress decreased Glutathione peroxidase. The activity of the catalase enzyme in the cortex was significantly increased in the groups not submitted to the stress protocol, which received aqueous extract of blueberry. This was followed by greater expression in the animals that received aqueous blueberry extract of the Misty variety. Study III inferred that: Containment stress, consumption of parboiled rice and O'Neal bilberry administered separately induces the lowest weight gain. Concomitant consumption of food was different according to the diet administered within the group of stressed animals, and those who consumed AP diet and APM diet exhibited a higher food intake. The deposition of epididymal fat was significantly higher in the group that received the APM ration independent of the stress factor. The animals that received an OM diet had less epididymal fat compared to controls and 30.4% less epididymal fat when compared to the AP diet. When comparing the diets within the different stress levels, the animals submitted to stress by independent containment of the received diet showed an increase in the glucose levels, being only the increase in the animals that received the AP diet.
Palavras-chave: Arroz
Gavagem
Mirtilo
Ratos wistar
Estresse por contenção
Antioxidante
Rice
Gavage
Blueberry
Wistar rats
Containment stress
Antioxidant
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Federal de Pelotas
Sigla da Instituição: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos
Citação: NICOLETTI, Angélica Markus. Arroz parboilizado e mirtilo: resposta biológica de Ratos wistar em situação de estresse. 2017. 113 f. Tese (Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.
Tipo de Acesso: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4133
Data do documento: 15-Fev-2017
Aparece nas coleções:Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos: Dissertações e Teses

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese Angélica Nicoletti.pdf1,62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.