Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3928
metadata.dc.type: masterThesis
Title: O agente comunitário de saúde como interlocutor da alimentação complementar
Other Titles: The community health worker as interlocutor in complementary feeding
metadata.dc.creator: Santos, Francine Silva dos
metadata.dc.contributor.advisor-co1: Mintem, Gicele Costa
metadata.dc.description.resumo: A alimentação na primeira infância tem implicações nos demais ciclos da vida de um indivíduo. Contudo, evidenciam-se orientações inadequadas por parte dos profissionais de saúde em relação à alimentação complementar e práticas inadequadas das famílias durante este período. Entende-se que os agentes comunitários de saúde, devido suas características e atribuições, possam ser interlocutores, melhorando a alimentação complementar, em todo território nacional. Com isso, este trabalho teve por objetivo descrever o conhecimento dos agentes comunitários de saúde e os recursos que a unidade básica oferece para que estes tenham conhecimento sobre alimentação complementar. Foi realizado estudo transversal descritivo na cidade de Pelotas, RS, nas unidades básicas da zona urbana com Estratégia Saúde da Família ou Estratégia de Agentes Comunitários de Saúde. Dois instrumentos foram utilizados: um questionário proposto ao serviço de saúde e outro destinado aos agentes comunitários de saúde, dividido em duas partes, sendo a primeira aplicada por entrevistador treinado e a outra autopreenchida, compreendendo um teste de conhecimentos sobre alimentação complementar, obtendo escores de conhecimento geral e para cada módulo do instrumento. O conhecimento dos agentes de saúde para os módulos de conhecimento geral e de alimentação complementar apresentou associação estatística positiva com idade, tempo de profissão, visitas domiciliares a crianças com até 24 meses, realizar orientações, buscar informações sobre alimentação complementar, e receber treinamento apenas com o escore geral. Verificou-se desacordo entre as respostas do serviço de saúde e dos profissionais entrevistados quanto aos treinamentos, materiais governamentais e acompanhamento do crescimento infantil. Portanto, a unidade básica deve não só respaldar, mas facilitar o acesso a recursos que possibilitem o conhecimento sobre o assunto, como um fator importante na educação alimentar e nutricional da comunidade.
Abstract: The feeding in early childhood has implications in other cycles of life of an individual. However, evidence is inadequate guidance by health professionals in relation to complementary feeding and practices inadequate household during this period. It is understood that the community health workers, due to its features and functions, can be interlocutor, improving complementary feeding, throughout the country. Therefore, this study aimed to describe the knowledge of community health workers and resources that the basic unit offers so that they have knowledge about complementary feeding. We conducted a descriptive cross-sectional study in the city of Pelotas, RS, in the basic units of the urban area with Family Health Strategy and Strategy Community Health Agents. Two instruments were used: a questionnaire proposed to the health service and another for the community health workers, divided into two parts, the first being applied by a trained interviewer and the other filled by the respondent comprising a knowledge test about complementary feeding, obtaining knowledge scores general and for each instrument module. Knowledge of health workers to the general knowledge modules and complementary feeding showed positive statistical association with age, occupation time, home visits to children up to 24 months, conduct guidelines, seek information about complementary feeding, and receive training only the general score. There was disagreement between the responses of the health service and the professionals interviewed about the training, government materials and monitoring of child growth. Therefore, the basic unit must not only endorse but facilitate access to resources that enable knowledge of the subject as an important factor in food and nutrition education community.
Keywords: Nutrição do lactente
Agentes comunitários de saúde
Estratégia saúde da família
Serviços de saúde da criança
Infant nutrition
Community health workers
Family health strategy
Child health services
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Nutrição
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos
Citation: SANTOS, Francine Silva. O agente comunitário de saúde como interlocutor da alimentação complementar. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos. Faculdade de Nutrição. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, RS, 2016.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3928
Issue Date: 15-Jul-2016
Appears in Collections:Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Francine_Silva_dos_Santos.pdf1,8 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons