Please use this identifier to cite or link to this item: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4893
metadata.dc.type: masterThesis
Title: Consumo alimentar segundo o grau de processamento e ingestão de nutrientes entre adolescentes da zona rural de Pelotas, RS
metadata.dc.creator: Oliveira , Riceli Rodeghiero
metadata.dc.contributor.advisor1: Muniz , Ludmila Correa
metadata.dc.description.resumo: A substituição de alimentos caseiros e naturais por produtos industrializados, além de um estilo de vida mais sedentário são apontados como fatores responsáveis por elevadas prevalências de excesso de peso e obesidade entre adolescentes. Porém esse comportamento é pouco conhecido na zona rural do país devido à falta de pesquisas realizadas nesse ambiente. O presente estudo teve como objetivo avaliar o consumo alimentar segundo o grau de processamento e ingestão de nutrientes entre adolescentes da zona rural de Pelotas, RS. Foi realizado um estudo transversal, do tipo censo, com os escolares matriculados do 6º ao 9º ano das 21 escolas municipais da zona rural de Pelotas, RS. Para avaliação do consumo alimentar foi utilizado um recordatório alimentar de 24 horas, aplicado por um entrevistador. Posteriormente os alimentos foram classificados em quatro grupos de alimentos segundo o grau de processamento: alimentos in natura ou minimamente processados, ingredientes culinários processados, alimentos processados ou alimentos ultraprocessados. As variáveis independentes utilizadas para caracterizar a amostra avaliada foram sexo, idade, cor da pele e escolaridade dos pais/responsáveis. Todos os dados referentes aos estudantes foram coletados através de questionário auto aplicado preenchido pelo próprio aluno, com auxílio da equipe de pesquisa. As informações sociodemográficas sobre pais/responsáveis foram coletadas através de questionário enviado para ser respondido no domicílio. Observou-se que alimentos in natura ou minimamente processados representam quase metade do consumo calórico médio diário. Entretanto, os alimentos ultraprocessados representam uma fração importante da alimentação desses adolescentes. As médias do teor de macro e micronutrientes tiveram maiores proporções de proteínas, carboidratos, gorduras, colesterol, fibra alimentar, sódio, ferro e cálcio provenientes de alimentos in natura ou minimamente processados. Entretanto, ressalta-se que os alimentos ultraprocessados tiveram importantes contribuições para ingestão média diária de carboidratos, gorduras e ferro.
Abstract: Não apresenta.
Keywords: Nutrição
Consumo de alimentos
Alimentos industrializados
Adolescentes
População rural
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
metadata.dc.language: por
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Pelotas
metadata.dc.publisher.initials: UFPel
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Nutrição
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos
Citation: OLIVEIRA, Riceli Rodeghiero. Consumo alimentar segundo o grau de processamento e ingestão de nutrientes entre adolescentes da zona rural de Pelotas, RS. 2018. 87f. Dissertação (Mestrado em Nutrição e Alimentos) – Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas/RS, 2018.
metadata.dc.rights: OpenAccess
URI: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4893
Issue Date: 24-Jul-2018
Appears in Collections:Pós-Graduação em Nutrição e Alimentos: Dissertações e Teses

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Riceli_Rodeghiero.pdf705,9 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons